sábado, julho 28, 2007

saiu mais um número do boletim do CPA- O autocaravanista





http://www.cpa-autocaravanas.com

Aqui se reproduzem apenas dois dos artigos incluidos, mas não perca a leitura integral das noticias e outros artigos e informações do Boletim .

por Odete Cabral


Porque será que é tão difícil de explicar, ao comum dos mortais, esta paixão de viajar em autocaravana?


Quando falamos desta paixão, surgem logo comentários do tipo: "Ah, ninguém me tira o hotel", "gosto de chegar e ter tudo programado", "gosto de ter todas as comodidades em férias", "não gosto de conduzir", "não gosto de imprevistos", "gosto de comer bem" etc.Todas elas são razões válidas apontadas pelos amigos e conhecidos para justificar a aversão ao autocaravanismo.Mas façamos uma dissecação de cada uma e vejamos o resultado.

O hotel não é substituído no autocaravanismo, para além de o poder utilizar se quiser, e usar a autocaravana como meio de transporte para viagens mais longas, a própria autocaravana pode ser considerada como um hotel de *****, é só reparar no interior de algumas delas. Para além de ter a vantagem de colocar "o hotel", onde muito bem quiser. Pois quantas vezes o hotel que escolheu quando programou a viagem, não passa de uma pensão de 2ª categoria, num beco de uma praia qualquer, nada do que vinha na fotografia aconteceu.

Assim pegará na sua Ac e mudará de lugar, usufruindo da paisagem que mais lhe agradar.Para aqueles que gostam de chegar e ter tudo programado, por vezes nem conseguem chegar, ou porque os voos se atrasam, ou por perderam as malas, ou porque a agência de viagens falhou. Com a autocaravana nada disso poderá acontecer, salvo se houver um acidente, mas doutro modo ele também poderá acontecer.

Relativamente à comodidade depende da opção na escolha da sua Autocaravana, pois encontrará das mais simples às mais luxuosas, tendo todas elas um princípio comum, nada fica esquecido e as principais necessidades do dia-a-dia estão previstas em qualquer modelo.




O não gostar de conduzir é uma justificação pertinente, talvez a única capaz de dar razão ao mais céptico, mas quantos há que ao chegar a um local, alugam um automóvel para visitar os arredores, ou pensam que se tivessem vindo de carro, poderiam ter conhecido mais lugares numa só viagem.

Mas ainda há a possibilidade de fazer percursos curtos, não cansando a viagem e podendo da mesma forma usufruir de todos os cantinhos.Para quem não gosta de imprevistos, nada melhor do que deixar de usar o avião e o hotel. Nunca se sabe quando o avião não sai, quando o hotel não presta, ou quando está um tempo terrível e o melhor seria viajar para outro lado.

O gostar de comer bem também não será razão para não gostar de autocaravanismo, pois poderá sempre fazer as suas refeições nos melhores restaurantes, e se não lhe agradar a comida do país tem a vantagem de poder confeccionar os seus próprios cozinhados e provar a sua saudosa cozinha.Acontece ainda aquele caso em que se depara a falar com os seus botões, se eu soubesse que gostava tanto deste local, teria marcado mais uma semana, afinal ainda tenho dias de férias. A autocaravana permite-lhe decidir ficar ou andar conforme o desejo do momento.Associado a todas estas razões há uma outra, a de podermos planear as nossas férias minuto a minuto, hora a hora, dia-a-dia, pois para compromissos rígidos, já nos bastam os outros 330 dias do ano, ou não será?

Viagem a Dinamarca
por Decarvalho

Como autocaravanista um dos meus focos de interesse é certamente o viajar em si mesmo, queimar alcatrão dizem outros. Mas há alguns aspectos bem essenciais que integram o interesse dos rolantes, para ler escritos sobre esta actividade…eles variam de pessoa para pessoa, mas incluem para a maioria o interesse gastronómico e o cultural. Mas em curtas linhas quase nada se pode dizer!
Pois no meu caso, esta viagem foi um binómio de lazer, turismo, e trabalho. Lazer pelos dias de férias…e pelo descanso de Lisboa a ver paisagens, monumentos e gentes diversas. Trabalho em 2 reuniões profissionais. O Turismo foi principalmente:
- Em França a visita ao parque de Puy du Fou que se recomenda vivamente a quem tenha ou não crianças.
- Na Bélgica, as cidades de Bruges (a não perder) Antuérpia e Bruxelas.
- Na Dinamarca, a ponte de Storebelt, Ostende, terra natal de Christian Andersen, Dragor a sul de Copenhagen, Helsingor e Kronenkastle, o museu Viking de Roslkilde e ainda o museu de arte moderna de Louisiana.
- Na Alemanha, nada de especial foi tão só uma travessia técnica, mas regista-se o interesse turístico de Tecklburg e o excelente novo Camping de Bremen.

- Na Holanda os diques…todos…o Grande dique, o vertical e o conjunto de diques da costa com epicentro em Zeebruge, e ainda…algumas povoações como Groningen e Bolsward, e seus centros históricos, mais o Museu ao Ar Livre da Holanda e parque Natural Nacional.
- Espanha desta vez foi também território de travessia e de abastecimento de gasóleo, mas nota-se a cada vez melhor auto-estrada gratuita entre Burgos-Vitória e San Sebastien, com o troço de Miranda do Ebro quase completo.
Quanto a dormidas….não sou fundamentalista nem sectário…pois houve dormidas em áreas de pernoita próprias para autocaravanas, em áreas de auto-estrada, em parques de campismo, em estacionamento de pesados, e mesmo num parking de um hotel…Todos os sonos forma tranquilos e em segurança e quase todos eles na companhia de outras autocaravanas.
Quanto a comidas…pois também houve de tudo. Bocadillos em Espanha, Mac Donalds e Kentucky Fried Chicken, e moules e rougets em Bruxelas, Salmão Fumado, saladas na auto-estrada e até comida nórdica em Dragor. Claro que também houve petiscos na autocaravana…alcachofras em Bruxelas, por exemplo, queijinhos e pão diverso etc…
E pronto nada disse e já ultrapassei os caracteres de escrita permitidos. No Blogspot tem mais detalhe. Resta acrescentar a Semovente nova Knaus Ti Sport TI 700 UFB, perfilada, em Renault Master 3000, mostrou-se excelente ao longo de quase 7200Km a gastar quase 10L/100.
E…por razões de espaço só seguem três ou duas fotografias….o orçamento de cerca de 100€ dia não dá para mais!

sexta-feira, julho 27, 2007

2008, 6-10 de fevereiro, em ESSEN feira das AC e viagens




Claro que ainda é cedo, cedíssimo mesmo,

mas quem sabe, se esta noticia não vai interessar alguèm, quiçá, algum jornalista?


Mas os alemães são assim tudo organizado, previsto com folhetos etc...tal e qual como a Nauticampo!
Por essas e por outras esperam-se 100.000 visitantes!

PROGRAMA do encontro Camping Car Outubro 07







Em Sintra
(O monte da Lua)

Dia 4 (Quinta-Feira)
A partir das 18h, início da recepção aos participantes em Queluz, junto ao Palácio
Estacionamento e pernoita

Dia 5 (Sexta-Feira)
Visita ao Palácio Nacional de Queluz
Almoço livre em Sintra
Visita guiada à Quinta da Regaleira
Resto do dia livre para visitas e compras no Centro Histórico da Vila

Dia 6 (Sábado)
Visita ao Palácio e Parque da Pena (deslocação em autocarro)
Almoço livre
Visita guiada ao Convento dos Capuchos (deslocação em autocarro)
Jantar de grupo

Dia 7 (Domingo)
Visita ao Palácio Nacional da Vila
Visita à Adega Regional de Colares (a confirmar)
Almoço livre na Praia das Maçãs
Partida para o Cabo da Roca, com passagem pela Praia Grande
Entrega dos Diplomas do ponto mais ocidental da Europa continental
Despedida

Pré-inscrições
As pré-inscrições para o V Encontro devem ser formalizadas por correio electrónico para o endereço
mailto:eventos@campingcarportugal.com?subject=V

Não esquecer:
Depósito(s) de água limpa cheio(s)
Depósito(s) de águas sujas vazio(s)
Depósito de combustível cheio
Cunhas de nivelamento

quinta-feira, julho 26, 2007

grande confusao no DN de 26/07/07 sobre AC e caravanas!

O DN suplemento de verão , edição de 26 de Julho traz a paginas 12 uma foto de autocaravanas e uma noticia incoerente CARAVANISMO NO PALACIO...

Mais adiante, escreveu-se: concentração no Buckingam Palace de mais de 7000 caravanas...e mais adiante a propria casa real inglesa tem uma autocaravana...

Em que ficamos? Na ignorância dos nossos jornalistas....

ora se tem ido às fontes, por exemplo ao video da BBC em...
http://news.bbc.co.uk/player/nol/newsid_6750000/newsid_6753400/6753493.stm?bw=nb&mp=wm&news=1
Ou mesmo lido a noticia em:
http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/6911152.stm

Teriam compreendido que se tratava do 100º aniversario do Clube de Caravanas Inglês, e que a real viatura era mesmo uma Caravana de 1955...

Aqui fica pois a informação...e as fotos de uma caravana (FOTO 2) e de uma autocaravana, (FOTO 1) para um jornalista mais diligente explicar aos colegas como evitar erros de palmatória...

Pode ser que um dia...no Palacio de Belém O Presidente da Republica receba o CPA- Clube Portugues de Autocaravanas, ou que O Primeiro Ministro acolha em São Bento uma delegaçao de caravanas para os senhores jornalistas verem ao vivo, uma e outra realidade...

quarta-feira, julho 25, 2007

Quer ajudar quem precisa de si?


Quer, mas não sabe como?
nem a quem?
que tal a Crinabel?
ora então,
clique lá na imagem....

REVISTA ESPANHOLA, edição de agosto


preço em Portugal 3,60€
analise da nova Pilote
Pilote Aventura G690En el año que se cumple el 45º aniversario de Pilote, rendimos nuestro particular homenaje a la casa francesa engalanando las páginas de SUPER CARAVANING & CAMPING con uno de sus benjamines, la Aventura G690.
Reportagem com dicas de viagem sobre a Cantabria
Bricolage: sensores de obsctaculos

sábado, julho 21, 2007

Tudo sobre autocaravanas....em França!


Aqui vão alguns exemplos sem publicidade,

se se interessa por autocaravanas...

nada como a França, quer em locais de parques de campismo, como de areas de serviço, ou simples lugares de pernoita os tais BTS (bons, tranquilos e seguros).

E quanto a teoria e informação, não há nada que não exista em publicações especializadas ja aqui divulgadas nesta newsletter...hoje é dia de dica de autocaravanas (camping cars de aluguer) e de um católogo de acessórios!

Descontos no Alenquer Camping para leitores deste Blog...



O ALENQUER CAMPING está em www.dosdin.pt/agirdin


DESCONTOS TAMBEM PARA OS LEITORES DE LINKS...DESTE BLOG


. PARA AUTOCARAVANISTAS........preço especial/noite 12 € (fixo, por veiculo)
. PARA Campistas e caravanistas...desconto 5% /estaçao alta e 10% /baixa
. PARA Bungalows............................desconto especial 60€ estaçao alta/4 pessoas
. NO BAR, preços normais...

quinta-feira, julho 19, 2007

mais autocaravanistas heterogeneos: publicitarios


a banca francesa faz publicidade na volta a França em bicicleta ...o TOUR...em autocaravana, ora espreite o link


http://cyclingmodel.over-blog.com/article-11224635.html

caminheiros e caminhadas em Cascais


mais uma caminhada,



a realizar sábado, dia 28 de Julho, em noite de lua cheia na zona da Malveira da Serra (Cascais/Sintra). O ponto de encontro será às 22h30m no largo da Igreja, em frente ao restaurante Camponês. A caminhada inicia-se às 22h45m e é de dificuldade média. É necessário trazer botas ou ténis de montanha. Saliento que não existe seguro, pelo que todo o cuidado é pouco. Devem também trazer cantil com água, roupa confortável, frontal (ou lanterna). Saliento que caso esteja luar, se deve evitar ao máximo acender as lanternas, permitindo desfrutar da claridade nocturna. Desta vez, excepcionalmente não serão permitidos cães. Não é necessário inscrição, basta aparecer no dia e no local, às 22h30m. A caminhada realiza-se mesmo se chover, optando-se neste caso, por um percurso mais curto. No entanto, mesmo que esteja bom tempo deverão trazer roupa impermeável dado o nível de humidade na serra. Podem divulgar este e-mail junto dos vossos amigos, pois a caminhada é aberta a todos e é gratuita. Prevê-se terminar a caminhada por volta das duas da manhã. A extensão ronda os 13 km. Dado que vamos atravessar estradas, será conveniente usar colete reflector.

Para chegar à Malveira da Serra o caminho é o seguinte:
- Seguir pela A5 em direcção a Cascais, e antes do fim da auto-estrada, sair na direcção de Malveira da Serra, e seguir em frente até chegar à Malveira.


fotos das últimas viagem de aventuras, onde temos efectuado também caminhadas:

http://usbequistao.paginas.sapo.pt/
http://butao.paginas.sapo.pt/
http://usbequistao.paginas.sapo.pt/

terça-feira, julho 17, 2007

Quinta do Coelho, na Labrugeira, Alenquer


Casamentos refeções e festas...com parque onde cabem autocaravanas...
com capela propria
tels
938067900 e 939 429 672
alojamento possivel nos bungalows do alenquer camping em www.dosdin.pt/agirdin

estes heterogeneos autocaravanistas até incluem reformados!



com a devida vénia do Diário de Noticias de 15 de Julho de 2007...


O inglês que trocou tudo por Portugal e uma autocaravana MÁRIO RUI FONSECA, Abrantes

O nómada do século XXI tem cara de inglês. Vive da reforma e com ela deslocou-se para o Médio Tejo - perto do sol, mas nem tanto do mar. A sua casa tem nome de automóvel: Peugeot Boxer 5ED. Comprido mas estreito, assenta sobre quatro rodas e, como qualquer doce lar, dispõe de casa de banho, duche, cozinha e ampla arrumação - 41 gavetas.
É numa dessas gavetas que Richard Branson Barratt , de 77 anos, guarda a sua "Bíblia" - o programa Windows XP base do arsenal informático que tanto o entretém e fascina. Para um homem na terceira idade, que vê e ouve mal, tem brancas de memória recente mas capaz de ir buscar uma data marcante, não deixa de surpreender o à-vontade nas novas tecnologias. Com energia solar abastece toda a casa. Com um telemóvel, liga-se ao mundo. E, no interior da sua Peugeot, estacionada no parque de campismo de Ortiga, Mação, nem o céu é o limite.
Barratt é "apanhado" por simulação de voo em helicóptero em computador, que pilota com destreza. E transportou virtualmente, de mão firme num joystick sofisticado, o repórter do DN a Lisboa, Bristol, Londres, Nova Iorque, antes de se perder no caminho para o Quebec.Vive na sua casa rolante na região há quatro anos: Ortiga, Mação, Brejo, Tramagal... Empreendedorismo não falta a um homem que já teve 49 profissões e que, depois de se divorciar, aos 50, vendeu o amor da sua vida - o Hotel High Trees, na sua Devonshire natal. Quando se reformou, fez-se à estrada e a viagem só acabou em Portugal.
"Diria que não sou um tipo convencional, gosto de fazer as coisas à minha maneira, como Sinatra". Se uma pessoa não gosta do que faz - diz, professoral - "está a perder o seu tempo".O primeiro contacto de Barratt com Portugal ocorreu em 1975 em pleno PREC). Viajou com a mulher e duas filhas para o Algarve e, como qualquer inglês, estava sedento de praia e sol. Regressou nos anos 80 com a sua primeira auto caravana. Depois da reforma continuou a vida no cantinho sudoeste da Europa: "pelo bom tempo", claro, mas também "pelo modo de vida português" a fazer-lhe lembrar uma Inglaterra que já não existe.
É em Ortiga (Mação) que agora vive, solitário, sob um céu estrelado. "Fora das rotas turísticas, sinto que aqui posso confiar em toda a gente", justifica. Bebendo o seu chá ou a água que vai buscar ao Brejo profundo, como um "rolling stone". "Acho que vou ficar cá para sempre", diz.

sábado, julho 14, 2007

jornalistas aderem ao autocaravanismo para reportagem!

os autocaravanistas constituem uma tribo heterógénea, em idade, e preferências, e a autocaravana tanto serve para o lazer, como para trabalho profissional, seja para o Estado (colheitas de sangue, radiografias, serviços fiscais ) para empresas privadas (as de higiene e segurança) e ainda profissioanis liberais, pequenos comerciantes etc.



Hoje trata-se de jornalistas,e tarnscreve-se coma devida vénia um artigo da Revista TURBO, cujos autores se mencionam.



Ora demos a palavra em discurso directo a quem foi autocaravanista pela primeira vez...

Viajar de auto caravana
Este ano, nas férias de Verão, decidimos não marcar hotel, alugar casa ou partir de avião, barco ou automóvel rumo ao estrangeiro. Durante a segunda quinzena de Agosto, o TurboOnline fez as malas para viajar ao volante de uma ‘’casa caracol’’ pelas praias da Costa Alentejana, Vicentina e Algarve.



Já há muito tempo que tínhamos vontade de viajar de auto caravana, ao sabor da estrada, pelas praias da costa portuguesa no Verão. Um sonho de juventude que todos os anos ganhava novas motivações com as constantes visitas à Nauticampo, na Feira Internacional de Lisboa, para tomar contacto com as últimas novidades e preços.

A equipa TurboOnline lançou o desafio à empresa Campinanda que nos cedeu uma Ford Transit Challenger a estrear. Fizemos as malas, colocámos as bicicletas presas no suporte na traseira e partimos rumo ao Sul. Conforto a bordo e na estradaAo contrário da ideia que tínhamos pré concebida, no interior de uma auto caravana pode-se viver com conforto.

A nossa Challenger tinha casa de banho com água quente, frigorifico, fogão, televisão, uma cama de casal fixa na traseira, por cima de uma “garagem” com capacidade para alojar malas suficientes para um ano na estrada, e, na frente, imediatamente atrás do banco do condutor, uma mesa com capacidade para quatro pessoas jantarem com comodidade e que à noite se transformava numa segunda cama de casal.

Convém, desde já, referir que antes desta experiência nunca tínhamos conduzido uma auto caravana, é preciso respeito e alguma calma para tripular esta “casa caracol” com cerca de seis metros de comprimento por três de largura. Os primeiros 300 quilómetros, entre Leça da Palmeira a Lisboa, na A1, foram realizados a uma média de 90 km/h. Em auto-estrada tudo se passa com tranquilidade, mas chegados ao Alentejo, mais precisamente a Porto Covo, sentimos imediatamente a necessidade de estacionar a viatura no exterior da Vila, densamente povoada e onde para se tomar o pequeno-almoço na melhor pastelaria da zona era necessário retirar senha e esperar 30 minutos.

Quando utilizamos este meio de transporte temos que nos convencer que não vale a pena manobrar entre paredes, o risco de amolgar outros automóveis ou ficarmos “presos” numa rua estreita sem conseguir manobrar é algo que acontece quando menos esperamos. Foi o que nos aconteceu em duas ou três situações em que optámos por arriscar - em Vila Nova de Milfontes - , onde só graças a subir alguns passeios conseguimos manobrar, e na Brodeira, já na Costa Vicentina, onde com o objectivo de chegar a uma torneira pública para reabastecer o nosso depósito de água (com capacidade para 120 litros e que durava em média três dias) subimos uma rua muito estreia, entre muros, onde fomos obrigados a fazer marcha – atrás e a colocar a primeira velocidade durante mais de 15 minutos para conseguir inverter o sentido.

Uma boa onda para todos os que pensam um dia comprar ou alugar uma auto-caravana existem algumas regras básicas a respeitar e a verificar. Ao contrário do que acontece na maioria dos países europeus, onde existem áreas específicas para descanso e estacionamento durante a noite, em Portugal, junto à Costa Alentejana e Vicentina, apenas na região de Sagres a GNR – Guarda Nacional Republicana - costuma levantar alguns problemas, alegando razões de segurança (o que nos aconteceu no Castelejo, em Vila do Bispo, onde fomos “convidados” a seguir viagem).

Nas 25 praias onde parámos para apanhar sol e mergulhar nas ondas, durante os 17 dias “on the road”, dormimos, na Ilha do Pessegueiro duas noites, na Zambujeira do Mar, junto ao porto de pesca, na Arrifana no parque junto à praia, na Amoreira, Carrapateira, na Praia do Amado, em Cacela Velha e no Almograve, sem problemas.
Por outro lado, convém sempre estacionar junto a outros grupos de caravanas, foi o que fizemos na praia da Carrapateira onde dormimos no meio de um autêntico acampamento “hippie” improvisado, com muitos jovens surfistas espanhóis e alemães a dormir com vista para o mar na ânsia de apanhar as primeiras ondas da manhã.

Jantar sobre o mar sem stress. Ao fim de quatro ou cinco dias de roteiro mais “natura”, junto às praias, a necessidade de visitar um parque de campismo para fazer a manutenção da auto caravana torna-se quase obrigatória, temos que despejar o depósito de detritos da casa de banho num local próprio apenas existente nos parques, reabastecer de água e, aproveitar para tomar um duche mais rejuvenescedor e fazer a barba. Visitamos apenas três parques durante as duas semanas de viagem: o novo e excelente parque do “Monte do Carvalhal”, situado no Brejão onde pagamos 15 euros (o habitual para três pessoas e uma auto caravana), o enorme parque do Serrão, na praia da Amoreira, e o do Caliço, em Vila Nova de Cacela, com vista sobre a Ria Formosa.

Embora seja possível cozinhar no interior da autocaravana, as lavagens da loiça acabam por nos "obrigar" a gastar água, um bem precioso que aprendemos valorizar ainda mais. A opção foi comprar um pequeno assador e carvão para grelhar peixe fresco e jantar ao por do sol sobre as fabulosas falésias do nosso litoral Sul.

Duas opções - comprar novo ou alugar. Falta-nos descrever, um pouco melhor, as sensações de condução de uma autocaravana, e, claro, referir os preços para todos os que pretendem viajar sem a preocupação de marcar hotel com antecedência ou usufruir da enorme versatilidade de fugir, para onde o sol brilha, quando a traiçoeira chuva de Agosto teima em arrefecer os ânimos. Como já referimos, desde que se acautele o facto de que conduzimos uma viatura muito pesada com seis metros de comprimento (existem opções mais versáteis para conduzir na estrada mas com menos conforto a bordo), tudo se passa com a maior naturalidade.
A nossa Ford Transit comportou-se sem problemas ao longo dos 2.000 km, e os consumos nunca fugiram dos 10 litros. Ao volante temos que ponderar bem o facto de transportarmos a enorme ‘Capucine’ sobre o chassis Ford, que eleva o peso total da auto caravana para as três toneladas, o que obviamente tem implicações na ponderação das distâncias de travagem. Em piso degradado ou nos estradões de terra batida o adornar da carroçaria pode transformar qualquer objecto solto perigoso; antes de viajar não se esqueça de verificar se as janelas e respiradores estão devidamente fechados e se não existem objectos soltos no interior da cabine.
As autocaravanas dividem-se em categorias diferentes que podem variar entre a mais pequena e acessível Citroën Aventure Berlingo 2.0 HDi, que custa nova cerca de 25.000 euros, até às mais caras e de maior dimensão, como a que viajamos, que custam 45.000 euros ou mais.

Em Portugal vendem-se, em média, cerca de novas 360 auto caravanas por ano, enquanto na Alemanha ou em França são comercializadas uma média de 17.000, razão pela qual muitos portugueses optam por comprar viaturas usadas no estrangeiro.Outra opção é alugar uma auto caravana com alguns amigos e viajar.

Em época alta os preços são algo proibitivos e rondam os 180 euros por dia, enquanto em época baixa é possível fazer um aluguer, na maioria das empresas, por valores próximos dos 125 euros dia. Viajar de auto caravana é um estilo de vida com cada vez mais adeptos e uma boa opção para viajar com todas as comodidades em pleno contacto com a natureza. Texto e fotos: Luís Cáceres MonteiroInfografia:Luis Abreu

Humor sobre autocaravanismo



post de humor retirado coma devida vénia da fonte que se cita: http://opiolhodasolum.blogspot.com/2005/08/professor-cavaco-silva-inaugura-parque.html

Professor Cavaco Silva inaugura Parque de Campismo

A convite do Dr. Carlos Encarnação, a inauguração do Parque de Campismo de Coimbra, situado na Portela, contará com a presença do Prof. Cavaco Silva, ex-Primeiro Ministro e candidato a candidato às próximas eleições Presidenciais.O famoso professor de Economia vem fazer a rodagem à sua autocaravana nova. "Isto de fazer rodagens de carros até à zona centro dá-me sorte nas eleições", afirmou o Professor à equipa de reportagem do blog O Piolho da Solum, referindo-se ao facto de ter sido eleito presidente do PSD na Figueira da Foz e posteriormente eleito Primeiro Ministro enquanto fazia a rodagem de um famoso Citroen BX."Se na altura tivesse comprado um carro novo nunca teria perdido as eleições presidenciais contra o Sampaio" confidenciou-nos o Dr. Cavaco Silva.

Não entra em polémicas mas vai dizendo que se o ACM quer um Parque de Campismo que o faça nas suas instalações na Lousã."Venho eu, mais a Luisa e os netos, e espero passar uns bons momentos neste parque de campismo que fica ao lado do Mondego, e todo esse local me faz lembrar o Pulo do Lobo junto ao Guadiana no Alentejo profundo".O Piolho da Solum deseja uma óptima estadia ao Professor e convida V. Excia. a vir tomar uns finos e comer umas pevides ao nosso café, onde poderemos trocar opiniões sobre alguns assuntos.
Depois será inaugurada uma estátua a V. Excia. na mais movimentada das rotundas da Solum.

terça-feira, julho 10, 2007

novo software de planeamento de viagens



Edição Camping Car Magazine, ao que dizem, esgotado em França.
Encomendavel pelo correio.
Excelente DVD para quem não tem GPS e não pode (ou não sabe)simultaneamente copaginar o google e o via michelin.

Segundo a explicaçao:
CAMPING·CAR Planificateur de voyages 2007/ 2008 met à votre disposition :
Couverture géographique digitale de 44 pays européens ! Avec plans de ville en Allemagne, Autriche, France, Italie, Suisse et d'autres métropoles d'Europe.
Export des points de trajet importants vers systèmes de navigation TomTom et Navigon.
Export des points de trajet et des itinéraires sur appareils GPS GARMIN.
Export des itinéraires dans Google Earth (avec survol 3D de l'itinéraire dans Google Earth)
Interface GPS pour l'utilisation mobile sur ordinateur portable.
Plus de 3 500 emplacements pour camping cars en France.
Guide des terrains de camping avec plus de 7 000 terrains dans toute l'Europe.
Plus de 500 000 adresses de voyage et de loisirs comme les attractions touristiques, les stations service, les lignes maritimes, les agences de location de voiture, les gares, les parcs, etc.
Export de données : toutes les adresses, les infos, les cartes et les feuilles de route aussi à emporter sur Pocket PC.
Note sur cette documentation : il est indispensable de maîtriser les fonctions courantes du système d'exploitation Microsoft® Windows

domingo, julho 08, 2007

quem tem filhos? quem não tem nada para fazer?


para saber mais sobre a imagem
do lado..vá ao blog amigo da Triganinha, on the road again..indicado nos nosso links,e procure em passatempo para jovens!
se não quiser procurar...veja mais abaixo.

Ferias e planeamento das auto-estradas

Há três concessionárias de auto-estradas em Portugal...
Brisa (nacional)
AENOR (norte)
AEA (costa atlântica)


sobre a Brisa, ver tudo no link abaixo,
mas não esquecer que o ticket só é válido para 12h...assim se pernoitar nas areas de serviço, não durma mais do que doze horas.. desde do momento da retirada do ticket e o momento da saída, e do pagamento do trajecto...senão é acoimado..isto é paga taxa agravada!

http://www.brisa.pt/Brisa/vPT/Viajar+na+Rede/Taxas+de+Portagem/
ver também a AENOR







e ver ainda a AEA
A rede de concessão da Auto-estradas do Atlântico está inserida em locais de grande importância arquitectónica e paisagística.

A definição do trajecto, a construção e a manutenção tanto da A8 como da A15 estão preparadas para respeitar esta harmonia da natureza e da arquitectura.

Magnificas regiões de turismo, dotadas de uma riqueza incomparável, estão presentes nas áreas circundantes destas duas auto-estradas. Falamos da Região de Turismo Leiria - Fátima, da Região de Turismo do Oeste e da Região de Turismo do Ribatejo.


sexta-feira, julho 06, 2007

estao ai as férias....e as novas vias.....

Férias à vista...

Vem aí a férias e os planeamentos das ditas, claro que também em autocaravana.

A nova ponte da Lezíria tem três vias em cada sentido e terá uma portagem de 1,15 euros (entre o Carregado e Benavente)a partir de 9 de julho de 2007.

Completa a envolvente exterior à Área Metropolitana de Lisboa funcionando como uma alternativa de acesso a Santo Estevão por auto-estrada, através da A1, permitindo descongestionar as pontes 25 de Abril e Vasco da Gama e as estradas nacionais (EN) 10 (recta do cabo entre Porto Alto e Vila Franca) e 118 (entre Porto Alto e Benavente).


As Revistas e semanários enchem-se de sugestões e ainda em (15 de junho de 2007) o Jornal revista Auto-Hoje (na net nada se vê) traz um excelente suplemento em que trata o assunto autocaravanismo de forma correcta e bem mais acertada do que a Visão o fez anteriormente.

Uma leitura a recomendar!

Entretanto entre os instrumentos de busca, e mapas virtuais, em nossa opinião o melhor é o via michelin (http://www.via-michelin.fr/) porque permite importar mais facilmente as imagens...como se ve pela gravura junta....um detalhe da nova ponte do Carregado, que torna esta povoação como um dos maiores centros rodoviários do País, e facilita em muito o acesso ao Alenquer Camping (www.dosdin.pt/agirdin.pt) que mantem uma politica especial em relação aos autocaravanistas, com possibilidade de utilização da area de serviço do camping mesmo sem pernoita...e com preços especiais de pernoita de acordo com o protocolo assinado com o CPA Clube Portugês de Autocaravanas (http://www.cpa-autocaravanas.com/)

Federação Espanhola divulga Projecto Pan europeu de AC


Que pena não ser da Federação Portuguesa,

mas sim da espanhola !

vejam o relatório sobre autocaravanismo em....

http://www.fcmportugal.com/images/cgeral/projectoautocaravanismo.pdf
O documento em referência tem a chancela da Federação Internacional de Campismo e Caravanismo a F.I.C.C, que áliás é actualmente presidida por um português, (João Alves Pereira) e foi preparado pela respectiva Comissão Técnica e de Ambiente. (cujo presidente é o espanhol da FECC, José Iglesias Gonzalez) Foi discutido no 1º Simpósium Intaernacional de Autocaravanismo de Barcelona em 7 de Outubro de 2006, e logo de seguida reavaliado no 2º Simpósium Intrenacional de Autocravanismo de Vicenza em Itália em 25 de outubro do mesmo ano. As 43 págains de texto e fotografias acham-se escritas em espanhol.
Que contêm de novo este documento? Em boa verdade nada, relativamente a quem já tem vindo a pensar e a intervir em debates sobre o tema do autocaravanismo, mas tem o mérito de sistematizar, compilar e fazer o ponto da situação actual, condensando os aspectos positivos, e elencando os negativos de modo a sustentar a proposta final da necessidade de definição de uma política europeia para o sector do autocaravanismo.
É pois um documento que deveria ser traduzido para português de modo a torna-lo plenamente acessivel a politicos, deputados nacioanis, autarcas, dirigentes associativos, empresários de aluguer e venda de autocaravanas e disponível para proprietários e gestores de campings, e também divulgado pelas secções de autocaravanismo dos clubes de campismo que as têm, e pelos sócios do CPA, leitores de fora, (isto é de foruns) de sites da net incluindo blogs. E claro..pelos jornalistas quer os generalistas, quer os de turismo!
Mas todos os autocravanistas actuais ou em potência, deveriam poder ler o documento, pois o movimento autocaravanista, a imagem do movimento, a sua dignificação e a imagem pública que dele se percepciona dependem em larga medida dos seus praticantes e utilizadores...daí a importância da divulgaçao das regars de ouro, da cartilha, dos códigos de ética do condutor autocaravanista, de modo a evitar usos incorrectos, anti-sociais que prejudiquem o sector. Palo contrário estimular e divulgar boas prtaicas é imperioso e o documento a pags 11 enumera os deveres do condutor autocaravanista, em que a cortesia, a boa educação, e o bom senso são essenciais.

quinta-feira, julho 05, 2007

Revista Viajar ensaia renovada presença on line...



qualquer dia há mais novidades para quem gosta de Turismo, na Revista Viajar...






Peso do turismo no PIB regional será de 11,3% em 2017

O contributo do sector das viagens e turismo para a economia da região de Lisboa deve aumentar nos próximos anos. Espera-se que, em 2017, a indústria de Viagens & Turismo na região represente 11,3 por cento do Produto Interno Bruto total de Lisboa e 13,3 por cento do seu emprego total.

Esta uma das principais conclusões a retirar da simulação da Conta Satélite do Turismo de Lisboa, elaborada pelo WTTC, e apresentada publicamente, em sessão que contou com as presenças do secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, presidente da WTTC, Jean-Claude Baumgarten, Luís Patrão, presidente do Turismo de Portugal e vários dirigentes e responsáveis da ATL.Este ano, o turismo na região de Lisboa vai contabilizar mais de 9% do PIB da região, qualquer coisa como 5,4 mil milhões de euros.

O valor dos gastos efectuados pelos turistas, nacionais e estrangeiros, deverá ascender a 3,2 mil milhões de euros. De referir ainda que Lisboa deverá receber este ano 2,5 milhões de turistas estrangeiros que deixarão 2,8 milhões de euros. No que se refere a postos de trabalho, o turismo empregará este ano na região cerca de 139 mil pessoas, directa e indirectamente relacionadas com o sector, número que representa 9,8% do total de empregos na região. O número de empregos directos atingirá os 79 mil.

Num horizonte a 10 anos, as perspectivas são bastante positivas, com as receitas turísticas na região de Lisboa a crescer acima da média europeia e também da média de crescimento esperado para Portugal.Assim, em 2017, e de acordo com os resultados da simulação da CST, o turismo irá contribuir com 11,3% para o PIB regional, num total de 10,3 mil milhões de euros, perspectivando-se um crescimento anual de 4,6% entre 2007 e 2017, enquanto a média nacional será de 3,2% e a europeia de 2,8%.

O valor dos gastos dos turistas deverá atingir, dentro de 10 anos, os 7,3 mil milhões de euros, o que significará um aumento médio anual de 6,3% (a média em Portugal deverá ser de 4,5%, quedando-se a europeia pelos 3,4%.

Prevê-se igualmente que em 2017 a região de Lisboa receba 3,8 milhões de turistas que originarão receitas da ordem dos 6,4 milhões de euros.

Quanto ao emprego, a região empregará no turismo perto de 190 mil pessoas (empregos directos e indirectos), ou seja, 13,3% dos empregos da região estarão ligados à actividade do turismo e viagens.

Mas, para a WTTC, não basta ficar sentado à espera que estas previsões quantitativas se concretizem. É necessário garantir que estas projecções se traduzam numa política de desenvolvimento sustentável da indústria de Viagens & Turismo para a região de Lisboa, a fim de garantir retornos económicos e sociais positivos para todos os intervenientes envolvidos (entidades públicas, empresas privadas e a população de um modo geral).

É necessário um esforço concertado para elaborar um quadro político de apoio para o êxito desta indústria a médio e a longo prazo, criando as condições essenciais e apropriadas para que o sector de Viagens & Turismo prospere, a todos os níveis, apostando na qualidade deste destino num mercado global cada vez mais competitivo.

Na medida em que cada vez mais cidades em todo o mundo se apercebem do enorme potencial que as Viagens & Turismo proporcionam para a regeneração e desenvolvimento urbano, mais intensa se torna a competição entre destinos urbanos e regionais. Analisando o crescimento sustentável da indústria de Viagens & Turismo, os destinos de sucesso serão aqueles que diferenciarem a sua oferta da de outros destinos, desenvolvendo e promovendo a autenticidade do destino e das suas gentes através da adopção de políticas de desenvolvimento a longo prazo, preparadas em conjunto com todos os intervenientes que pretendam beneficiar e contribuir para o sector de Viagens & Turismo.

Neste contexto, os desafios que se colocam à região de Lisboa são significativos. Para competir com as experiências oferecidas aos turistas por outras capitais, especialmente no Centro e Norte da Europa, Lisboa necessitará de oferecer um produto contrastante, autêntico e diferenciado e prestar serviços de nível susceptível de competir com as suas rivais.

A organização e promoção de Lisboa como região (e como experiência) a públicos-alvo terão também impacto no posicionamento competitivo deste destino a longo prazo.

quarta-feira, julho 04, 2007

estara em formação o CCA? CYBER CLUBE DE AC?

Fonte: FORUM DO CPA, post de Decarvalho em 4/07/07))

Amigos e companheiros Ac,
Carissimos
posso dar a minha achega?
desenvolveram-se recentemente em dois fora (ou foruns à portuguesa) de Ac, o do CPA e o do CCP uma larga troca de impressões (por vezes acalaorada) sobre a questão da actividade federativa do campismo e montanhismo, que incluirá também o autocaravanimo...
mas nem todo o autocaravanismo como do do filme!
senão...vejamos: ( e não só, o video que nada tem de campismo..)

FCMP que os seus objectivos são: “A Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal , constituída em 6 de Janeiro de 1945, reconhecida de Pessoa Colectiva de Utilidade Pública em 15 de Junho de 1978, é uma associação multidesportiva de direito privado, sem fins lucrativos, e coordenadora do Movimento Campista em todo o território nacional, assumindo o Estatuto de Utilidade Pública Desportiva em 6 de Março de 1996, estatuto que entre outras competências, direitos e deveres, lhe confere a representação nacional e internacional das seguintes modalidades: • Campismo • Caravanismo • Autocaravanismo
Isto é: a Federaçao só tem poderes como coordenadora do movimento campista. e Apenas e nessas circunstancias restritas, do auotocaravanismo.portanto quando o autocaravanismo não é encarado como dentro do movimento campista, nada interessa a federaçao do ponto de vista funcional e estatutário...e portante legal, regulamentar etc.
o autocaravanismo itinerante, o auto tursimo, ou turismo auto transportado, o autocaravanismo de turismo, o autocaravanismo desportivo, o autocaravanismo socio profissional não é pertença do movimento campista, nem faz parte do movimento campista.
Pode pois, e bem, o CPA actuar em representaçao daqueles subgrupos de autocaravanistas actuar e continuar a actura cerificando areas de serviço e fazendo protocolos com parques de campismo e outras entidades...!
Nota Final: estou tambem com a ideia que é indispensavel criar uma federaçao do autocaravanismo de turismo, itinerante e desportivo e socio profissional, para de vez se arrumar com falsos problemas.
E para a FEDERAÇAO AC ha duas vias:
1) ou o seu lançamento com o CPA, CPACN (naturistas) e mais um ou outro clube caravanista com forte secção de AUTOCARAVANISMO...
2) ou fundar mais um clube de AC, com o apoio do CPA, do genero clube cybernetico de AC. e com tres clubes constituir-se a Federação...
Custos? minimos...local, pode ser o do CPA; ou arranja-se uma sede alternativa (ate pode ser no bar do além...), pessoal minimo...so para as AG...pois nada impede que a nova federação delegue no CPA a actividade de protocolar areas de serviço dentro e fora dos parques de campismo etc
Eu inscrevo-me ja no CCA -CYBER CLUBE AUTOCARAVANISTA! quem mais adere?

segunda-feira, julho 02, 2007

domingo, julho 01, 2007

Pedrogão: 1 knauser, 1 consorte, 1junior, 1 semovente






telegrama:
pedrogão praia e pedrogão camping excelentes. stop.Protocolo assinado CPA 30 de Junho com empresa camping. stop.Todos sócios CPA gozam tarifa pernoita nova AS por 6€. stop. Jantar nas esplanadas do passeio maritimo festa da sardinha. stop. Muitos companheiros satisfeitos seguiram depois para Óbidos (feira de velharias) e Peniche para mais sardinhas...stop. CPA está NON STOP. stop.



assinado

1 knauser (decarvalho)
1 consorte
1 junior
..............................
a bordo de uma semovente AC Knaus Sport TI 700 UFB.

ps: claro que para agora lavar a autocaravana ...tenho de recorrer aos conselhos da Triganinha...http://feeds.feedburner.com/~r/blogspot/yojv/~3/129558096/lavagem-da-autocaravana.html