segunda-feira, março 31, 2008

Poupança de gasóleo....ou só publicidade?




Não perca a cabeça, (leiam até ao fim) mas...


a esmagadora maioria de autocaravanas são movidas a gasóleo...
e normalmente são veiculos concebidos para serem mesmo itinerantes, e

os autocaravanistas salvo excepções tipo ameijoa ou búzio, são mesmos semoventes, de acordo com o nosso inquérito, (que vale o que vale, pois nada tem de cientifico, nem de controle tecnico) ou do género lento como caracois, ou mais rapidos como tartarugas, ou mais irrequietos como os caranguejos eremitas...

Mas todos eles gostam de poupar combustível, o tal gasóleo,
ou pesando menos no pedal, e utilizando velocidades de cruzeiro e passeio...ou usando os combustiveis premium, mais caros, mas anunciados como menos gastadores, ou ainda delitrando oleos alimentares mais em conta, em misturas a olhómetro... e até aditivos....


Agora a Michelin vai anunciar pneus de nova geração que poupam ou fazem poupar litradas de gasóleo, ora vejam:




Todavia não se entusiasmem. A menos que sejam camionistas de pesados, ou profissionais dos ditos....Daí o aviso não percam a cabeça acima referido...

Para autocaravanas e camping cars...é buscar informação em outro site da Michelin...e procurar os Agilis Camping.
http://www.michelin.fr/michelinfr/AfficheServlet?Rubrique=20071224105840&Langue=FR&Page=20061124113720_24112006113735



Mais duas edições do Boletim do CPA...


Foi agora (final de Março) recebida pelo correio dos sócios mais um Boletim o AUTOCARAVANISTA, que não está anunciado, nem se pode ler na página da Internet do CPA, e diz respeito ao I trimestre de 2008 (Número 8, ano III):
. Nauticampo
. 36º Encontro CPA e programa do Alandroal
. Assembleia Geral de Abrantes
. Os desafios da àgua
. Nova Direcção
. Programa da Direcção para 2008
Mas a última edição do boletim trimestral do CPA distribuída (nº 7º de Julho/Setembro de 2007) ainda pode ser lida no site do CPA.
Na generalidade o conteúdo deste último Boletim disponível, na Net, acha-se ja obsoleto e ultrapassado, porque anterior às assembleias gerais que determinaram a remodelação dos corpos sociais do Clube Português de Autocaravanas.
A sua consulta através da net é possivel pelo portal :

domingo, março 30, 2008

30 anos da Revista Camping Car Magazine....Abril de2008...



já esta a venda em Portugal,
a edição da Camping Car magazine de 2008, Abril. (preço 5,70€)

Tem o interesse de comemorar 30 anos de edição....começou em 1978, Abril com o titulo Camping Car et Vans... e traz deliciosas fotografias daqueles tempos.

Outro motivo de interesse um suplemento dedicado as empresas de aluguer de AC em França....que pdoem interessar aos nossos amigos portugueses que queiram so iniciar a sua viagem de férias em autocaravana a partir de terras francesas, indo por exemplo de viatura própria, (ou de aviao) ate um ponto de partida em França, para dai seguirem em autocaravana...

nota: Supplément gratuit 64 pages : Guide pratique 2008 « Louer un camping-car ». Tous les loueurs. Tous les tarifs. Plus de 200 adresses.
exemplo de preços: estação alta:

na AVIS, por semana desde 1020€ http://www.aviscaraway.com/
Hertz...desde 930€, por semana http://www.trois-soleils.com/
McRent desde 146 €, por dia... http://www.mcrent.fr/
Motorhome Rent, desde 730€ por semana... http://www.motorhomerent.fr/
YPOLoc a partir de 845€ por semana... http://www.ipoloc.fr/
Planéte holydays, desde 125€, por dia http://www.planeteholidays.com/
Para ter uma visão mundial do aluguer de autocaravanas veja porém em:

quinta-feira, março 27, 2008

cartão de credito vaya camping



QUE CONDICIONES HAY QUE CUMPLIR PARA ADHERIRSE A VAYACAMPING CLUB?

Los únicos requisitos son ser mayor de edad y estar registrado como usuario de VAYACAMPING.¿
COMO CONSIGO LA TARJETA? - Para solicitar la tarjeta VAYACAMPING CLUB hay que estar previamente registrado como usuario de VAYACAMPING.Si has participado en alguna ocasión en el forum, o utilizado el mercadillo probablemente ya estás registrado. Puedes hacer una comprobación previa desde la sección "Usuarios" de la página principal del portal, y si no lo estás, registrarte desde esa misma sección.Una vez registrado, vuelve a entrar en tu "Panel de control" de la sección "Usuarios" y ya puedes pedir la tarjeta, . que se enviará gratuitamente por correo a tu domicilio.Se puede imprimir una copia en cualquier otro momento entrando en el "Panel de Control".

Esta copia es perfectamente válida.También puedes registrarte como usuario y pedir la tarjeta en los stands de VAYACAMPING en las ferias de Barcelona, Madrid y Bilbao. Se pueden consultar los detalles y las fechas de estas ferias en la página www.vayacamping.net/


¿CUANTO CUESTA? - El registro como usuario de VAYACAMPING y la obtención de la tarjeta en las ferias o a través de Internet son gratuitos. Para pedir duplicados de la tarjeta original se cobrarán los gastos de envío.

¿QUE VALIDEZ TIENE? - La validez de la tarjeta es como mínimo de un año natural completo. Los años correspondientes al período de validez están impresos en el fondo de la propia tarjeta.
NORMAS DE USO : La tarjeta puede ser utilizada únicamente por el titular, por lo que el establecimiento puede solicitar que se identifique con algún documento oficial.El usuario debe comunicar su pertenencia a VAYACAMPING CLUB en el momento de hacer su petición de reserva, o al registrarse a su llegada en la recepción del establecimiento. Si no se hace así, éste puede negarse a aplicar las ventajas de la tarjeta.En parcelas de camping y alquiler de alojamientos o vehículos, la tarjeta es válida para una sola parcela, alojamiento o vehículo. Los descuentos y precios especiales se aplicarán siempre y cuando haya plazas disponibles.
Las condiciones y límites de los descuentos o ventajas ofrecidos son los que se indican en la página " Establecimientos adheridos".La validez de la tarjeta es de una temporada completa como mínimo, las fechas están impresas en el fondo de la tarjeta.Se entiende como "tarjeta" tanto el original tipo tarjeta de crédito, como una copia impresa obtenida desde el portal de Internet. Ambos documentos tienen la misma validez.Las ofertas son válidas durante el año en curso. Con el cambio de año consultar de nuevo la lista, ya que pueden producirse variaciones.

projecto de viagem a Lourdes de 24 de Abril a 1 de Maio 2008



O projecto é mesmo lúdico. Nada de trabalho profissional. Resta saber então quase tudo!

Que povoações a visitar e ou pernoitar ?


O projecto é do grupo da canasta AC...com Herr Knauser e Don Elnaghi, que pode ser que se concretize, ou não. Mas planear não cansa e já é viajar, pelos mapas, e pelos guias, e paginas da internet....

Mas nada de planificações rigidas...a ideia é sempre dispor de cenários alternativos, de planos B e até planos C, e acima de tudo, escutar e receber dicas de outros autocaravanistas.

Não quer dar sugestões? prometemos retribuir com a publicação do relato final da viagem....


A ideia base esta em fazer Alenquer pais Basco,Lourdes, Roat dos Pirineus, Andorra e regresso a Alenquer. Previsão de cerca de 3000Km, cerca de 50% de refeições em AC, com 7 noites de pernoitas em autocaravana.


- à ida, Burgos (hipotese semidirecta)
- no regresso, Aranjuez (hipotese semidirecta)

durante o passeio
24 de abril...Lisboa -Biarritz? Ou Lisboa Burgos?
25 de abril (6f) passagem por CIBOURE, St jean de Luz? Biarritz? Anihoa, Sare, St Jean Pied de Port, Navarrenx (?),Oleron St Marie, grutas de Betharram -dormida (2 noite)
26 de abril (Sab) Lourdes ½ dia. St Savin, Bagneres de Bigorre, Capvern, St Bertrand de Comminges, Montmaurin (?) St Gaudens, ST Girons, Mas d´Azil, ou Foix, ou Aurignac (3 noite)
27 Abril (Dom) Aurignac ou Foix, Aix les Thermes, Font Romeu, Llivia, Bour Madame, Mont Louis, Andorra (Port Envalira) 4noite
28 de Abril (2F) Andorra/ou Seo de Urgel 5 noite
29 de Abril regresso por Toledo e Aranjuez (6 noite)
30 de Abril 4F Caia? Ou Monzaraz?
1 de Maio, 5F feriado Chegada a a casa


Fontes de Informação:



para o jantar no Casino de Biarritz...para isso serve o mealheiro dos jogos de canasta já feitos...
As dúvidas estão no tipo de jantar a fazer....
ora vejama publicidade:
En ce moment : découvrez le forfait Banco !
Alliez les plaisirs du jeu et dégustez les saveurs de la cuisine raffinée de notre Chef.
Le forfait "Banco" = 39 € (boissons incluses)> Menu découverte : entrée + plat + dessert > 10 euros de jetons (non négociables)> Initiation aux Jeux de Table à la Roulette ou au Blackjack.> Une coupe de Champagne
ou, mais barato:
Fourchette de prix : plat à partir de 14.00 €>
Carte : de 27.50 € à 43.50 €>
Menu : "Découverte" 27€
ou ainda mais baratinho....
Na cervejaria do casino. à la française et toutes les saveurs d'une cuisine raffinée et inventive.Tarifs : à la carte de 26,50 € à 43,50
€Menus : "CGP" : 19.50 € -
"Découverte" : 29 € - "Menu enfant" : 10,50 €
Type de cuisine : Produits du terroir et fruits de mer.
Horaires d'ouverture : ouvert tous les jours, de 12h00 à 14h (14h30 en saison) et de 19h30 à 22h (22h30 en saison).

Ciboure http://www.ciboure.fr/pages/fr/
Sare
Ainhoa
ST Jean de Luz
La Rhune (montanha e comboio)
St Jean de Pied de Port
Sauveterre de Bearn
Navarrenx
Betharram (grutas)
Lurdes
Saint Savin
parque nacional dos Pirinéus
Aurignac
Gruta Mas d´Azil
Bagneres Luchon (?)
Arreau
Comminges
St Lizier
Ponte do diabo
Foix,
Font Romeu
Llivia (enclave espanhol em França)Bourg Madame
Andorra
Tarascon sur Ariege
Ax-les-Termes



Ciboure, Forte de Socoa


















Gruta de Mas d´Azil (Ariege)

















MONTMAURIN




sitio arqueologico romano a
norte de St Gaudens





quarta-feira, março 26, 2008

AS em Italia do Guia Aree de Sosta da CAMPER: cerca de 2000

O guia custa 7 euros...
pelo correio ha a crescer os portes, mas vale a pena para quem pensa ir ate Italia:
- são 807 AS completas e sinalizadas
- 1527 possibilidades de estacionamento
- indicaçoes em mapa também de garagens de serviço, etc.




Para além disso, encontra-se neste Guia da Camper (a editora está referenciado em outro local desta Newsletter, alguns artigos de intaresse, obviamente escritos em italiano:
- 12 regras de ouro do autocaravanista sob o titulo generico VERGONHA....
- um artigo pedagógico sobre a arte do estacionamento e pernoita emAC...
- conselhos a quem pela primeira vez pegue num volnate de uam autoacravana...
As fotos ilustram alguns aspectos das tais regras de ouro, tais como, exemplicado:
- é anti civico...fazer despejos selvagens...ou incivilizado, uma vergonha....
- estacionar em local público não permite acampar....
- não prejuidcar a boa imagem dos autocaravanistas
- nao estacionar não importa onde, nem sem se importar como.
- evitar concentrações demasiados justapostas...
- procurar antecipar problemas do dia seguinte ao estacionar (obras, mas também feiras...)
- preferir estacionar sempre nas AS quando existam!
- nas subidas de montanha não criar obstáculos aos veiculos seguintes.
- não deixar de utilizar parques de campismo abertos, e sempre que conveniente.
- à noite nao fechar portas nem janelas ruidosamente!
- não manter o motor a trabalhar inultilmente.
- manter a radio e a televisão em volume baixo.
- utilizar geradores o menos tempo e o menor vezes possiveis....

Nova area privada, de serviço e de pernoita em Óbidos

Fica próximo do terreiro do aqueducto...
exactamente em N 39º 21' 22" W 09º 09' 25"
custa 6€ por 24H (pernoita e estacionamento)
é a única alternativa às recentes proibições de estacionamento de autocaravanas no parking do terreiro decididas pela Camara Municipal.



Outros preços: 2.5 € estacionamento das 08:00 ate as 17:00.

2.0 € despejos e abastecimento

terça-feira, março 25, 2008

Novo mapa de Espanha com AS de autocaravanas....

Mão amiga, (Raul Lopes) fez-nos chegar mais um site interessante que aqui se partilha com os leitores interessados desta Newsletter: está em http://www.areasac.es/

O autor, Vicente Velasco, agente de seguros, de forma inovadora patrocina este link ainda em fase de construção, que permite generalizar informação util e gratuita aos autocaravanistas, e que prevê a descarga ou download de coordenadas Tom Tom, incluindo noticias do sector....como esta...nova area de seviço na região de Vitória em Lakua, a partir de Abril. Fica a 5km do aeroporto de Vitoria - a 10km do centro da cidade e a15km da estaçao de comboios de Vitória. A noroeste da Cidade.

Los autocaravanistas que en su periplo por las carreteras españolas recalen en la capital alavesa dispondrán, a partir del próximo mes de abril, de una zona de estacionamiento específica para estos vehículos. El recinto, que dispondrá de entre diez y quince plazas de 36 metros cuadrados cada una, se habilitará en Lakua.

En concreto, ocupará una parte del parking en superficie que se está ampliando junto a las casas regionales, entre las calles Voluntaria Entrega y Luis Olariaga. El Gabinete Lazcoz da cumplimiento así a una moción presentada por el propio PSE, hace ahora un año, y aprobada por la Corporación, para instalar en la ciudad un área de servicios apropiado para los autocaravanistas.

El Síndico, Javier Otaola, también realizó una recomendación en este mismo sentido.Doce meses después, el equipo municipal de gobierno ha destinado 6.000 euros a acondicionar un espacio para estos viajeros que hacen turismo con una casa a cuestas y que constituyen un colectivo cada vez más numeroso. En las próximas semanas, el Consistorio empezará las obras para delimitar las plazas y dotar a cada una de una toma de agua. Asimismo, deberá señalizar la localización de este estacionamiento en la ciudad.

sexta-feira, março 21, 2008

Raid Alenquer-Paris-Berlim-Alenquer de 5832 Km, em autocaravana

RAID Alenquer-Paris-Berlim-Alenquer
em autocaravana


Desta vez o desafio era longo e intensivo. Duas reuniões profissionais, uma em Paris a 14 de Março, 6F, e logo a seguir, outra reunião também profissional, mas de assunto completamente diferente em Berlim, a começar as 14h de domingo dia 16, e a continuar na manha seguinte de 17 de Março, com a indicação de coincidência de greve dos transportes públicos naquela cidade alemã.

As datas eram compatíveis com uma hipótese de deslocação em autocaravana. Claro que o valor dos bilhetes de avião são inferiores aos custo de deslocação em viatura, mas sempre representam uma comparticipação nos custos gerais, e assim, colocada a possibilidade à consorte e co-piloto, obtido o ok. indispensável, só restava preparar a viagem. A situação de semi reforma tem destes bónus!

Claro que uma viagem destas, cerca de 6000Km não é novidade. Veja-se a do ano passado em situação muito similar, para participar em duas reuniões relativamente próximas em Copenhagen e em Bruxelas...e relatada aqui na Newsletter.



Desta vez o road test permitiu confirmar o excelente motor da Renault Master de 3000Cc de cilindrada, e a correcção do comportamento da autocaravana, perfilada, de cerca de 7 metros, a Knaus UFB 7000, em comparação com a anterior Fiat Ducato 2,8 JTD:
- o motor é mais potente e elástico
- menos guloso (ate 120 KM/h e com menos de 2500RPM mal atinge os 10,5L/100km
- com melhores reprises
- mais suave
- menos ruidoso
- travões mais eficientes
- quanto ao habitáculo, mais cómodo,
- muito eficiente o aquecimento de ar ambiente da truma
- maior frigorifico, e de escolha automática de energia
- muitos arrumos e gavetas
- persianas de black out eficientes.

Quanto a viagem em si mesmo, durou 12 dias, 11 noites, custou uma media diária de 125€ (antes da viagem a previsão foi de 130 euros) sendo a grande factura, a do combustível, cerca de 800 euros. Quanto as dormidas há a registar:
2 noites em camping
1 noite em hotel
4 noites em AS de AC
2 noites em área de repouso de AE
1 noite em estacionamento de rua
1 noite em parque de estacionamento

Quanto a refeições anota-se
2 refeições oferecidas a convite de amigos
14 refeições na AC
8 refeições em restaurantes (minimo 13,80€ e máximo 57,50€)

Quanto às impressões de viagem e fotografias seguem-se de forma sucinta com algumas dicas... regista-seporém o mal que se guia em Portugal em auto-estrada, quase sempre na faixa do meio, dificultando ultrapassagens, etc...o oposto em França e na Alemanha...
quanto a preços de gasóleo, por ordem crescente...
1,114€ em Fuentes de Oñoro, Espanha
1,139€ em Oyerzun (San sebastien)
1,231€ em Chartes, França
1,249€ na GALP, Vilar Formoso
1,268€ na Bélgica
1,269€ na Zona de Colmar, França
1,329€ em freiburg, na Alemanha
1,359€ em Berlim
1,369 em Rothenburg, Alemanha
1º dia de viagem, 2F, 10 de Março
Entrada no acesso a auto-estrada em Alenquer pelas 11.30h sob chuva constante. As nuvens tinham aprisionado o sol, e apenas deixavam escorrer copiosas lágrimas do astro rei. Rumo pela A1 e depois pela gratuita A23 ate Vilar Formoso. Atestar deposito já em Espanha, claro. Jantar em Puebla, em Los Palacios, ja na autopista gratuita de Vitoria. Depois rota batida ate a AS da Praia de Milady em Ilbarritz. Tarde já começou o sono dos justos. Ao lado várias AC

2º dia de viagem, 3F, 11 de Março
Acordar pelas 7.30. Incidente da suposta perda de um cartão de crédito Visa. Claro e logo, participação telefónica, e só depois disso adiante no dia, aparece o dito dentro do passaporte. Continuou a marcha fustigada pela chuva, ao longo da rota Angoulême, Poitiers, Tours, paragem para dormir e jantar em restaurante Au Bon Coin, em Cloys s/Loir em AS, impecável por 37.80€, entradas, prato principal e sobremesa, com cervejas. Dormida sem companhia de outras AC.


3º dia de viagem, 4f, 12 de Março
Marcha final para Paris pela rota do Trigo de Beauce. Passagem por Montigny, Chateaudun (com saída para percorrer as ruas e monumentos de interesse) compra de jornais e percepção dos temporais, imagine-se um barco de carga varado na praia de Sables d´Olone...Travessia de Chartres, mas sem lugar para estacionar junto à Catedral. Primeira experiência efectiva do uso do GPS (Nokia 6110) logo baptizado de Lady Nokia, um pouco pespineta porque insiste dogmaticamente em indicações que por vezes não correspondem já às realidades, por ex. novas rotundas...Porém diga-se, eficiente, e assim chegamos ao Camping do Bois de Bologne ainda antes de almoço.

A tarde foi para matar saudades de Paris dos grandes boulevards, a partir do autocarro 244 e do Metro a tomar na porta Maillot, cerveja na Brasserie Le Cardinal, passagem para algumas compras de Páscoa na secção Gourmet das Galerias Lafayette, e um jantarinho à maneira no Grand Café do Boulevard des Capucines, no 1º andar, com entrada, prato principal, cervejas, para dois 57€. Regresso a AC para dormir.

4º dia de viagem, 5F, 13 de Março
Dia cinzento, de manha a toilette da AC, e algum tempo para uma revisão da mesa redonda sobre autocaravanismo com Mr. Bogus, Herr Knauser e Lady Nokya, transcrita algures neste Blog. Almoço a convite dos velhos amigos António e Marie Anne, mais uma candidata a conselheira municipal nas eleições locais a socialista Laurence Giraud, do 7éme, zona do Marais, no Café Central. Depois o flanar pela rive gauche, Boulevard St Michel e St Germain, deslocação ao mítico Le Vieux Campeur, cheirar livrarias, visitar a igreja St Suplice, e fotografar o meridiano celebrizado pelo Código DaVinci. Entrar na Notre Dame, rever vitrais, bouquinistes, estações de Metro arte nova, e regressar ao Camping. Jantar na calma,na autocaravana e leituras.

5º dia de viagem, 6f, 14 de Março
Dia de reunião de trabalho, na zona dos Invalides, de manhã e de tarde. Intervalo para almoçar com a consorte no Café Transit, da Gare Air France, dos Invalides. Dia cinzento e fresco. Acabada a reunião pelas 17.15h, em meia hora estava no camping com a ligação ao Metro e autocarro muito eficientes. Aqui, tudo preparado para arrancar, e seguir viagem, pago o estacionamento do dia no camping, 10€, foi seguir as indicações não do GPS, mas da recepção, a caminho de Lille, a caminho da Bélgica. Tentativa frustrada de dormir em Charleroi, ambiente pouco acolhedor, e seguimos de rota batida para dormir numa área de repouso de auto estrada, zona de Heron.


6º dia de viagem, Sábado, 15 de Março
Acordar pacato, nuvens ainda no horizonte, em castelos cinzas, com lagos azuis pequenos. No esconde esconde, o Sol apareceu com frequência driblando farrapos. Atestar mais uma vez antes de entrar na Alemanha que tem o gasóleo mais caro da viagem, mais de 1,4, masque conseguimos evitar..... Seguiu-se Aachen, Hanover, almoço na cafeteria Backstube Sie Brecht, de um supermercado a preços baixos, e Potsdam. Aqui Lady Nokya mostrou do que era capaz: conduzir-nos através de intricados bairros residenciais ao lugar de uma suposta AS em Sternstrasse...que existe como travessa, mas não como AS. Ficamos nas voltas pela cidade, e pelos jardins de Sanssouci, e depois...nach Berlin, com outro brilharete de Lady Nokya a conduzir-nos exactamente ao local pretendido. Aqui dormimos no estacionamento dos arruamentos residenciais, e jantamos na AC porque os restaurantes da zona estavam cheios e eram top...

7º dia de viagem, Domingo, 16 de Março
Frio, nuvens, mas aceitável. Check in no Hotel, junção aos portugueses presentes para a reunião e de comboio urbano (estes não estavam de greve) rumo ao centro de Berlim e um tour de bus turístico, por 20€ a cabeça, permitiu durante quase duas horas ver a Berlim unificada, moderna e pujante. Almoço a despachar numa cafetaria, em conta, quatro pessoas, 30€.
A tarde reunião intensa. Para Jantar...a solução foi andar ao frio e entrar nos 100 Bier...excelente e não por ser uma refeição oferecida, (ficou em 12€ a cabeça) ou pela excelente companhia, mas pelo ambiente e pela qualidade da refeição, e da cerveja berliner.


8º dia de viagem. Segunda, 17 de Março
Excelente pequeno almoço no hotel, todo decorado com ovos de Páscoa. Partida para a reunião intensa, outravez, que acabou pelas 12h.30. Atestar a AC, média até então, desde a Bélgica, em 753Km foi de 10,4L/100Km. Rumo a Dresden com hesitações do GPS a perder-se longamente do satélite. Estacionamento por 2 € a hora em frente a monumental Dresden, a não peder em absoluto! e entre muitas outras autocaravanas, e debaixo de muito frio, em passo de corrida curto, a travessia da ponte e a ronda pelas igrejas e monumentos mais significativos. Quase todos destruídos a 80% com os bombardeamentos da II Guerra Mundial, hoje impecáveis. A Rota seguiu para Erfurt. Paragem para dormir numa AS cheia...tinha os 4 lugares gratuitos ocupados, mas parou-se num dos lugares pagos e livres, Jantar num italiano rocócó, mas com 20 euros o casal fez a festa! E com duas taças de espumoso de boas vindas! Onde? No Roma...


9º dia de viagem, 3F, 18 de Março
Acordar com frio e geada em volta. Geada não, neve! Logo depois do arranque as ruas estavam brancas e flocos de neve voavam contra o vidro. Bonito de se ver...Deixamos a norte de Erfurt a localidade de Sommerdá...está-se mesmo a ver porquê, e rumamos para Sul...
Objectivo Regensburg am Tauben.
Vale a pena...medieval, preservada e interessante (faz parte também da rota de Santiago de Compostela). Há estacionamento fora das muralhas, indicado para AC, hora e meia custa 3 euros...e chega para uma volta inspectiva. Entretanto sugere-se uma vista à maior loja de artigos de Natal permanentemente aberta...um espanto! Tudo fotografado, claro!
No café, para beber e para comprar pão, fez-se um telefonema para os amigos Bernd e mulher com quem também já tínhamos estado em Agosto passado, em Bona. Sim, estavam disponíveis em Ulm, só alguns 120km abaixo do local onde estávamos. Arrematado o almoço. Lá nos encontramos numa das cantinas bar da Universidade para matar saudades. Graças ao autocaravanismo a surpresa feita foi bem agradável, e lá lhes deixamos uma inevitável garrafa de vinho do Porto!
Continuamos, mais para Sul, sobre o Lago Constança, e depois em direcção à Floresta Negra, até Freiburg, já noite fechada. Opção de dormida foi Colmar...Lady Nokya confirmou a inexistência da AS da Rue de la Cavalerie, e à semelhança de Agosto de 2007, rumamos directos ao parking de la Vieille Ville, Place de la Montagne Verte, gratuito e mesmo em cima da zona piétonne e de restaurantes.
Jantarinho no Bar Schandi, duas tartes flambées, espécie de pizza de massa mais suave, e agradável com cervejas, tudo 22,10€!
Sono dos justos no estacionamento, onde eramos desta vez, ao contrario do verão de 2007, a única autocaravana, todavia...no stress, no fear!

10º dia de viagem, 4F , 19 de Março
Acordar sem problema, as torradas, o café com leite, e toca a andar ainda cedo. Sete horas, e a rolar. Céu solar, azul e iluminado, nem ponta de cinzas. Dia do Pai, por sinal. Rumo a Thann, onde existe o castelo do olho da bruxa...mas lá chegados com menos 3 graus...isto é temperatura mesmo negativa, a vista ficou pela igreja e pelos vitrais. Seguimos para Belfort, algumas mercas no Auchan e atestar o deposito a 1,269€...menos que na Alemanha, mas mais caro que em Espanha.
Depois ..Dole. Merece regressar e ver melhor, pois tem uma frente de rio muito bem arranjada e uma monumentalidade castrense sugestiva. Seguimos ao longo do rio Doubs sempre que possível, sempre em diagonal para Chalons s/Saone, Montluçon, Limoges e finalmente Perigueux, ja noite fechada. Claro que fomos direitos ao local da AS, no cais, e as 21h estacionados, foi buscar restaurante. Calhou a vez ao Les Coupoles, italiano...bom vinho em jarro, o demi litre do pichet maison a 6,50€, e os menus do perigord, e o italiano a 15€, com a festa a contento por 36,50€...incluindo entrada, prato principal e sobremesa...Dormimos junto a 5 autocaravanas espanholas, algumas holandesas, a maioria francesas, num total de 17 viaturas.

11 dia de viagem, 5F, 20 de Março
Acordar com placa de gelo no vidro frontal da AC, mas nem por isso muito frio....pequeno almoço, fotos matinais para o blog, e rumo pelas nacionais ate Bordeaux....desta vez circundada pela route du Lac, sempre com Sol...passagem em Biarritz mas só pela auto-estrada, e com engano na gare de pagamento, enfiados que estavamos atras de um camion de transportes intrrnacionais . Alguma confusão. Fica a dica, os cartoes visa electron não servem para pagar portagens de autoestrada, nem em França nem em Espanha!...foi a grande bagarre, sem poder recuar, lá se pagou em dinheiro com o funcionario a saltitar entre as cabines de portagem, para desfazer o erro involuntario.
Travessia da fronteira com longas filas de espanhois a entrarem para as férias da Pascoa em França...e segue-se o pleno de gasóleo em europestas, e o almoço na AC na area de serviço imediatamente a seguir a estação de serviço.
Depois foi a rota batida de km atras de km...com cruzamento com muita polícia...primeiro a auto pista gratuita para Vitoria, mas seguindo em direcção a Burgos ate Ameyugo....porque é gratuita, depois cerca de 60Km em estrada nacional, ate a entrada das novas variantes com quatro vias de Burgos....que ligam logo à autopista gratuita para Valladolid...Salamanca, e que so falta tarnsformar em 4 vias 25km antes de Portugal...e tudo gratuito...tudo eficiente.

12 dia de Viagem, 6F, 21 de Março
Sem historia, os KM ja pesam, o caminho faz-se de olhos fechados, e a cama de casa tem outra recepção para o corpo fatigado. Missão cumprida e comprida....
Qualquer dia há mais, quem sabe lá para Junho...neste misto de lazer e trabalho que o autocaravanismo permite, felizmente!...e trabalho também é escrever para esta Newsletter, acreditem.... que dá trabalho....

I MESA REDONDA SOBRE AUTOCARAVANISMO

I mesa redonda da Newsletter AC & CC
sobre autocaravanismo



(Paris 12 e 13 de Março de 2008)

Nota de Ordem: A equipa de redacção da Newsletter do Blogspot tem recebido inúmeras sugestões e propostas de iniciativas, por parte do seus milhares de leitores comprovados. Apesar da boa vontade não é possível dar seguimento a todas essas ideias, e que incluem além de entrevistas, a realização de mesas redondas sobre a ética dos foruns e blogs, o caderno reivindicativo dos autocaravanistas, a estratégia de lobbying, a política de relações com a comunicação social e ainda,com mais insistência, a questão da estruturação institucional do autocaravanismo.

Por esse motivo, aproveitando um momento de lazer numa deslocação em reportagem num road test a Paris e Berlim, no dia 12 de Março e na cidade da luz, e numa autocaravana, estacionada no camping do Bois de Bologne, optou-se por levar a cabo a I mesa redonda da Newsletter, com a presença dos companheiros habituais de viagem, ou seja Decarvalho, Mr. Bogus e Herr Knauser, já conhecidos dos nosos leitores, e pela primeira vez, Lady Nokia, detentora do GPS 6110, que fez um estreia absoluta na viagem deste road test, (raid Alenquer, Paris, berlim, Alenquer) e verdade seja dita, com alguma satisfação pelo entendimento que foi possível estabelecer em geral, com a consorte co-piloto.

O tema escolhido foi pois o de maiores insistências recebidas: a questão da estruturação institucional do autocaravanismo em Portugal, e sem outras regras de jogo que não sejam as da auto-contenção dos intervenientes, para se dispensar o moderador.

Decarvalho. Boas vindas, os meus agradecimentos aos meus companheiros e convidados Mr. Bogus, Herr Knauser, e Lady Nokya, pela vossa disponibilidade. Ora bem, comecemos então. Ainda se tentou estabelecer um sistema de video conferência directa para o forum do CPA, e do CCP, ainda com uma extensão para Moncorvo, mas não foi possível, assegurar a qualidade nem do som nem da imagem, e onde simultaneamente mais de 100 autocaravanistas participavam na inauguração de mais uma AS. Também não foi possível estabelecer uma ligação ao Blog da Triganinha. Azares tecnológicos.. .

E já agora proponho um teste...não nos tratemos nempor tu, nem por você....e a ver vamos se a cordialidade e são convívio são ou não, passíveis de atingir os padrões elevados de elegância cívica e cortesia, que todos praticamos, e estamos habituados a usar naturalmente, (porque são intrínsecos, e não de mero verniz) e sem esforço nesta Newsletter!

Começam as senhoras...

Lady Nokia. Boa noite a todos os autocaravanistas e todas as autocaravanistas, Não suporto o machismo e o marialvismo de se falar só nos autocaravanistas, então as autocaravanistas? Ainda agora ao se falar na área de Moncorvo...fala-se em 100 autocaravanistas, e os co-pilotos, perdão as co-pilotos? Não são também autocaravanistas? Então devemos falar em 200...

Mr Bogus. Então, e no caso em que são mulheres que conduzem? Os co-pilotos também contam? E as crianças ou jovens da família que acompanham o condutor?

Lady Nokya. Não me interrompa...

Herr Knauser. A mim o que me parece é que se deve falar em automobilistas de autocaravana!

Lady Nokya. Já vi que faz falta aqui um moderador, já é a segunda vez que me interrompem! O que eu quero dizer, é que a estruturação para o autocaravanismo já está feita! Esta mesa redonda não tem qualquer utilidade, pois tudo já está em ordem. Há uma Federação que serve o campismo o montanhismo e o autocaravanismo. Pronto !

Nisto ouviram-se vozes de não apoiado vindas do Forum do CCP e algumas vozes de vaias e outras de muito bem, do Forum do CPA.

Lady Nokya....Como eu eu dizendo...além de uma federação que já existe, há clubes de campismo e caravanismo com sócios e sócias que também são autocaravanistas, e até há um clube só de autocaravanas, dois foruns, do CPA e do CCP, alguns blogs, para quê mais coisas? Só serve para atrapalhar!

Decarvalho. Ora quem fala assim não é gago, mas Lady Nokia falou muito menos durante a viagem! Quando era mais preciso, perdia o norte, mas paciência....e isto para não falar nas rotundas que desconhecia nas suas indicações de navegação! Eu entendo que neste momento o autocaravanismo já passou a fase das autocaravanas como objecto de uma política, e que se deve falar em clubes de autocaravanismo, em vez de clubes de autocaravanas, como não se fala já em clubes de tendas ou de caravanas. O importante são as pessoas, elas é que agem, e não as coisas.., e quando as pessoas se reduzem a coisas, coisificando-se as pessoas, então não há ideias. Digo mesmo mais, quando as pessoas se reduzem e se consomem nas suas coisas, quando acham que tendo uma autocaravana são autocaravanistas, ficam aquém da realidade!

Lady Nokya. Oh Decarvalho ! assim ninguém o percebe!, então com essa historia do ter e do ser? Isso é muita areia para a minha camionete, perdão, autocaravana. Eu quero é passeios, concentrações, fogo de campo, canções com refrões dos companheiros, e conhecer mais parques de campismo.

Herr Knauser. Eu tenho estado calado, mas uma coisa são autocaravanas, outra proprietários de autocaravanas, e outra ainda os autocaravanistas. Não é o hábito (indumentária) que faz o monge, mas sim o hábito (comportamento) que identifica o monge. Portanto, um stand de autocaravanas, ate momentaneamente, enquanto as não vende, é um proprietário de autocaravanas, mas não um autocaravanista. E além disso, um autocaravanista pode ser o co-piloto, ou a co-piloto de um condutor de autocaravanas, ou seja, um automobilista de autocaravana. Por outro lado reparem bem, até se pode ser autocaravanista, ou seja automobilista, sem ser proprietario de uma autocaravana, ou de um automóvel.

Lady Nokia....Pois é nunca tinha pensado nisso. Um autocaravanista até pode nem ter autocaravana!, pois pode aluga-la...ou pedi-la emprestada..boa !

Decarvalho. Ora vêm como a filosofia ajuda...eu acho que a pessoa é o centro de tudo, e a pessoa pode ser também autocaravanista, golfista, caçador etc, e só nessa media é que pode estar interessada em agregar-se com outras pessoas em associações, ou clubes...Por mim acho que não devemos reduzir tudo ao autocaravanista, como se pudesse haver autocaravanistas sem antes haver cidadãos...

Mr. Bogus.
E eu não falo? Com esse discorrer intelectual que não vai interessar a ninguém...já estou mesmo a ver a cara do sr. Das Silvas...ou do sr. Mau Rio a protestarem...Eu vou direito ao assunto: Para mim o CPA é que tem de assumir as rédeas do processo de institucionalização do sector, e estruturação, e tomar a liderança do autocaravanismo. Ou seja, o CPA e a sua direcção é que têm de meter mãos a obra. Tem que se assumir como um grande clube que são todos os seus 1500 membros, mais do que no estrangeiro os clubes de autocaravanismo têm como associados!

Lady Nokia. Pois, pois...1400 campistas se calhar, e 100 autocaravanistas!

Mr. Bogus. Para mim o CPA tem que criar é um Instituto Privado Para o Autocaravanismo Português, assim mesmo, o IPPAP...depois deve pedir um subsídio para efeitos de prevenção rodoviária e campanhas afins, ao Governo, claro, olhem que para o ano há eleições e os políticos querem ser eleitos outra vez...e esse Instituto, com dinheiro e pessoas contratadas devia estudar os assuntos... e depois propor ao CPA que as aprovasse e levasse por diante...essa ideia do observatório é pouco...

Lady Nokya. Um IPPAP...para papar o quê...isso cheira-me a poleiro...lá isso cheira, ou a pedestal para alguém? Algum general? Para mirar as coisa de cima, e não fazer nada?

Herr Knauser. Meu caro amigo Mr Bogus, essa ideia é um pouco ambiciosa...criar uma estrutura como um Instituto, ou mesmo uma Fundação, era boa, se o CPA fosse um clube com meios, com historia de intervenção institucional, e mecenas, e ate uma massa crítica numerosa....ora só muito recentemente, com a direcção anterior é que esse caminho começou a ser trilhado, e ainda por cima sem aceitação generalizada...Para mim o CPA não esta ainda preparado para dar esse passo... Já viram quantos ( e o que) escrevem para o Forum? e os erros ortográficos graves? assim ninguém nos leva a sério...E no CCP, já viram que poucos ou nenhuns se interessam por querer dispor de um instrumento juridico? até podia ser um cyber clube de autocaravanistas, virtual, para fazer número e não alterando em nada aquele portal...
O que eu acho, e até já deixei aqui essa ideia nas entrelinhas, o importante é o conceito de automobilista. Tem de ser a partir dessa realidade económica e social.... e a partir dela construir um conceito e uma metodologia ganhadora para o autocaravanismo...Não concordam que sem automobilistas não há mesmo autocaravanistas?

Lady Nokya. Olha-me para este...um é teórico, o outro economista, e esquecem-se todos que já há uma federação...e que ate já registou os símbolos todos que se usam em Espanha e por esse mundo fora, com o logotipo de autocaravanas só para ela...e já esta tudo, tudinho mesmo, no boletim oficial do registo de propriedade industrial! E vai ser dinheiro em caixa começar a cobrar até no estrangeiro, pelo uso dos sinais que a nossa Federação registou...Olá se vai! Estamos aqui é a perder tempo...

DeCarvalho. Lady Nokia..... Hello ! Acha mesmo que o Estado e as Câmaras Municipais para não falar nas entidades privadas, agora vão ter que pagar alguma coisa à federação, ou sequer ter que lhe pedir autorizações? Não pense nisso...um erro de registo, pode e dever ser sempre emendado, o CPA que se mexa, com a ajuda do Provedor de Justiça, e do próprio Ministério da Administração Interna...e se necessário que se recorra para a Comissão Europeia...

Herr Knauser. Ora vejam lá quem é que agora interrompe quem? Eu vou já concluir: Ora se o automobilista é o epicentro, para mim tem de se falar com clubes de automobilistas, muito mais do que com pessoas ligadas ao campismo ou ao caravanismo! Nem clubes de autocaravanas, nem clubes de autocaravanistas, mas sim autênticos clubes ou instituições do autocaravanismo, o tal automobilismo de autocaravana...esse é que é o cerne da questão!

Lady Nokia. Onde é que isso nos leva?

Herr Knauser. Pois leva à minha conclusão. O maior clube de automobilistas é o ACP. Logo há que ganhar para a causa do autocaravanismo o ACP...O Automóvel Clube de Portugal...o Decarvalho sempre defendeu essa aproximação e ideias, não é verdade? E se ganharmos o ACP, e este ganhar os seus associados para o autocaravanismo, já temos uma instituição forte e prestigiada para dialogar, e com quem cooperar, e já agora, também com um logotipo arejado e moderno...neste sector...o que faz falta ao autocaravanismo, é falar-se não só de autocaravanas e de autocaravanistas, como proprietários de autocaravanas. Deve-se insistir nos automobilistas...e assim acho que o ACP aliado ao CPA, e a outras vozes do autocaravanismo, como o CCP. Três vozes podem ser a base de uma Federação com maiúscula, e a sério...
Desde que o CCP se transforme em entidade juridicamente relevante...por exemplo como os condomínios, em ente equiparado a pessoa colectiva, isso já permitiria ao ACP reclamar-se do estatuto de federação do automobilismo, incluindo o autocaravanismo, e dentro dessa nova Federação teríamos o problema do autocaravanismo resolvido...

Mr Bogus. Herr Knauser...e acha que o ACP ia aceitar a minha ideia do Instituto? e que também pode ser uma Fundação, claro. Haja mecenas! Estava aqui a pensar se os empresarios da ACAP...

Lady Nokya. O que vocês querem é destruir a federação do montanhismo do campismo e dos símbolos do autocaravanismo!

Herr Knauser
...Lady Nokya....olhe que ninguem falou aqui contra a federação do campismo e caravanismo e montanhismo...o problema esta só no autocaravanismo, entendeu? Acho que o mais importante é termos uma reunião a alto nível e séria sobre isto. O Decarvalho ja falou várias vezes em se organizar um seminário, ou mesmo um congresso, eu acho bem, e se nesta mesa redonda se vir que ha várias correntes de opinião, várias alternativas, que mereçam essa inciativa, eu cá apoio...Oh Decarvalho, o meu amigo está muito calado...

Decarvalho. Que querem vocês...estou a tomar notas para depois as poder publicar na Newsletter, e assim poder divulgar, e partilhar as vossas ideias com mais leitores, não só do Blogspot,mas também dos foruns do CPA, do CCP, e ate com o ACP...
Mas não me furto a dar a minha ideia.
Em primeiro lugar convem desde ja dizer que uma reuniao a alto nivel tem de ser de estados maiores. Não é nada connosco, a nível de execução, mas sim com os dirigentes associativos do sector. Espero que eles estejam atentos e actuantes, e claro que compreendo que se já há contactos em curso, eles não venham para a praça pública antes de tempo...

A mim parece-me que temos que ser realista e Lady Nokia, não é realista...era mais bonito ser simpático com uma senhora, e ter uma frase mais diplomática, mas a cortesia não é sinónimo de cinismo. Eu estou em desacordo com a o acantonar do autocaravanismo no conjunto das actividades de campismo e similares, como é o caravanismo, porque se trata de uma realidade, por natureza diferente. Claro que se pode fazer campismo com um autocaravana...Pois não estamos todos aqui reunidos em Paris, numa autocaravana e dentro de um parque de campismo?
Mas também se pode fazer campismo, até com um (num) bungalow...mas é evidente que o autocaravanismo também se pode fazer fora dos parques de campismo, e para além dos parques de campismo tradicionais. Isto é, pode utilizar apenas os serviços dos parques de campismo, com ou sem pernoita....Esta é a realidade dos factos que os próprios governantes em Portugal ainda não compreenderam.... O autocaravanista é semovente e itinerante...não acampa, viaja!

Mr Bogus. Então concorda comigo...o CPA criar o tal Instituto...

Herr Knauser...Ora essa!

Decarvalho.
Vamos mais devagar...O Herr Knauser colocou umas objecções sérias a essa ideia, e ideias sem possibilidade de concretização são castelos no ar, ou castelos de areia...

Herr Knauser. Claro, o meu amigo então está do meu lado...apoia o ACP, para este criar uma federação com o o CPA e outras entidades como o CCP...ou o Clube de Autocaravanistas Naturistas...

Decarvalho. Também não tanto. A mim parece-me que neste actual momento do autocaravanismo ainda não pisamos terra firme...ainda não há entre os próprios proprietários de autocaravanas um pleno assumir da sua condição de autocaravanistas, que querem que o autocaravanismo seja um sector económico social de relevo. Ainda há muito egoísmo do género, paguei impostos, dou dinheiro a ganhar, logo posso parar a autocaravana onde quero, e me apetece...Há muito a fazer de pedagogia...
.
Lady Nokya. Boa, boa, aí estou de acordo consigo..claro que não podem parar onde querem...só em parques de campismo, e apoiados pela federação. Até acho que só se deve poder dormir nas autocaravanas usando um saco cama! Quando a minha federaçáo tiver os mesmos poderes que a ASAE vão ver...vai ser cada rusga...

Decarvalho. Ora deixem-me concluir...O que me parece é que há verdades nas sugestões do Mr Bogus, e outras nas opiniões de Herr Knauser, que devem ser aproveitadas, mas escalonadas no tempo, isto é integradas numa metodologia, e numa estratégia bem planeada...

Mr. Bogus, e Herr Knauser. Ou seja.....Nim ?

Decarvalho. Não, nada disso ! Ou seja... o que eu proponho, é que o CPA inicie imediatamente conversações a elevado nível com o CCP e o ACP... para criar um Observatório não Governamental para o Autocaravanismo (ONGA) com o objectivo de redigir em 6 meses um livro branco do autocaravanismo em Portugal...
Mas para chegar a essa situação, é necessário antes de tudo, que o CPA crie um grupo de trabalho rebuscando entre os seus associados mais qualificados, por exemplo entre membros das direcções anteriores, as colaborações necessárias...rejeitando as ofertas de quem se põe em bicos de pés...naturalmente, se nada tem para oferecer, senão isso mesmo...grandes cabeças do dedos grandes dos pés... E quanto a mim era bom ter desde logo alguém do CCP...

Lady Nokia. Mas que mal educado...que falta de diplomacia...

Mr Bogus e Herr knauser. Ora conclua lá Decarvalho....

Decarvalho
. Pois já estava mesmo no fim...esse grupo de trabalho..devia fazer uam listagem de reivindicações dos autocaravanistas, e relatar o que ja se faz lá fora por ex. em Espanha e França que interesse a Portugal, como modelo...depois, esse trabalho prévio devia ser completado com um inquérito, o mais alargado possível, como apoio do CCP e do ACP...e ainda de outras entidades a convidar, para o tal Observatório Não Governamental do Autocaravanismo, como a PSP e a GNR, a Associação de Municípios, as autoridades de viação e trânsito...etc...

Lady Nokya. Já estou a ver... isto é mesmo coisa, só para homens...e depois do Observatório, lá vinha a ideia do Instituto...e quando estivesse tudo maduro, coitadinha da minha federação, ficava só com os campistas, e se calhar sem os montanhistas...e cá o pessoal das autocaravanas lá se safava...ele era Observatório...ele era Instituto...e ate uma Federação de Automobilistas...e com autocaravanistas ao meio...o que vocês querem é poleiro...o abutre dos pântanos é que os topa! Olarila...

Decarvalho, Mr. Bogus e Herr Knauser..pois, pois....

Nota: nesta altura caiu a linha GPS, a linha satélite e de internet da vídeo conferência, e a mesa redonda acabou, por ter chegado aos fim do seu tempo de antena. Mas este e outros temas vieram para ficar, e a Newsletter com estes ou outros interlocutores, vai prosseguir a sua política imparcial e informativa de realizar outras entrevistas e mais mesas redondas sobre os temas que interessam ao autocaravanismo sério e responsável. Regista-se o patrocínio da Dosdin Sa, e do seu gabinete de estudos e investigação jurídica e administrativa sem o qual não seria possível o apoio às intervenções dos membros desta mesa redonda.




sábado, março 08, 2008

Vamos jogar ao autocaravanismo? Um proposta para os tempo livres indoor..


No site italiano, a todos os titulos interessante, de que se dá as coordenadas abaixo, encontra-se anunciado um chamado jogo de sociedade de dados, com um tabuleiro que cabe na mesa de jnatar, para adultos, e menos jovens, jogarem entre e 4 pessoas ( 4 simbolos de madeira de autocaravana) . Uma espécie de jogo da Glória, em que é essencial não gastar as fichas todas no percurso à ida, pois so ganha quem completar o regresso imaginário....enfim, serve para dentro da autocaravana (ou caravana) descansar num momento de pausa.
Vale a pena também visitar a Loja On line, onde para além de comprar o jogo (em especial quem tenha filhos) encontra guias de areas de serviço, areas de sosta, quer para toda a Europa, quer especialmente para Italia, para alem do Guia Green Stop, uma espécie da rede France Passion.



Gioca viaggiando, viaggia giocando

MCM Editori lancia il primo gioco da tavolo espressamente dedicato a chi viaggia in camper: Camper Tour. Le regole sono semplici e intuitive, ma il gioco si sviluppa con numerose incognite e diversi imprevisti, così da impegnare i partecipanti nella strategia migliore per vincere. Camper Tour è un viaggio alla scoperta di nuovi itinerari.
Bisogna avventurarsi il più lontano possibile, ma senza consumare anche i gettoni che serviranno per la strada del ritorno. Un'occasione per passare insieme alla famiglia o agli amici qualche ora all'insegna del divertimento e della sfida. Partire è semplice.... ma tornare e vincere non è così scontato.... e anche quando tutto sembra fili per il verso giusto, ecco il colpo di scena.
Il gioco è stato progettato per svilupparsi sul tavolo della dinette. Le tessere che via via compongono l'itinerario si adattano alla perfezione anche ai tavoli di dimensioni meno generose. Le dimensioni della scatola (27 x 19 x 6,5 cm) sono pensate per lo stivaggio nei pensili del camper. Insomma, nulla è stato lasciato al caso. Il gioco si compone di 72 tessere percorso - 4 segnaposto - 4 camper in legno di diversi colori - 2 dadi - 100 gettoni.
A firmare Camper Tour, una vera istituzione nel mondo dei giochi in scatola: Spartaco Albertarelli, già autore di Visual Game, SPQRisiko, L'isola dei Famosi, La Zingara e molti altri. Disegno e grafica sono stati curati da Floriano Bitturini.
È ora di spegnere il televisore: inizia il divertimento con Camper Tour!
Acquistalo collegandoti al sito http://www.eshop.caravanecamper.it/

sexta-feira, março 07, 2008

mais uma area de serviço para autocaravanas em Espanha


Já inaugurada: area de Servicio Integral de AC Hidalgo
na autovia a-92, Sevilla - Malaga Km 15
salida San Juna de Dios.
(http://www.guiacamperpark.com/images/stories/videos/hidalgo.wmv)


El pasado sábado 23 de febrero de 2008, Autocaravanas Hidalgo inauguró sus nuevas instalaciones y Área de Servicio para Autocaravanas.
Más que un área de servicio, lo que se trata es de un Nuevo Área Integral de Servicio al autocaravanista.
Unas instalaciones magnificas, amplias, posiblemente las mayores y mejor acondicionadas de Andalucía, con un personal altamente cualificado e implicados.
Los actos de inauguración fueron muchos y animados:
- Misa de campaña con bendición religiosa de las Instalaciones
- Discurso de bienvenida
- Animación infantil
- Campeonatos diversos: de mesa, petanca, etc...
- I Acampada de la hermandad
- Barra con tapas y bebidas, con actuaciones en directo, etc...

El acto, aunque la lluvia lo acompañó durante buena parte del mismo, no consiguió deslucirlo ni desmejorar el buen ambiente y el excelente clima festivo. Los propietarios y los trabajadores de AC Hidalgo, se volcaron en todo momento en atender a los muchos invitados y autocaravanistas que a pesar del mal tiempo acudieron, haciendo resaltar el carácter excepcional de todos y cada uno de los trabajadores y propietarios de la empresa.
Las nuevas instalaciones disponen de 50.000 m2 de parking, talleres, oficinas y exposición dedicados a ofrecer un mundo de atención y servicios a los caravanistas andaluces.como novedad, todos los usuarios contarán con un servicio de «puesta a punto» con lavadero, zona de carga y descarga de aguas y otros servicios.
En este nuevo espacio se puede encontrar:
* Exposición y Venta vehículos nuevos y ocasión.* Taller especializado Postventa.* Cita Rápida montaje accesorios.* Servicio Oficial Fiat.* Tienda recambio, accesorios y equipamiento.* Parking Cubierto.* Flota propia de Alquiler.* Área de Servicio completa con lavaderos.* Área de Pernocta.
Desde GuiaCamperPark, queremos darle la enhorabuena a la dirección y a los propietarios de AC Hidalgo deseándoles mucho éxito en este nuevo proyecto que acaban de comenzar.
Que ellos en particular y el autocaravanismo en general tengan larga vida juntos.
Autocaravanas Hidalgo
Coordenadas GPS: N 37º 19' 43" W 5º 48' 20"
http://www.autocaravanashidalgo.com/

quinta-feira, março 06, 2008

O verdadeiro Blog das ratazanas da pradaria

Ola Autocaravanistas e vistantes leitores...

Temos visto por ai alguns comentarios sobre um tal blog relativo a ratazanas da pradaria, que pouco ou nada terá ver com autocaravanismo, e muito menos autocaravanistas, que mais se identificam com caracois, tartarugas, ou mesmo, ameijoas, buzios e eremitas carangueijos-panguros, como resulta claro de um inquerito levado a cabo pela newsletter.

Esse blog seria de um tal Falcão. Lá o encontramos e com direito a autoretrato em

Todavia quanto as ratazanas, curiosidade também manda...e vai-se ao google saber de novas...
e lá está o site:


Trata-se do Blog com o título UNA HERA...e daí a dificuldade da sua localizaçao imediata....
Esta escrito em portinhol, um luso-espanhol de um escultor e homem de artes e saberes, o argentino Ricardo Videla. O seu autor autodenominado intimista, que reside em Portugal, subscreve tambem outros blogs de preocupações sociais, e arte, desde a pintura a escultura em marmore etc

mas recomenda-se a todos os nossos leitores que o coloquem nos favoritos, e nem deixem de o consultar pela informaçao util que traz espcialmente para quem privilegie os aspectos positivos da Natureza.
Aqui vai um exemplo:

artigo sobre ratazanas da pradaria esta em:
Apesar do perfil simpático deste animal descrito no blog citado, a sua conotação urbana é destestável. Não queira nunca ser uma ratazana, e se alguem assim o tratar, siga o conselho de Rcardo Videla que fazemos nosso...visione o clip audio do fim desta mensagem!
e quanto ao Blog do Falcao veja o original, não acredite em imitações...alem do acima indicado so este outro merece a sua visita:
Entretanto veja e identifique-se com este audio-clip...e divulgue-o!

quarta-feira, março 05, 2008

mais dois blogs sobre viagens, e sobre cultura




mais e boa companhia da blogesfera
com auocaravanistas


http://viagensporcaeporla.blogspot.com/
ao lado a casa em ruinas de Aristides de Sousa Mendes

e
http://espacoerrante.blogspot.com/
onde se pode ler:

Quarta-feira, Março 05, 2008

Porquê o Blog?!
É um diário de "bordo" ! No fim talvez seja um album de recordações...para já, uma forma de reconhecimento e retribuição pelas muito importantes (nesta fase) dicas e infomação recolhidas, em lugares de inspiração como:http://viajaremliberdade.blogspot.com/ http://acnunca.blogspot.com/ http://sol.sapo.pt/blogs/autocaravanismo/default.aspx ;
http://camping-caravanismo-e-autocaravanismo.blogspot.com/
...onde se percebe, a par da peregrina ideia de liberdade e natura um espírito de partilha e solidariedade que ganha expressão maior aqui
http://www.cpa-autocaravanas.com/
e aqui http://www.campingcarportugal.com/index2.htm
A todos Votos de Boas Viajens.

posted by errante at 2:58 AM 1 comments links to this post
Domingo, Março 02, 2008

A Auto-Caravana
Naquele tempo viajavamos devagar,dentro do velhinho peugeot, eu,na companhia da então namorada, por entre as auto-caravanas aí estacionadas no verão e.....sonhavamos aventura. Estava longe de imaginar o tempo que havia de passar,..os incontáveis quartos de hotel, os aviões, os cruzeiros,...que haviam de passar até ao esquecimento completo.Eis senão quando: o sonho renasce e reafirma. E com ele a ilusão e o alento de uma juventude que ameaça esborear-se no complexo quotidiano de vidas organizadas.
Planeia-se já a viajem inaugural da "Travel Van",...a encomenda está feita!
posted by errante at 5:47 AM 0 comments links to this post
Domingo, Fevereiro 17, 2008

Novo Blog Lúdico para Autocaravanistas


Há apelos que vale a pena fazer, como o nosso anterior.
Aqui está uma resposta meritória.
Vejam:
http://actividadesautocaravanistas.blogspot.com/


Os autocaravanistas não passam o seu tempo a conduzir, Nem a comer, nem a percorrer museus. Nema fazer compras em corredores de superneracdos ou loajs de conveniencia em areas de serviço de autoestrada.
Há mais vida para além da autocaravana !
Os ACs também têm os seus momentos de desporto, de leitura, de reflexão de são convívio entre amigos ou com os familiares. Escrevem, fotografam, põem as suas colecçoes em dia, desenvolvem outros hobbies.

A propósito...quem nos envia as regras do jogo da canasta em portugues, sem nada de brasileirismos do jogo deles, da canastra ou canasta...

terça-feira, março 04, 2008

Pedem-se ideais e ideias para o Autocaravanismo em Portugal !


bom dia, boa tarde, boa noite,
(conforme a hora a que formos escutados)
aqui radio newsletter AC & CC,
dia 4 de Março de 2008, até dia 7 de Março as previsões são em geral favoraveis...pese embora a pesada crise económica e a crise social...
(seja positivo! contribua com conteúdos para o autocaravanismo)


aqui fica o nosso presente de aniversário aos nosso leitores: http://www.wondersoftheworld.tv/

Entretanto: Vai estar bom tempo em toda a península ibérica, para trabalho e lazer....
para mais previsões meteorológicas siga o link do Instituto de Meteorologia:
http://www.meteo.pt/pt/previsao/inicial.jsp

Se está a planear viajar além fronteiras dos pirinéus consulte:
http://wmo.meteo.pt/jsp/wmoRegions.jsp?regionID=6
Nota: Se quiser reflectir connosco sobre a situação do autocaravanismo português, e não apenas sobre os seus veículos -as autocaravanas, ou as suas gentes os autocaravanistas, escreva-nos: sobre Ideais e Ideias !
Esta Newsletter-Blog entra no seu III ano de actividade, assim, consigo.

REQUIEM e LUTO...de Protesto

Mensagem da Triganinha para o Blogue do Amigo DeCarvalho
(com pedido de publicação)

DeCarvalho,

Acredite que neste momento, estou mesmo de luto. A minha alma está destroçada. Eu tenho uma grande Paixão pelo Autocaravanismo.
Lamento muito, mas tenho vergonha de me expor publicamente ligada a um sector que está a ser visto em todo o mundo desta forma.
Acho que todos os Autocaravanistas deveriam estar de luto, pela nódoa que caiu no Autocaravanismo Nacional.
Para os Autocaravanistas e Amigos da Triganinha, que gostam de visitar o seu blogue, poderão fazê-lo, basta que para tal enviem um email à Triganinha, e se ela os reconhecer no seu ciclo de amigos, abrirá a sua porta.
Para a Triganinha, fica a saudade, de receber sem a porta franqueada, todos aqueles que como ela partilham a mesma paixão.
Por agora esta é a forma que a Triganinha encontrou, depois de muitos apelos, de sofrer a sua dor e fazer o seu luto.

Um abraço

triganinha@netcabo.pt

segunda-feira, março 03, 2008

Entrevista em directo a uma autocaravana a Triganinha Van

O projecto de entrevistas que me tinha proposto está quase completo, ele constava de uma troca de impressões com o presidente do CPA, único clube de dimensão de autocaravanistas, com um leitor da Newsletter, Mr. Bogus,
e também com uma autocaravana, personagem central do autocaravanismo.


Hoje cabe a vez à Triganinha, nome e cognome de uma van ou camper, também chamadas por vezes de autovivendas, mais concretamente de uma linhagem de furgons transformados, e erudita, porque escrevem (ou ditam) não apenas memorias, mas blogs contemporâneos de autocaravanismo. E com a qualidade que é conhecida dos leitores do Blog Viajar em Liberdade. Ora bem....aqui vão as perguntas (claro que não se pergunta nem a idade, nem o peso, nem pela manutenção e apetite a uma senhora) e as respostas...


1) Desde quando dita os seus comentários sobre autocaravanismo? E quando se decidiu pela actividade? Qual a fonte de inspiração? E como são as fotografias?

Resposta - Bom, infelizmente eu não sei escrever, mas fiquei tão satisfeita com a minha dona, por me ter tirado, dum espaço com grades, onde estava parada e ninguém me queria, que resolvi pedir-lhe para ela partilhar a minha felicidade. Como fotógrafa, também em nada contribuo, pois isso é um sector da minha dona, também aí sou eu que lhe peço e ela vai registando.

2) Como eram as suas antecessoras? Algumas saudades? e quem pensa que lhe vai suceder e porquê? com que idade?

Resposta – A minha antecessora era bem mais “importante” do que eu, era uma VW Westfalia, mas não tinha o carinho que eu tenho pela minha dona, normalmente recusava-se a pernoitar fora de Campings, dizendo que não tinha sido concebida para isso, estava sempre a levantar o pescoço e a “crescer” para a minha dona e penso que foi esse o desentendimento entre elas. Penso que ninguém mais me irá suceder, pois eu e a minha dona temos uma grande cumplicidade, ela já me confessou que quando não tiver mais hipótese para tratar de mim, pela sua idade, ou quando eu estiver velhinha, me deixará a descansar num “lar”- oi desculpe Camping e passará comigo todos os fins-de-semana.

3) Quais os melhores momentos das suas viagens e onde? e problemas? como os superou? que boas recordações?

Resposta: Talvez a viagem que tenha gostado mais de fazer tenha sido a do último Verão, vi muita família, conheci muitas Acs e Vans como eu, aqui em Portugal sentia-me um pouco sozinha, mas em França há muitas pessoas que nos adoptam. Mas para mim todas as viagens são boas desde que não me enfiem em Campings, e me deixem rolar.
Problemas graves! Hum, que me lembre foi, um só. No ano passado pela Páscoa na Andaluzia mais propriamente em Coin, perto de Málaga. Tentaram-me assaltar. A minha dona deixou-me sozinha e um malandro com uma faca cortou-me 2 sapatos. Como eu estava sozinha, e não podia fazer nada aguentei, e quando a minha dona chegou, não lhe disse nada para não a enervar. Pois pensei que o malandro estivesse por ali e a atacasse. Então passados uns 5 km, dentro da povoação, disse-lhe:
-“ Pára que eu não posso andar mais, vê os meus pés, estão feridos, os sapatos estão rotos.” Estavam mal e fomos logo ao médico bem perto que me tratou dos pés e a minha dona comprou-me uns sapatos novos.
Recordações são muitas, mas a primeira que não consigo esquecer foi mesmo quando a minha dona me tirou do “orfanato”outra vez desculpe é a minha primeira entrevista pública – digo stand.
Foram só 40 Km, mas não dá para esquecer a sensação de liberdade que tive.

4) Com que primos ou família gosta mais de viajar? ou prefere andar sozinha? e por onde mais se tenta? localidades? atracções? estradas?

Resposta – Bom já viajei com outros familiares, também não é mau, vai-se brincando pelo caminho, faz-se corridas, etc, mas eu sou imprevisível e nesse aspecto a minha dona também. A nossa cumplicidade aí bate o record, ás vezes sou eu com o meu amigo Gps que resolvemos trocar as voltas à minha dona, outras vezes é ela, tão imprevisível como eu que nos troca as voltas. Mas eu nunca digo nada, para não a decepcionar, já o bom do GPs, sabe como é, um macho entre duas fêmeas, e porque ninguém me avisou, e porque ninguém me consultou, estão tolas, enganaram-se, voltem para trás e resmunga, resmunga, nós com a nossa cumplicidade rimo-nos as duas para dentro, até que a minha dona, se zanga, porque ele não pára, sabe? E dá-lhe uma palmada e reduz o pequeno à sua insignificância. Preferimos mesmo andar sozinhas para que ninguém dependa de nós. Como sabe eu sou muito citadina a minha dona também é muito urbana, então preferimos essas paragens, mas adoramos o mar, isso é que eu gosto, quando ela me põe de frente a ver o mar. Fazemos auto estrada quando estamos com pressa, mas normalmente gostamos das estradas secundárias, eu porque gosto de saborear a estrada e não levar com um TIR em cima, ela porque gosta de observar a paisagem. Enfim um pouco de tudo, para diversificar, sabe que a monotonia, é a coisa pior para mim e para ela. Ah já me esquecia, gostamos muito de cidades pequeninas…

5) como é a vida a bordo da Triganinha? horarios? refeições? leituras? escritos? internet? locais de pernoita?

Resposta: A vida a bordo, hum nem queira saber, vou tentar ser breve mas olhe que não é fácil. Com a minha dona, nunca há 2 dias iguais. Horários nem vê-los, à noite combina comigo, amanhã arrancamos cedo, está bem. Ora ora o cedo é depois do almoço. Já eu estou a ferver na testa de tanto sol que apanho. À noite, quero descansar e ela nunca tem sono, arranja-me aqui, penteia-me ali, lava-me a cara, faz-me a higiene, limpa-me os olhos, sei lá, não me deixa descansar. As refeições, bom, o pequeno-almoço tomamos as 2, depois ela tem o cuidado de arranjar um sítio bom para mim, eu fico a descansar e ela vai passear. Normalmente não almoça comigo,
Mas o jantar estamos as duas a saborear o dia, ela conta-me o que fez eu digo-lhe para ela apontar senão esquecesse, não Internet não há em viagem, ainda bem, senão eu deixaria de ser a sua maior paixão, já não me falta ter de aturar o amigo Gps. A leitura é mais de Inverno, nos fins de semana e menos em viagens grandes, pois com aquela mania que ela tem de me tratar todos os dias, e da minha higiene…, mais conversarmos sobre o percurso e tal, não dá. Só mesmo nas férias pequeninas. As pernoitas como é do conhecimento de todos eu gosto de estar sempre no ir, daí que prefiro sem dúvida a via pública, as Áreas que fazem para nós, sinto-me muito importante sabe? Dormir naquele espaço feito a pensar em nós, em sítios com outras familiares, sempre vamos trocando impressões acerca dos nossos donos e das nossas viagens. E por fim quando é o banho semanal, não há volta a dar, aí a minha dona diz:
- Triganinha calma é só um dia, temos muito que lavar.
E eu um pouquito triste obedeço, sei que ás vezes ela tem razão, não há outra hipótese, mas ela não abusa.

6) Se alguem quizesse fazer a mesma opção que recomendava? uma prima da Triganinha? de que criação? ou algum parente proximo? com que equipamentos e caracteristicas?

Resposta: Já me está a fazer perguntas complicadas, sabe que eu como mulher que sou, percebo pouco de mecânica, mas irei dar o meu melhor. Para uma pessoa só, casal ou 2 que gostem de passear, sempre a rolar, aconselho uma irmã. As minhas irmãs mais novas. Depois dentro do meu género, quase para o mesmo fim há umas, um pouquito mais descuidadas com a linha, mais largas de cintura e anca, as Vans da Hymmer, Marcampo perfiladas, enfim para dois também com mais peso.
Se não é só para rolar, mas do tipo permanência de uma semana e com filhos então as minhas mães ou pais, Cappuccinos, Integrais. Equipamentos, olhe, eu gosto muito da minha camara de recuo que me ajuda a ver tudo e do meu painel solar, juntamente com a bateria auxiliar. De motor não percebo muito mas para aí 2.3 a 2.8. conforme o tamanho. Não sei se era esta a resposta que pretendia….será?

7) Onde e como prepara a Triganinha as suas viagens? as de fim de semana, as mais longas de ferias? Qual vai ser a proxima?

Resposta: As viagens, são preparadas pela minha dona, claro que ela me pergunta a opinião. Faz pesquisa, consulta sites de turismo, pergunta nos fóruns, consulta sites como o meu de outros amigos, e vai planeando, mas se quer que lhe diga, não percebo porque é que ela tem tanta trabalheira, depois nunca cumpre, que o diga o a meu amigo Gps. O principal cumpre-se mas etapas e itinerários é só mesmo no papel, depois é ao sabor do vento e das marés, é mesmo viajar em liberdade. Fim-de-semana, não há preparação. É daquelas coisas imprevisíveis, pega em mim e lá vamos, nem pergunta se eu quero, outras vezes, passam meses que não saio. Não sei se tem a ver com aquilo que os humanos chamam trabalho. A próxima acho que é a Itália, mas com lhe digo ela está sempre a mudar.

8 )E que acha do autocravanismo em Portugal? esta de saúde e recomenda-se, ou precisava de médico? e porquê?

Resposta: Só me faz perguntas difíceis, essa tem de fazer à minha dona, pois eu só sei o que acho das Autocaravanas. Estão a aparecer muitas, muitas lindas, mas também há muitas velhinhas que são emigrantes é assim que se diz não é? Se calhar precisam de médico pois demonstram ter muita idade.

9) e os autocaravanistas? têm consciencia do que são, quantos são e quantos podem vir a ser? e que regulamentação para o sector é desejavel?

Resposta: Aqui também não lhe posso valer, só lhe posso falar pela minha dona. Ela respeita tudo, está a tornar-se fundamentalista … é o traço, é o espelho, não pisa, não fica de fora, não cospe, não suja, está sempre a repreender-me, aqui para nós eu acho que já é da idade. Cumpre as cartilhas todas que apanha, eu sou testemunha. Penso que já há muitos autocaravanistas, pois sempre que vejo uma amiga, ela leva alguém com ela, nunca vai sozinha, agora quantos são desconheço, não lhe posso prometer, mas vou contar todos os nacionais que se cruzam comigo, quem sabe para o ano, já lhe possa dizer quantos vi….
O que eu gostava era de ver leis para mim, mesmo para mim.

10) A Triganinha que conselhos dá a quem queira experimentar ter um modelo como o seu, ou parecido? Que atitude e perfil deve ter? e como se deve relacionar com o meio autocaravanista?

Resposta: Já lhe respondi a parte desta pergunta em cima. Agora para quem se quer iniciar e não tem a certeza, talvez falar no “orfanato”, ai outra vez no stand, experimentar antes da adopção, para ver se os feitios se dão enfim, descobrir uma com a qual se sinta cúmplice. Frequentar sites que nos fazem referencia, fóruns, páginas amigas e colher alguma experiência antes de se decidir.