segunda-feira, junho 30, 2008

PROGRAMA DE ACTIVIDADES DA AECAMP 2008-2010



AECAMP-
Associação de empresarios de parques de campismo
e hotelaria de ar livre

PROGRAMA ELEITORAL PARA O TRIÉNIO 2008-2010


PREÂMBULO
Presidiram à elaboração dos objectivos apresentados a seguinte ordem de razões, alicerçadas num projecto de evolução e aprofundamento, relativamente a algumas áreas de trabalho que têm vindo a ser desenvolvidas no decurso do anterior mandato e numa dinâmica progressivamente ajustada às novas realidades e desafios.
A convicção de que a AECAMP é uma Associação Empresarial que considera imperiosa a reunião de esforços, no sentido de ser garantida a defesa dos interesses de todos os seus membros no âmbito duma justa e adequada representatividade do sector do Campismo e Hotelaria de Ar Livre em Portugal.
Que os Parques de Campismo e a Hotelaria de Ar Livre se apresentam como um serviço turístico cada vez mais vocacionado para a protecção do meio ambiente e dos valores ecológicos, elevando, permanentemente, a qualidade dos produtos que oferecem com vista a melhor usufruir da vida ao ar livre, contacto com a natureza, convivência e aproximação da família.
Que, numa visão de médio e longo prazo, o sector seja dotado das condições de competitividade e qualidade, decisivas para o seu sucesso e afirmação. Tal, só é possível se baseada em fortes convicções e numa participação activa de todos os agentes económicos do sector bem como num imperioso e justo reconhecimento de todos os organismos oficiais, no sentido de combater a concorrência desleal e ilegal e garantir o acesso, em igualdade de circunstâncias, aos sistemas de apoio ao desenvolvimento do turismo nacional.
Motivados pelas profundas transformações estruturais que Portugal terá de efectuar e pelos enormes desafios com que estamos a ser confrontados no âmbito do alargamento da UE e da globalização económica, face às novas exigências dos consumidores, aos novos e diferenciados destinos alternativos enquanto novos mercados emergentes e novas fontes de fluxos turísticos.


PROGRAMA
Fomentar uma mais activa participação dos agentes económicos do sector, em especial dos membros da AECAMP, com vista ao seu progresso e adaptação aos desafios que deverá enfrentar, através do intercâmbio de conhecimento e informações com base em seminários, encontros e debates, integrando os diversos agentes do sector e do turismo em geral.
Promover uma colaboração inter-associativa no sentido do diálogo que potencie respostas às grandes questões com que o sector, em particular, e o turismo, em geral, se debatem.
Representar institucionalmente, através de uma forte e activa intervenção, junto dos órgãos do poder, nas questões em geral que afectam o sector, com ênfase nas áreas financeira, segurança, ambiente, ordenamento do território, formação, promoção e legislação.
Atender às políticas de promoção levadas a cabo pelos organismos oficiais e em parcerias com particulares, no sentido de se conseguir um eficaz compromisso que garanta, respeite e dignifique o Campismo e Hotelaria de Ar Livre, no âmbito das diferentes acções promocionais empreendidas, que nacional, quer internacionalmente.
Prosseguir os projectos institucionais de notoriedade e comunicação da AECAMP no âmbito das novas tecnologias de informação.
Participar em Feiras específicas, preferencialmente em Portugal e Espanha, prosseguindo o processo de promoção do sector que temos vindo a desenvolver.
Exigir junto de todos os organismos oficiais que seja reforçada a prevenção, fiscalização e punição da prática de campismo ilegal fora de parques, em praças públicas, junto à orla marítima, dentro de recintos não licenciados ou autorizados e junto a parques de campismo licenciados, com especial ênfase no parqueamento e pernoita ilegais do autocaravanismo.
Exigir junto das Autoridades a proibição da comercialização do campismo, de forma explicita ou tácita, nos parques de campismo privativos ou detidos por entidades geridas ou financiadas pelo Estado.
Estudar protocolos de colaboração com o Turismo de Portugal e o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional para a criação de cursos de formação inerentes ao sector do Campismo e Hotelaria de Ar Livre.
Reforçar a representatividade do sector junto das instâncias oficiais e do mercado, quer em Portugal, quer no estrangeiro, mediante um protagonismo activo e consequente através da CTP – Confederação do Turismo Português e da EFCO&HPA – European Federation of Campingsite Organisation and Holiday Park Associations.
Intervir junto da tutela no sentido de a Associação se pronunciar sobre a legislação do sector e poder vir a influenciá-la, com vista ao melhor desenvolvimento da actividade do Campismo, em particular, e do Turismo, em geral.
Pugnar por uma maior exigência junto da empresa Estradas de Portugal, EP, Câmaras Municipais e organismos oficiais do turismo, no sentido de um maior respeito pelo sector, quanto a sinalética em geral e à colocação de placas indicativas dos Parques de Campismo, acabando-se com as atitudes discriminatórias.
É nossa profunda convicção que este Programa de Mandato responderá aos desejos dos empresários do sector e promoverá o desenvolvimento e qualificação da actividade, contribuindo-se para a afirmação do Turismo na economia de Portugal.

sábado, junho 28, 2008

Nova area de serviço em Aveiro: Inauguraçao um dia destes...

Enguias na inauguração de mais uma area de serviço
de autocaravanas em AVEIRO
Quando?
-Não se sabe:
Do senhor presidente da JF de Pardilhó recebemos a informação de que, por motivos de força maior, a inauguração da Área de Serviço e de Pernoita para Autocaravanas da Ribeira da Aldeia foi adiada para data a anunciar oportunamente.
Para já fica anunciada só a gastronomia....

XI FESTIVAL DE GASTRONOMIA DA VILA DE PARDILHÓ INTEGRA INAUGURAÇÃO DA NOVA ÁREA DE SERVIÇO PARA AUTOCARAVANAS NA RIBEIRA DA ALDEIA


Dias 5 e 6 de Julho, a Junta de Freguesia de Pardilhó organiza, no Largo Dr. Egas Moniz, o XI FESTIVAL DE GASTRONOMIA DA VILA DE PARDILHÓ, onde participarão as Colectividades e Associações da vila.A apreciada “Caldeirada de enguias” ou as “Enguias com molho de escabeche” estarão na ementa no Largo da Igreja.

Mais uma vez, as colectividades da vila assumem o papel de chefes de cozinha nas Tasquinhas que vão estar à disposição dos apreciadores da boa gastronomia.A Junta de Freguesia integrou no programa das festas das Tasquinhas, dia 5 de Julho, a cerimónia de inauguração da AREA DE SERVIÇO E DE PERNOITA PARA AUTOCARAVANAS DA RIBEIRA DA ALDEIA, que terá lugar antes do início do 11º Festival de Gastronomia.

A autarquia pardilhoense convida todos os autocaravanistas e visitantes a estarem presentes na inauguração, e eventualmente apreciar as especialidades de comes e bebes para saborear os deliciosos pratos tradicionais da vila de Pardilhó ”Vila da Ria, do Moliceiro e da Enguia”.

sexta-feira, junho 27, 2008

crise e alta de combustiveis desanima americanos


Está na altura de os americanos abandonarem os seus enormes Recreation vehicles (RV
e adoptaram autocaravanas de tipo europeu
isto, se quiserem continuar a fazer autocaravanismo

Com o preço de cerca de 1USd/litro de gasolina, os americanos arrancam o cabelo, que diriam com a gasolina a mais de 1,5€ como já está na Europa e com tendencia a agravar-se?

Consider filling up a 75-gallon RV at more than $4 a gallon. That comes out to more than $300, and that is the very reason one man is selling his RV. It is an RV that was once his dream to own. "I've always wanted one of these," says Carl Knapp.
Knapp and his wife have owned their dream rig for five years, and for four months at a time, the Knapps have made their Winnebago their home as they travel south for the winter. But after all the warm winters and square dancing competitions around the state, Knapp says he has no other choice but to sell.
"Four dollars a gallon, you can't afford to run it," he says. "You can't afford to run these things when youre retired." Filling up the huge tank is completely out of the question for the Knapps, and they aren't alone. About 36 motorhomes or fifth-wheel trailers have been posted on Craigslist since Monday, and that's just in the Spokane area. Hundreds over others have been listed in the past month.
No one has called Knapp since he first listed the RV on Craigslist in February. The 36-foot Winnebago will sit in Knapp's driveway until that phone rings.
"Getting our age, you gotta start thinking about staying home more." Knapp says.
The slump in RV sales is also hitting dealerships. RVs Northwest says they are doing alright, but overall sales are down 25 percent for the year. Alcorn's Traveland said this is the worst year they can remember.

quinta-feira, junho 26, 2008

Relato de Ulisses, vencedor absoluto do I concurso de viagens em autocaravana da Newsletter


ITINERÂNCIAS A PARTIR DO SUL – 2
As Viagens do Ulisses
Partimos, como sempre, cheios de ilusão. Planeamos ir pelo interior, por locais que não são de passagem habitual: porque fora dos eixos principais e deles não constam factos de realce. O objectivo é fazer uma visita aos povoados do interior até Garvão. Iremos começar por Monchique, na serra mais alta do Algarve, depois Sabóia – já Baixo Alentejo -, Sta. Clara-a-Velha, Odemira e no regresso visitaremos S. Teotónio e de seguida as praias de Aljezur, antes de regressarmos ao ponto de partida: Portimão.

Para alguns algarvios Monchique é a Sintra do Algarve… Alguma razão têm, pois Monchique, cascata de casas brancas, está implantada no meio do verde luxuriante da serra. Mas é um local com personalidade. As suas ruas estreitas e íngremes não permitem o trânsito da nossa unidade de turismo itinerante. É a pé que calcorreamos as suas ruas sinuosas e empinadas de casario mal tratado, no geral, e muito abandonado. Confrangedor. De resto é um casario em que pontuam casas de algum gabarito, o que é um regalo para os olhos. Tem uma igreja matriz muito digna de se visitar. O seu portal manuelino é raro. No interior destaca-se uma capela recoberta a azulejos que um iluminado assentou a eito, sem ordem, formando um quadro lastimável. Digno de ver é a paisagem que, de qualquer lado desta terra altaneira, se pode apreciar.


Apesar do esforço necessário para vencer a subida, fomos ao Convento de N.ª S.ª do Desterro, que encontramos completamente degradado. Não fosse a panorâmica, que dali se desfruta, seria completa perda de tempo.

Na praça central da vila, estava a funcionar uma nora, de recente instalação, peça decorativa do lugar, que não chega para fazer esquecer a má qualidade do local. Perto, o mercado, muito pequeno, mas com a particularidade de apresentar produtos que – ainda - são produzidos pelos próprios; fomos convencidos, pela apresentação, a carregar com óptimas batatas e laranjas.

Passamos ao lado das Caldas de Monchique e não chegamos ao Pico da Fóia, mas sabemos, por experiência, quanto estes locais são prazenteiros, gratificantes e recomendáveis. O nosso fito era ir mais além. Tínhamos percorrido 25 km pela EN266 e íamos continuar até Sabóia, a 30 km daqui. A estrada corre entre arvoredo denso. Há quatro anos viemos aqui propositadamente para testemunhar a desgraça que um incêndio de grandes proporções provocou. Agora, felizmente, assistimos à quase completa recuperação da floresta. A grande maioria das árvores refloresceram. Os cadáveres de muitas, que ainda lá estão, ficam diluídas no conjunto. Que alegria!

Para se chegar a Sabóia há que sair da estrada e tomar um desvio. Percorrida pouca distância estamos na entrada do povoado e logo por ali ficamos e iniciamos o nosso deambular. É sabido que os traçados destas pequenas terras são surpreendentes. Logo na entrada topamos com um arco com desenhos infantis a indiciar que ali há ensino e crianças. Ao lado uma espécie de mercado: duas bancas em quatro metros por três! Sem ninguém. A hora do mercado já teria passado. Uns quantos cafés, uma ou outra loja de comércio, dois ou três restaurantes. Tudo na estrada principal. Subimos até ao cume do monte onde se instala a casa de terceira idade que, viemos a saber, cuida da grande parte da população idosa, com fornecimento de refeições ao domicílio; segundo uma anciã com quem falamos e nos confidenciou ter vivido pelo Algarve, entre Faro e Portimão, quando jovem, mas que ali se sentia bem: “nem trovoada aqui há…”. O que também não há, nalgumas das casas é casa de banho!... E embora muitas delas estejam abandonadas, há as que estão ocupadas! Decrépitas estão muitas. Encontramos a igreja fechada. A fachada nada tem de relevante. Na Rua João de Deus está instalado o Sabóia Atlético Clube, em casa de aspecto insignificante. Já a que tem os CTT como inquilino é uma casa de assinalar.

Voltamos à EN266 a demandar Santa Clara-a-Velha, a 5 km. Antes de lá chegarmos visitamos a barragem de Sta. Clara, imponente, com uma envolvente de vegetação notável, e junto, verificámos a existência de estalagem do mesmo nome.

A aldeia tem, à entrada, um posto de abastecimento e ao lado um restaurante onde tratamos de matar a fome, mas, antes, aproveitamos para visitar a capelinha, ali mesmo em frente, que estava de portas abertas e nos deixou agradavelmente surpreendidos pela singeleza e brilho dos dourados do altar-mor.

O almoço até foi melhor do que esperado. Outros comensais estavam já ocupados no acto de mastigação e pelo que vimos decidimos pelo bacalhau-à-chefe. Bem decidido. Com vinho tinto, sobremesa doce e café pagamos 19,05 euros.

No lado direito da capela existem duas ou três casas comerciais e o Sporting Clube Santaclarense. O sítio é a Praça Dr. Oliveira Salazar! Aqui é Baixo Alentejo!

No propósito de identificar o lugar deambulamos e logo identificamos uma bela instalação escolar, arquitectura estado novo, por sinal em muito bom estado, e seguindo a sinalização de “Fonte” fomos encontrar um lugar bizarro, com mesas e bancos de pedra, instalação para merendar e onde se assinala que a fonte, com uma imagem de senhora, artesanal, em nicho apropriado, foi construída em 1892, e em quadro de azulejo a legenda, muito original, como se lê: Quem desta água beber a sede há-de matar! No regresso reparamos que na frontaria de uma pequena casa, como brazão, está uma placa, artesanal, representando os sete ofícios: uma curiosidade.

Seguiu-se uma pequena paragem, na unidade de turismo itinerante, aproveitada para uma leitura transversal do jornal: o medonho que é a vida, agora, nesta país, está ali espelhado, reflexo do que se passa por aí. Há mais que muita gente a falar da crise instalada e já apregoando a revolução que, dizem, está para breve… O cronista de gabarito que é Miguel de Sousa Tavares, a propósito de um artigo do general Garcia Leandro, do Observatório da Segurança, vem desdramatizar a declaração do general de que o país caminha para a revolução: “a explosão social está a chegar. Vão ocorrer movimentos de cidadãos que já não podem aguentar mais o que se passa”, disse o general Garcia Leandro. E Miguel Sousa Tavares enfoca o problema na promiscuidade entre político e privado. Este arrazoado está na boca de muitos: estamos a chegar à rotura, pelos vistos.

Falta mesmo é quem lidere. Até Manuel Alegre diz: “o povo está à espera de uma Maria da Fonte qualquer ou de um salvador qualquer, seja quem for”. “Já fui convidado para encabeçar um movimento de indignação contra este estado de coisas”, disse o general. Meu Deus, quantos como eu, vivem em aflição. Não pelo que há-de vir, mas pelo que todos os dias nos é imposto por um poder salafrário e sem vergonha, incompetente. E, acredito, corrupto. Venha o que venha, mas venha qualquer coisa depressa, que nos dê a medida dum novo tempo, em que todos tenhamos de nos empenhar. Que seja premiada a iniciativa, que a responsabilidade individual seja instituída.

Reiniciemos viagem, pois é para arredar da consciência os factos perturbadores do dia-a-dia que a fazemos. A estrada vai levar-nos a São Martinho das Amoreiras, a 21 km, pela N393. De quando em vez atravessamos túneis, entre pinheiros espectaculares, e, de onde em onde, mimosas, exuberantes de mimosas, na berma, para nosso deleite. A povoação aparece-nos no lado esquerdo. Estacionamos. Vencida uma pequena encosta encontramo-nos no Largo Adelino Amaro da Costa – estamos no Baixo Alentejo! Esta personalidade foi membro do CDS, só para que conste. No largo, inclinado, destaca-se a igreja, sem interesse particular, que para se alcançar obriga a vencer uma dúzia de degraus. De resto nada que mereça reparo.

Daí rumamos a Garvão, a 9 km, pela N393. O lugar, de casas baixas, constituído por cinco ruas que confluem para o largo, de onde se parte para o campo de touros e na direcção contrária para a igreja. A igreja possui um portal rico, apreciável. Para lá chegar atravessámos um riacho seco, onde desaguam águas não identificadas, pareceu-nos. Registamos a existência do Grupo Coral Feminino Flores de Maio, numa pequena casa junto da igreja e uma Associação de Festas e Romarias que pelo aspecto da sede já se deixou de festas e romarias há muito.

Tomamos o caminho para Odemira, que dista 39 km. Como a estrada atravessa campos e montes, ora ligeiramente inclinados ora planos, mas quase sempre sem qualquer cultura, nesta monotonia lá vem à baila o momento nacional: a falta de vergonha de quem recebe chorudos vencimentos e recompensas faraónicas, e reformas milionárias, e prepara lugares em empresas a partir de posições de governação. Mas, eis que a estrada começa aos esses e a descer pronunciadamente. Há que estar atento, deixar para trás conjecturas negativas.

- Eia! Uma vara de porcos!... Não, são dez ou doze! Ora! Afinal são uns oito… E foi o que vimos neste quilómetros até Odemira!

Chegamos a Odemira com a tarde a cair. A entrada faz-se por uma rua com dois sentidos mas em que quem entra perde a prioridade porque em alguns troços não há lugar para mais de um carro. Chegados à zona do Tribunal, edifício de grande porte, estamos no centro: é tempo de procurar lugar para passar a noite.

Abaixo da rotunda, com o seu monumento “a árvore da sucata”, peça de admirar, junto a um posto de abastecimento, encontra-se o cais, zona ajardinada, na margem do rio Mira. Ali estacionamos. O grasnar dos patos e gansos levou-nos ao passeio junto do rio e a constatar as boas condições pedonais daquela área que, já fim do dia, ainda mantinha movimento de pessoas cirandando. Ao lado do posto de abastecimento há um amplo café, restaurante, pastelaria, tabacaria e por ali nos quedamos apreciando o movimento e confortando o estômago antes de nos recolhermos. Noite fria. Apeteceu aquecer o habitáculo.

Ao acordarmos demo-nos conta de movimento inusitado em volta da nossa unidade de turismo itinerante: eram dezenas de ciclistas que se agrupavam para dali partirem para o seu passeio domingueiro. Não eram só os participantes na prova ciclista, também os familiares de muitos participantes ali estavam em convívio fraternal, como público apoiante da efeméride. Assistimos curiosos e gostamos do que vimos.

Tínhamos lido num outdoor, ali no cais, que no lado norte se podia ver como, no antanho, as populações atravessavam o rio. Fomos a matar a curiosidade, por corredor formado de travessas de madeira assente em estacaria, que borda o rio deste lado, até depois da ponte que une as margens, e vimos como durante quatrocentos anos, as pessoas atravessavam o rio, naquele local. Ainda ali estão os pontos de amarração, numa e noutra margem, e um cartaz com o gráfico exemplificativo de como quer das margens, quer do próprio barco em que se deslocavam gentes e bestas, era possível movimentar o mesmo. Uma novidade. Dali partimos a explorar o centro: ruas apertadas de casario discreto apesar de alguns prédios de traça assinalável, como o da Câmara Municipal. Espaços ajardinados cuidados e limpos. Regressados ao cais percorremo-lo no sentido contrário e fomos encontrar, no final da zona urbanizada, uma praça redonda, em que pontua um “monumento”, que não posso deixar de referir: uns quatro paus quadrados de 15 cm, em L, com 5-6 metros, ligados entre si, ali pespegados, para alindar a praça. Um despautério! É uma tristeza constatarmos que em muitas cidades, vilas e aldeias se exibem grotescos “monumentos” de mau gosto, que chega a ser agressão intelectual aos conterrâneos e visitantes. O poder local, neste particular, é um couto de gente medíocre, mas… com poder e sem vergonha. Coisas destas não se deviam fazer nem a inimigos…

Rumamos a S. Teotónio, pela N120, a 15 km, lugar que muitas vezes cruzamos sem nunca nos determos. Surpreendeu-nos a dimensão do povoado que é francamente extenso. Casario de dois andares, muitos, e de rés-de-chão, muitíssimo. A igreja, a que afluíam os crentes, é pobre e desinteressante. O povo do lugar não deverá ser abastado. Destaca-se uma área de feiras e exposições. Haverá actividades, que não identificamos, que justifiquem a dimensão do povoado. Vimos gente descuidada e mal ataviada em volta dos bares, eram onze horas da manhã.

Partimos para Aljezur, a 43 km, pela N120, com o fito de visitar a praia da Amoreira, que nos agrada sobremaneira, e de que somos frequentadores. Há um largo espaço a anteceder o parque de estacionamento da praia, onde estavam aparcadas uma dúzia de AC e no parque junto do restaurante mais seis. Todas estrangeiras. Parece que não há proibições que possam impedir a circulação de autocaravanas. Cada vez são mais, e há zonas, como o Algarve, em particular, seja em que época for, que atraiem os autocaravanistas em número sempre crescente. Há só uma maneira adequada de tratar o Autocaravanismo: regular, a nível Europeu, essa realidade que é, efectivamente o Autocaravanismo itinerante. Este assunto não diz respeito só a portugueses, diz respeito aos europeus, pois são eles que viajem, que se interessam pelas culturas dos demais povos, pelos seus costumes, pelo seu entorno, que há muito passou a ser o espaço comunitário Europeu.

Estamos na primeira semana de Fevereiro e o tempo é de Primavera.. O sol está radiante. O céu azul, a temperatura amena. Preguiçamos um pouco junto do mar. Na margem do lado sul está a nascer uma edificação destinada a restaurante, de dimensões apreciáveis. Mais tarde, no local, verificamos que foram construídos uns passadiços em madeira, para aproximar o acesso à berma da falésia. Parece que chegou aqui uma conformidade qualquer que será preciso respeitar não tarda nada. Os coitados dos visitantes têm de ser protegidos de si mesmos, não vão magoar os pés nas pedras do caminho. Não vão estatelar-se na arriba. Portanto, fiquem entre baias! Nada de descer à praia, por esta banda…

Fomos para o centro a demandar restaurante. Fora da época balnear, por estas bandas, fecha tudo que é negócio, porque não há negócio. Mas lá encontramos uma tenda aberta, por sinal, no centro mesmo junto à pequena ponte. Local já conhecido e que agrada pela confecção. Umas amêijoas para abertura e uma carne à alentejana, doce, vinho, café. Pagamos 27,00 euros.
Confirmamos “in loco” o que víramos da praia da Amoreira e é como descrevemos acima. Claro que esta intervenção não nos agrada.

Regressamos depois de usufruirmos do repouso proporcionado pelo panorama que se vislumbra daquele monte sobre a praia da Amoreira: o mar a perder de vista e os montes envolventes vestidos de verde. Um gosto.

Percorremos 247 km. Gastamos nos dois almoços, lanche e pequeno almoço, 58,75 euros.
Um dia destes voltamos.

quarta-feira, junho 25, 2008

Autocaravanas são (também) para gente fina.....

Ora espreite em:

Why Motorhome?
Imagine going on holiday without a timetable or agenda. Within reason, go where you please, when you please. Booking not always essential. If you’re hungry, eat. If you’re tired, sleep. If the weather’s poor, go somewhere better. Sounds attractive? These are some of the reasons why more and more people are taking control of their leisure time and buying a motorhome.
Whilst purely touring with a motorhome can be an immense pleasure in itself, many people also use one as a means to enhance their enjoyment of a favourite pastime. How about being able to take as much gear as you want rather than stuffing the car to the gunnels before finding the suitcases won’t go in? A motorhome with the right storage combination can swallow all the golf, fishing, walking or photographic equipment you might like to take without having to compromise in the wardrobe department. And, because you have all your facilities to hand, you can enjoy your pastime for longer, without the need to return home or leave in search for somewhere to get a meal. Large events like airshows, music festivals and motor racing can be enjoyed for whole weekends, starting as early and finishing as late as you like at relatively little expense in terms of accommodation. For some real-life examples of how a motorhome can enhance your leisure and pleasure, click here.
This is the all-round appeal of the motorhome. It facilitates holidays with infinite possibilities at all times of the year, from a weekend a few miles away to a year off touring Europe. Shorter trips require little planning once you have the basic equipment - it really is possible to just ‘get up and go’

Where do I start?
The key to an enjoyable motorhome experience is that the body type and layout suit your needs. Once these elements are decided then all other considerations will follow. Something that looks very attractive in the showroom can be a costly lesson if the bed is uncomfortable, there is not enough storage on board or there are not enough seatbelts. So, think hard about what the motorhome will have to do to accommodate your personal needs and interests.
Let’s start by getting to grips with some terminology about body types:
Body Types and ClassesThere are numerous names given to motorhome body styles however below are the most popular terms:
Micro: As the name suggests, these are the smallest motorhomes. Usually converted from a small van chassis, for example the Citroen Berlingo or the Fiat Doblo. Facilities usually include mains hook-up, heating, fridge, water supply (not always hot), plus a simple bed arrangement. There may not be a washroom or toilet on board. Despite their small size, they can provide comfortable accommodation for two, which can sometimes be enlarged by attaching an annexe.
Van conversion: Starting life as a complete vehicle, the motorhome manufacturer converts the body adding windows, a high fixed roof or pop-up roof, plus seating, cooking and washing facilities as appropriate for the model. Being larger than a Micro, this popular type of motorhome can provide a good combination of usable space, storage and a comprehensive range of equipment.
Compact: The latest class of motorhomes to emerge from manufacturers and currently enjoying good sales both in the UK and abroad. Usually under 6 metres in length they are look like either a mini low profile or ‘A’ Class and combine the attributes of the van conversions’ manouverability with the layouts and facilities of their larger coachbuilt and ‘A’ class siblings.
Coachbuilt: This is a motorhome where the living area, including the walls floor and ceiling are built upon a chassis cab. The most popular chassis used are Fiat, Ford, Renault, Iveco and VW. The roof of the cab is cut away and a bed area is built over the cab. Sometimes these motorhomes are also called ‘overcabs’.
Low-Profile: Essentially built in the same way as a Coachbuilt but with one significant difference - no overcab bed. The low-profile, as its name suggests, has a lower roofline than its coachbuilt counterpart. The bed is usually at a lower level and fixed rather than made up.
‘A’ Class: The entire motorhome body is built by the motorhome manufacturer including the cab. Only the motor drive unit and dashboard are sourced from the chassis supplier. Often the chassis is also modified to allow extra weight, length and storage. The manufacturers have significant scope to design stylish body styles with practical features such as insulated double floors, garage style storage areas and roomy lounges. As they are often built to order, customers have more options to personalise their motorhome with additional equipment. Therefore, size for size, these are the most expensive motorhomes to buy.

terça-feira, junho 24, 2008

Autocaravana do futuro, ecologica e funcional: ideia francesa

Basta comprar uma pick up, ou caixa aberta ampla,
e colocar este habitaculo na carga...ou
esperar que uma empresa de autocaravanas adopte o sistema
ver mais na fonte:

L’architecte Jean-Pierre Appert a créé la surprise du public et des professionnels avec son prototype Be-coc au concours Lépine. La petite maison nomade a tout d’une grande avec ses 3,60 m de large. Autonome en énergie, elle pourrait se concevoir en matériaux biodégradables.

L’idée est simple : dans une ossature en aluminium viennent se replier les deux coques demi-cylindrique en polyester moulé. S’ajoute un panneau équipé de capteurs photovoltaïques qui assure l’autonomie énergétique. Ce dernier est basculant : en position verticale, il devient façade protégeant la coque par rapport à la rue ; relevé, il forme un toit vitré protégeant du soleil et sous lequel ombre et ventilation apportent le confort thermique. Les demi-coques, situées aux deux extrémités de la cellule, sont les seuls espaces aménagés (salle d‘eau, cuisine, couchage…), le reste de la cellule offre un volume entièrement vide, large de 3,60m.

Le luxe de l’espace

C’est ce luxe que Jean-Pierre Appert rêvait d’obtenir et il fait toute la différence :

65% de volume gagné par rapport à un camping-car. Le toit vitré offre visuellement une sensation de hauteur à 2,40 m et, lorsqu’on le bascule latéralement, c’est l’infini du ciel. Voilà lorsque Be-coc est déployé. Pour le transport, son volume fermé, n’excédant ni en hauteur ni en largeur 2,30m, peut-être installé en mode caravane sur un plateau ou en mode camping-car sur un châssis de camionnette. Autre avantage, la prise au vent est nettement inférieure. De ce concept, Jean-Pierre Appert a mis au point, au printemps de cette année, un prototype coloré qui a fait sensation au salon du Concours Lépine 2008 et a obtenu le grand prix des inventeurs. Modulable, polyvalent, le standard Be-coc s’adresse aussi bien aux familles en précarité qu’à celles qui rêvent de s’isoler confortablement en bord de mer ou à la montagne. L’ordre de prix serait de 12 à 15000 euros pour un cube, suivant le mode de construction et des prestations. Autonome en énergie, Be-coc est parfaitement adaptable aux régions très chaudes et désertiques et la structure du module et son isolation pourront être réalisées en matériaux reconstitués, composites, recyclables et biodégradables.Non seulement modulable dans son utilisation, Be-coc l’est aussi dans ses dimensions. Au module de base en demi-carré, on peut en associer un autre pour obtenir un cube, et ainsi jusqu’à obtenir deux cubes.

segunda-feira, junho 23, 2008

BRUXELAS, 48h de Raid: Grand Place , catedral e ATOMIUM

(de 5f .dia 19, a sabado dia 21, do sexto mês, de 2008)

Aconteceu mais uma oportunidade de ter umas horas livres em Bruxelas, durante uma deslocação de trabalho, o que aqui não se trata, mas que correu bem, para Portugal. E feito esse relatório, é tempo de também aqui deixar este. Curto, desta vez com poucas dicas para autocaravanistas, nem por isso demasiado intimista, porque este Blog não obedece a estereotipos, e se tem uma pauta, é a de uma Newsletter.

Ora, a renião, algures para os lados do Senado Do Reino e hoje também, Federação Belga, desta vez permitiu uma mais detalhada visita à Catedral, o flanar sempre pela Grand Place e Galerias St Hubert, e ainda ao Atomium, pelo seu 50º aniversario.

Comecemos pelo inesperado concerto da Banda do Regimento da Cavalaria Ligeira, de Sua Magestade a Rainha de Inglaterra, em plena Grand Place...


video

E continuemos pelos slides possiveis da Catedral de Bruxelas, dita de Sta Gudula






Agora seguem-se alguns apontamentos do que viu por lá (Grand Place) e arredores, isto desta vez, como por exemplo a Lady Cat, ou Demoiselle la Chatte... ciclista, a montra do circo de chocolate, ou dos brinquedos, ou ainda a entrada do café do rei de Espanha (imperdivel uma cerveja no 1º andar ), e depois uma foto da porta do nostalgico bar Aux Vieux Temps.






De resto ficam aqui algumas imagens do ATOMIUM, (Atomo + aluminio) incluindo as autocaravanas estacionadas muito próximo numa das avenidas convergentes...





Notas finais...( tais como as do outro, do Professor da TV)

Nesta viagem, como sempre, viajei, para além da documentação para a reunião de trabalho com livros. Um, em português do Diogo Pires Aurelio, ex-provedor do leitor do Diario de Noticias, sob o titulo Livro de Reclamações, com muitas das suas evasivas e fugitivas respostas aos leitores, e aos jornalistas, sobre as reclamações havidas. Não gostei, Mas confirmei a minha ideia de desencanto perante moderadores, provedores e demais mediadores. Tudo muito soft, muito politicamente correcto, muito onírico. Tudo sim, mas ...que também. É pouco, é curto, é inconsequente. Não recomendo.

O outro livro, francês, coleccção Livre de Poche, nº 30 923, de Philippe Val, com o Titulo Traité de savoir-survivre, par temps obscures. Capa inspirada no pintor belga, Henri Magritte, (les vacances de Hegel) e sintomática, de um copo de agua equilibrado no topo de um chapeu de chuva aberto...para quem queira reflectir. É um livro directo, com conteúdo, interessante e informativo. Dá que pensar. Ficam duas tiradas...penso, logo, penso que penso...e o homem é o único animal que tem a consciência de ter consciência, e enfim, para servir de indirecta a alguns...a terceira citação: só há morte no silêncio! Tudo muito claro, muito evidente, muito pensado. É útil, é suficiente, é consequente. Recomendo.

O terceiro apontamento é sobre futebol: dos 2-3 de Portugal com a Alemanha, fica-me a imagem do guarda redes Ricardo de olhos fechados, luvas gigantes a frente dos olhos, a deixar entrar o golo da sentença do afastamento. Paradigmático. Merecemos o que (não) temos. E tambem, o jogo da Turquia, o denodo dos jogadores, a competitividade, a motivação...precisamos de gente assim na Europa, e não só como imigrantes, mas à mesa das reuniões, nos blogs, nos foruns, nos partidos politicos. Exemplar. Mereceram estar onde estão !

Fica ainda a foto do avião do retorno, da Portugália-TAP, um Fokker 100, que fez a viagem em cerca de 3h. A refeição, a mesma da TAP, à ida, um sandwich de paladar inexplicavel, e de conteudo misterioso, provavelmente certificada pela ASAE e pela UE. Própria para deshumanos...Valeu em Bruxelas, um jantar a solo, no Chez Leon, de moules à moda da casa, com uma entrada de salada de camarão, do negro e pequenino, do Atlantico...já de memória quase submergida pelo tsunami dos camarões do indico, de africa e sabe-se lá de onde mais...e ainda, de um jantar no Rose Blanche da Grand Place, mas de carne, feita tipo ragout, à moda de Bruxelas, sem particular interesse. Requiem!

domingo, junho 22, 2008

POLITICA legislativa de apoio ao autocaravanismo: PRECISA-SE



Muitas vezes divulgam-se nos estreitos meios do autocaravanismo português informações sobre o que se passa em França. Sobre a multiplicaçao de AS, areas de serviço. sinalização, areas de estacionamento e pernoita para autocaravanas.


AS? Trata-se de estruturas de baixo custo (entre 2000 e 3000 euros) e que fomentam a correcção do turismo sazonal, aumentam a despesa turistica anual, rentabilizam equipamentos sociais e culturais, e ate dissipam a concentração do tráfico rodoviário turistico dos períodos de ponta.


Para além de aspectos culturais e de prioridades politicas há também as questões financeiras que concorrem para que a situação em Portugal seja incipiente. Nesse sentido aqui fica também aqui, um post publicado no Forum do CPA, em que se dá noticia do sistema adoptado por um Departamento francês para apoio aos seus municipios que queiram criar estruturas de apoio a autocaravanas:

em especial: membros da Direccção.

Moderador do Forum,

membros do Conselho Fiscal

Membros da Assembleia Geral do CPA

Aqui vai mais uma sugestão.

Propor legislação identica a francesa que permite apoio orçamental a criação de areas de serviço para autocaravanas.Esta neste momento a findar o 1º semestre de 2008.

No 2º semestre vai iniciar-se a preparaçao do Orçamento para 2009.

É este o momento azado para o CPA diligenciar a apresentaçao das suas propostas junto de:

Associação Portuguesa de Munícipios

Secretaria de Estado do Turismo

Subcomissao parlamentar da Assembleia da República

e o texto podera ser proximo desta versão francesa, na parte que interessa!

........................................

4) Campings municipaux et aires d’accueil pour camping-cars

Nature des opérations subventionnables

Modernisation ou extension de campings municipaux.

Création d’aires d’accueil pour les camping-cars.

Bénéficiaires

Collectivités (communes ou leurs groupements).

105 Tourisme

Conditions de recevabilité particulières

........................

Aires de camping-cars non associées à d’autres travaux : montant minimum d’investissements de2 000 e HT.

Financement départemental

...........

Aires de camping-cars : 20 % des dépenses éligibles hors taxes dans la limite de 3 000 euros.

S´adresser à

M. le Président du Conseil généralDirection du développement économique et international (DDEI)32, boulevard Dupleix ◆ 29196 Quimper Cedex

quinta-feira, junho 19, 2008

INDICE DE NOTICIAS, MODELOS, RUMORES E HUMORES SOBRE AUTOCARAVANAS

Indice de noticias, modelos rumores
e humores sobre autocaravanas
basta clicar nos links




Agua como combustivel? ou mudar de pneus para poupar combustivel?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/incrivel-ou-verdadeiro-agua-como.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/poupana-de-gasleoou-s-publicidade.html

Como poupar? avião low cost e aluguer de AC?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/como-viajar-de-autocaravana-em.html

Clube Bedford de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/autocaravanas-e-campingcars.html

Furgons Transformados em Campers
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/tudo-sobre-furgons-transformados.html

Prevenção de furtos e roubos de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/dicas-para-preveno-e-proteco-em-caso-de.html

Autocaravanismo americano
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/mais-noticias-sobre-o-autocravanismo.html

Preços de autocaravanas usadas em Inglaterra
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/fotos-e-preos-de-autocaravanas-usadas.html

Checklist inglês para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/checklist-para-autocaravanistasem-ingls.html

A autocaravana da Barbie
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/autocaravana-da-barbie.html

alternativa barata a uma autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/como-dispor-de-uma-autocaravana-em.html

Como se escreve a palvra autocaravana ?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/como-se-escreve-autocaravana-resposta.html

Como alugar um autocaravana nos EUA?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/aluguer-de-autocaravanas-nos-eua-rv.html

Modelos de autocaravanas brasileiras
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/amostra-de-autocaravanas-brasileiras-da.html

Viagens organizadas de autocaravana em grupo: Marrocos e não só!
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/viagens-organizadas-em.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/sugestes-de-ferais-viagens-organizadas.html

Pontos de assistencia tecnica a autocaravanas FIAT
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/7400-pontos-de-assitencias-tecnica-fiat.html

Encontros de autocaravanistas do CPA, CCP E PYC
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/xii-encontro-autocaravanas-pyc-little.html

Seminario de Bar-le-Duc sobre autocaravanismo em França
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/diaporama-sobre-estatisticas-de.html

Autocaravanas de esticar e encolher
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/cheagaram-as-autocaravanas-de-esticar-e.html

autocaravanismo na Coreia e na Russia
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/o-autocaravanismo-ja-chegou-koreia.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/o-autocaravanismo-chega-rssiapela-mo-da.html

Vamos jogar ao autocaravanismo num tabuleiro?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/vamos-jogar-ao-autocaravanismo-um.html

Limite de velocidade para autocaravanas em Espanha
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/limite-de-velocidade-de-ac-em-espanha.html

Como comprar e escolher uma autocaravana?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/como-comprar-uma-autocravana.html

Autocaravanas na nve? todo o cuidado é pouco !
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/alerta-e-cuidados-ter-com-autocaravanas.html

Cuidados ao conduzir uma autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/cuidados-ter-ao-conduzir-uma-autoca.html

Cuidado com a compra de autocaravaans usadas e importadas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/11/cuidado-com-acompra-de-autocaravanas.html

Humor ingês, GPS e autocaravanas e humor português
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/humormagia-do-gps-em-autocaravana.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/humor-sobre-autocaravanismo.html

Lavagem de roupa em viagem, de autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/como-lavar-roupa-na-autocaravana-em.html

Estará em formação um cyber clube de autocaravanistas?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/estara-em-formao-o-cca-cyber-clube-de.html

Conselhos aos autocaravanistas principiantes
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/06/conselhos-aos-principiantes-em.html

salão do Bourget de Outono, sobre autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/salo-do-bourget-frana-sobre.html

Experimentar o autocaravanismo começa por alugar uma autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/09/experimentar-o-autocaravanismo-alugar.html

O mito dos ataques a autocaravanistas com gas soporifero
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/09/o-mito-dos-ataques-de-gas-soporifero.html

Paródia à invasão das autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/08/parodia-invaso-dos-camping-cars-e.html

Confusão do Diario de Noticias entre caravana e autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/grande-confusao-no-dn-de-26-sobre-ac-e.html

Aluguer de autocaravanas em França e acessórios
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/tudo-sobre-autocaravanasem-frana.html

Autocaravanistas são muito heterógeneos
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/estes-heterogeneos-autocaravanistas-at.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/mais-autocaravanistas-heterogeneos.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/jornalistas-aderem-ao-autocaranismo.html

Como se fazer socio do CPA- Clube Portugues de Autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/como-se-fazer-scio-do-cpa-clube.html

Combi, a pão de forma Wolkswagen em autocaravana tipo Camper
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/como-se-fazer-scio-do-cpa-clube.html

Volta ao Mundo em autocaravana Citroen
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/12/volta-ao-mundo-em-citroen.html

Parque de autocaravanas na Carrasqueira, entre Silves e Monchique
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/09/parque-de-autocaravanas-da.html

Autocaravanistas naturistas reunem-se em Espanha
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/08/autocaravanistas-naturistas-reunem-em.html

Estatisticas de gastos de viagem em autocaravana (2006)
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/06/estatiscas-de-gasto-em-viagens-456.html

FAQ em galego sobre autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/04/faq-sobre-autocaravanas-em-galego.html

Como preparar uma viagem em autocaravana?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/03/como-preparar-uma-viagem-em.html

terça-feira, junho 17, 2008

INDICE de DICAS, BIBLIOGRAFIA E TEXTOS SOBRE CAMPINGS, AS, E AREAS DE PERNOITA

Indice de Bibliografia e textos
sobre Autocaravanismo
basta clicar nos links

10.000 areas de pernoita em toda a Europa
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/10000-areas-de-servio-e-de-pernoita-em.html

cartão de descontos em campings na escandinávia
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/escandinaviaantes-de-ir-compre-o-carto.html

Alenquer Camping & bungalows certificado pela ACSI
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/03/piscina-do-alenquer-camping.html

Areas de estacionamento e pernoita para autocaravanas em Portugal
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/lista-de-areas-de-servio-e-pernoita.html

Conversor on line de coordenadas GPS
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/converso-de-coordenadas-para.html

Anuário francês de AS e areas de pernoita
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/anurio-francs-de-areas-de.html

Guia espanhol de itinerarios de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/05/guia-espanhol-de-itinerarios-para.html

Guia belga de AS e areas de pernoita de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/belgica-lista-das-aresa-de-servio-e.html

Site francês de vendas de bibilografia e guias de autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/venda-de-gauis-de-autocaravanismo-e.html

Site da IRU de estacionamentos e pernoita para camions pesados
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/httpwww.html

Guia de parques de campismo para não europeus
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/informao-sobre-campings-na-europa-para.html

Guia de areas de serviço de autocaravanas em Marrocos
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/novissimo-guia-para-marrocos-60-areas.html

Guia Rodgers de campings e areas de serviço
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/mais-uam-casaeditora-de-guias-de.html

Downloads de POI para GPS
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/downloads-pontos-de-interesse.html

Cartão de descontos em Campings Vaya Camping
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/carto-de-credito-vaya-camping.html

Guia de areas de serviço em Itália
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/as-em-italia-do-guia-aree-de-sosta-da.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/06/areas-de-servio-e-pernoita-em-italia.html

Mapa de Espanha com localização de areas de serviço
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/novo-mapa-de-espanha-com-as-de.html

GPS em telemovel Nokia 6110 para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/telefone-gps-nokia-6110-navigator-dicas.html

Guia espanhol de parques de campismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/guia-de-campinsgs-para-vijaar-em.html

Guia Michelin para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/blog-post_24.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/novo-guia-michelin-para.html

Guias em inglês para campismo e autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/bibliografia-em-ingls-sobre.html

Carta de autocaravanista do CPA dá descontos
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/carta-de-autocaravanista-e-scio-do-cpa.html


Cartão de campista da Orbitur dá descontos a autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/cartao-de-descontos-em-campinsg-obgitur.html

Camping Card Internacional dá descontos a autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/obtenha-o-seu-camping-card.html

Areas de serviço para autocaravanas na península ibérica
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/httpwww.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/lista-das-novas-aereas-de-ac-em-espanha.html

Mapa de areas de serviço para autocaravanas em França
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/areas-de-servio-em-frana-mapas-para.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/campings-araes-de-servio-e-bts-em-frana.html

Mapa interactivo para localização de areas de serviço de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/o-melhor-mapa-intercactivo-para-areas.html

Guia Bel-Air de Camping Cars e Autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/11/vai-sair-em-breve-guia-bel-air-de.html

70 areas de serviço para autocaravanas na Andaluzia
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/mais-70-novas-areas-de-servio-em.html

Guias e Manuais de areas de serviço e apoios a autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/09/mais-pistas-de-guais-de-areas-e.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/areas-de-servio-em-toa-europa-e-em.html

Listagem alemã de areas de serviço em Portugal
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/08/areas-de-pernoita-para-autocaravanas-em.html

Como carregar os GPS com os radares de velocidade e não só
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/como-carregar-o-seu-gps-com-radares-de.html

Software para planeamento de viagens em autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/novo-software-de-planeamento-de-viagens.html

Site da Brisa para planeamento de percursos em auto-estrada
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/httpwww_08.html

Sites de informação sobre areas de serviço, de pernoita e estacionamento
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/as-bts-campings-e-parkings-para.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/02/fontes-da-internet-de-locais-de.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/08/super-areas-de-estacionamento-de.html

Guias alemães para areas de serviço, pernoita e estacionamento
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/05/novos-guias-alemes-de-areas-de-servio.html

Campings da Croácia
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/campings-na-croacia.html

Campings do grupo Knaus, na Alemanha
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/lista-de-parques-de-campismo-grupo.html

Campings em França com descontos para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/lista-de-campings-franceses-com-preos.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/nova-rede-de-parkings-de-pernoita-em.html

Descontos do Alenquer Camping para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/03/preos-especiais-para-recolha-de.html

Guia de Alberto Brochado para estacionamentos de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/06/actualizaao-do-guia-de-portugal-de.html

Web sites para apoio a planeamento de viagens de autocaravana
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/05/lista-de-web-sites-interessantes-para.html

Sistema e rede France Passion para autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/05/o-que-o-sistema-france-passion-para.html

domingo, junho 15, 2008

Guia Alan Rodgers de Camping a distancia de um click




FREE Download - To Help You On Your Way
do Guia Rogers:

A borla mesmo: guia camping e de locais para autocaravanas na europa click here (2.76Mb) uma amostra temporária (atenção) e a pagar tem o GUIA COMPLETO...
Buy Alan Rogers Digital Guides
Alan Rogers digital guides are only available online.
IMPORTANT! These guides are downloadable products. They will not be emailed or posted to you. Please ensure that after payment, you download them on the next page.
We accept payment by credit or debit card and all transactions are processed via a secure server

Expert in camping
Preparing for your
campsite holiday
18 European countries (muitos com varios endereços disponiveis)
Travelling
to Europe
2008
Travel advice and information

http://alanrogersguidesltd.createsend.com/viewEmail.aspx?cID=EF5B519D735B4871&sID=E25DCFCE1A47A662452E5E24AC4BF3C3&dID=5CB9CB5A1CE688CE

Preparing for your holiday is all part of the fun. But life is easier when you have some helpful advice along the way. We have many years of first-hand experience and we have learned that the one constant is that things do change. This Alan Rogers Travelling To Europe e-guide is FREE, just for a week or so.
Over 54 pages, it includes region-by-region information on most areas and features advice on money, documentation, pets and driving laws. It also includes basic advice for First Timers and contains 15 pages detailing useful stopover campsites near the major ports. Of course, we do not pretend that it is exhaustive nor that it will all be new to every reader. But take from it what you will, check out the holiday ideas below and enjoy the summer months. Bon Voyage!

sábado, junho 14, 2008

INDICE E TEXTOS SOBRE POLITICA E DIREITO AO AUTOCARAVANISMO

Indice de textos da Newsletter sobre politica de autocaravanismo
e Direito oa Autocaravanismo
Basta clicar nos links abaixo

Apelo a intervenção pública dos autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/apelo-nossa-comunidade-autocaravanista.html

Documento Espanhol sobre política de autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/06/politica-de-autocravanismo-mais-um.html

Polémica em França com o Presidente da Federação de Campismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/plmica-em-frana-entre-presidente-da.html

Posição do Ministro Francês Villepin em 2004 sobre autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/10/esclarecimento-oficial-aos-maires.html

Parecer do gabinete de estudos da Newsletter sobre pojecto de portaria sobre Campismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/parecer-do-gabinete-de-estudos-da.html

II Mesa redonda sobre Autocaravanismo: Estacionamento
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/blog-post_10.html

Como fazer lobbying pelo autocravanismo sério em Portugal
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/04/lobbying-srio-pelo-autocaravanismo.html

I Mesa Redonda sobre autocaravanismo: em geral
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/i-mesa-redonda-sobre-autocaravanismo.html

Entrevista à autocaravanista Decas do blog da Triganinha
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/entevista-em-directo-uma-autocaravana.html

Editorial do II ano de actividade da Newsletter
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/03/editorial-da-newsletter-obrigado-as.html

Entrevista ao leitor da Newsletter, Mr. Bogus
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/entrevista-com-o-leitor-da-newsletter.html

Regras de etiqueta, ética e deontologia nas intervenções do cyber espaço
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/net-etiqueta-e-regras-de-comportamento.html

Entrevista a Ruy de Figueiredo, Presidente do CPA- Clube Português de Autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/entrevista-ruy-figueiredo-presidente-do.html

Directiva Espanhola oficial sobre autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/directiva-espanhola-sobre-autocaravanas.html

o ACP, Automovel Clube de Portugal, mais um aliado ?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/02/o-acp-e-o-autocaravanismo-mais-um.html

Manifesto: Para que serve um Clube de Autocaravanistas?
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/para-que-serve-um-clube-de.html

Relatório do biénio 2006/2007 da Direcção do CPA
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/relatorio-do-bienio-2006-2007-do-cpa.html

Novo rumo do portal CCP CampingcarPortugal: só autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2008/01/novo-rumo-do-camping-car-portugal-s.html

Critica à Federação de Campismo pela apropriação indevida de sinalética de autocravanismo - II
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/12/sera-que-o-ridiculo-mata.html

Código francês de comportamento para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/cdigo-de-comportamento-de.html


Crítica à Federação de Campismo pela apropriação indevida de sinalética de autocaravanismo- I
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/10/prova-de-existencia-de-chicos-espertos.html

Guia francês de comportamento cívico para autocaravanistas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/08/guia-do-comportamento-cvico-dos.html

Plano estratégico para o autocaravanismo da Federação espanhola
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/httpwww.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/07/noticias-de-espanha-sobre-ac-e.html

Dez mandamentos universais para o bom condutor de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/06/dez-mandamentso-catlicos-para-o-bom.html

Entrevista da TSF com a Direcção do CPA (Ruy Figueiredo e Raul Lopes)
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/entrevista-na-tsf-com-direco-do-cpa.html

Inquerito Oficial da CCR sobre autocaravanismo no Algarve
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/04/excelente-e-criterioso-inquerito-para.html

Acordão da Relação de Coimbra sobre autcaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2007/03/acordo-da-relao-de-coimbra-refare.html

Auto-campismo não é autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/11/auto-campismo-nao-autocaravanismo.html

Senado Espanhol estuda o autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/11/senado-espanhol-estuda-o.html

Carta ao Pai Natal do autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/11/carta-ao-pai-natal-dos.html

Noticias de França sobre o autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/10/noticias-de-frana-para-os.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/08/noticias-de-franafederao-de-campismo.html

Memorandum espanhol de desfesa de estacionamento de autocaravanas
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/08/memoradum-espanhol-de-defesa-de.html

Projecto de diploma legal sobre autocaravanismo, em Portugal
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/07/projecto-de-diploma-legal-pr.html


Audiência com a subcomissão paralamentar da AR sobre autocaravanismo



A Assembleia da República interessa-se sobre autocaravanismo



Apoios dos partidos espanhois POPULAR e PSOE ao autocaravanismo



Apoio do Governo Espanhol ao autocaravanismo


Partido socialista da Galiza defende o autocaravanismo
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/06/partido-socialista-da-galiza-defende-o.html
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/04/socialistas-espanhois-apresentam.html

Regras de Ouro do autocaravanista e Cartilha de bom comportamento
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/2006/03/cartilha-do-autocaravanistae-regras-de.html