sábado, novembro 29, 2008

Voto de pesar e solidariedade à família de Almeida Henriques



Mensagem de solidariedade

Enviada à Família do Senhor Almeida Henriques.

A Newsletter Autocaravanas & Camping-cars - não obstante só agora tomar conhecimento da morte do Sr. Almeida Henriques, vem associar-se às manifestações de pesar já manifestadas pelo CAB Circulo de Autocaravanistas da Blogo-esfera, em que está integrada, e apresenta condolências à família, sublinhando que a continuação do trabalho meritório desenvolvido pelo Sr. Almeida Henriques, consubstanciado na publicação regular do "Roteiro Campista", publicação de referência para campistas, caravanistas e autocaravanistas, nacionais e estrangeiros, deve e será decerto uma das muitas homenagens evocativas da sua memória.

quarta-feira, novembro 26, 2008

24h em Alter (coudelaria) em castelo de Vide e pelo caminho

Novembro, dias 19/20

Foi num repente criador. Um clic!
Quarta feira, já boa parte da manhã ida no teclado de preparação de uma reunião profissional, para 5F ao fim da tarde, em Lisboa. Entretanto, a Consorte chega das mercas familiares, com um sol outonal a resplandecer no mar da baía de Cascais.

Arrisco, e então, a saída de Autocaravana do mês de Novembro?
Por mim pode ser hoje...
já? Já-já?
Já, estou pronta!

Pois eu também. Reverificação rápida da maleta de viagem das mudas de roupa, e rápidos, para Alenquer buscar a semovente parqueada no Camping. Só saímos com os ponteiros quase na uma, mas as tesouradas no tempo a caminho do leste alentejano, foram compensadas pelos km andados em auto-estrada. Depois da ponte da Lezíria, a primeira questão. E o almoço?


Mapas na mão da co-piloto, olhos no mais distante destino de Portalegre, para rápida visita a uns parentes, e com o contorno da sortida ainda indefenido, em parte, a escolha é feita. Vamos a Coruche. Onde? O Guia das Tascas de capa vermelha sugere ...o Alentejano, o Farnel...
Chegados a Coruche, vindos de ocidente passamos primeiro pelo Franel, e seu amplo estacionamento à direita, voltado ao Rio, mas seguimos pela marginal arranjada em busca do Alentejano.
-Para aqui a perguntara este ribatejano...
-...então a rua?....(que o GPS teimava a não identificar)
-para lá a esquerda no bairros novo
-e o restaurante Alentejano?
- Ah!...já é agora só´um café...
então que restaurante recomenda?
-Pra mim nã há melhor co Farnel, ali adiante!
- Obrigadinho....
Meia volta portanto, por detrás da praça de touros, e estacionamentos arrelvados da frente ribeirinha, e para trás, ao Farnel. Que se entra por uma porta lateral, para dentro de um antigo grande armazem, decerto em tempos tambem adega (?). Lá dentro amplo, com toneis e mais artefactos vinicolas, o ambiente só não é mais acolhedor, porque a crise, ou a hora, ou o dia de semana, afastou clientes.
Fomos aos finalmentes: bacalhau na brasa à moirel (deveria ser maioral?), meia dose, para a Consorte e para o condutor naquinhos de porco com camarão, esbraseados. Tudo nos trinques. Refeição completa com maide vinho, aguas, sem sobremesa, menos de uma azulinha, a nota de referência preferida das nossas viagens.
Seguimos caminho reconfortados. Travessia do Rio Sorraia, e sempre com o diligente novo GPS (Mio) a debitar na rotunda a terceira saida a esquerda, ou à direita, e segue a estrada etc...
Nem sei bem mesmo por onde seguimos. Pelos mapas parece que andamos por estradas paroquiais, municipais e caminhos militares, mas sempre alacatroadas e quase sem movimento. Passamos ao largo de Mora, Cabeção, a barragem do Maranhão, a Igreja de Nª Sraª de Entre Àguas, Avis ao longe, e depois Alter do Chão ao perto.
Faltavam algumas dezenas de minutos para as cinco. Então, rumo à Coudelaria, que para lá chegar de AC é intrincado, face ao gabarito da viatura, nos seus mais de 7 metros alongados, e a estreiteza das ruas e curvas de sentido único, em ângulo recto. Está porém, a ser feita uma variante de uma IP que deve melhorar os acessos.

Mas lá chegamos. Direitos a recepção nas Casas Altas.
Simpática a recepcionista num balcão junto às antigas magedouras de pedra.
Então o que podemos ainda ver a esta hora?
(na tarde que estava mesmo azúlea, clara e sem nuvens,disparamos depois das boas tardes)
Pois chegaram tarde... a última visita começou as 15.30h, está a acabar.
- então e amanhã?
Tem ás 10h e as 11.30h, ás 10h, acaba com o espectáculo de falcoaria, às 11.30 começa com a falcoaria...
Ora bem...fica

então amanha às 10h.



Meia volta volver. Rumo a Portalegre, visitar a parentela, com muito fácil estacionamento junto ao Hospital. Depois, volta pedestre até ao Castelo pelas ruas de peões. Iluminações de Natal simpáticas, lojas acolhedoras e cosmopolitas Q.B.
Depois da pausa urbana, eja escuridão completa, as interrogações instantes: onde jantar,onde dormir?
Ora bem. Jantar poderia ser na zona da Portagem ao pé de Marvão...ou em Marvão mesmo. E Dormir? Ou em Marvão junto ao Castelo, onde há um parque de estacionamento amplo, ou em Castelo de Vide...Ora vamos andando que o caminho se faz, rolando.
O Jantar acabou por ser em Marvão. Na Albergaria El Rei Dom Manuel. Bom aspecto, sem luxos, refeição de carne com migas, e alhada de cação, vinho e o etc. e lá se foram os euros de uma azulinha, e mais uma rosinha, com pouquinho troco. Pouco, também foi o passeio depois, no empedrado das muralhas pela friagem nocturna do penhasco. E por isso sózinhos,não ficamos na pernoita naquele ninho de àguias.
Fomos então de rota até Castelo de Vide. Entramos na povoação, se calhar mesmo com pergaminhos de cidade, rodeamos o largo principal, e avistamos as placas de Parque, a caminho de Alpalhão. AIi metemos a semovevente, sempre a direito, e por má fortuna e má sinalização, entramos logo no primeiro parking a direita. De noite, escura, e sem perspectiva mal se percebeu que havia uma subida ingreme, das tais que a saia trarseira dos 7,14m da AC varre o chão. E varreu, e fez um barulho de acordo. Ficámos nesse parque ao lado de um casal de holandeses, numa camper colorida.
Lá ficou anotado: Quando regressar fica um post no forum do CPA, outro no CCP, e alem desta nota na Newsletter, segue tambem um alerta para o MIDAP. Todos de boa vontade não serão demais para apoiar o Desenvolvimento do Autocaravanismo em Portugal, e Castelo de Vide merece oferecer melhor sinalizaçao do parque III aos autocaravanistas!
Pois de manhã foi feito o reconhecimento completo. Há mais dois parques sucessivos, um inclinado e bom para pesados, e outro, o terceiro para autocaravanas mesmo! Com um ponto de água e esgoto de pia...e onde dormiu um frances...Foi feita tambem a compra do pão matinal, a volta à praça sonolenta, tomado o pequemo almoço in house, e com a partida a tempo e horas para voltar a Alter.
Pelo caminho ainda paramos numa feira de rua, no Crato.


Entrámos pois na Coudelaria através do dédalo de ruas já conhecidos de véspera. E às 10h, depois de mais um café. Perfilados na recepção, começou a vista para só nós dois, com uma simpática guia que era tambem a mesma da recepção e bilheteira (3.80€ cada bilhete) . Eficiente, conduziu-nos a pé, ao redor do complexo da Coudelaria Real que iniciou as suas actividades em 1748. Quem queira saber da Coudelaria mais, tem tudo em http://www.far.snc.pt/
Não vimos senão um picadeiro coberto, dos quatro existentes, mas vimos o pàtio das éguas, com a entrada das ditas. Não vislumbramos os edificios de apoio hospitalar (não se diz veterinário) nem a oficina escola, mas vimos o museu das selas, da casa dos trens...e a falcoaria (espectacular o bufo real) e depois do espectáculo....e lá estava o búteo de Harris, (àguia) e o falcão (sacre) da pradaria autocaravanista domado, como lhe compete. De guizo cascavel nas patas, emissor de rádio, e antes de solto, vendado com o caparão de couro.


Excelente visita das 10h às 11.30h. Recomendamos, em especial esta visita primeira da manhã, se for possivel num futuro próximo obter autorizaçao de pernoita para as autocaravanas, já que espaço de sobre existe. Claro aqui fica a dica que segue para o MIDAP (http://www.midap.blogspot.com/) também tentar obter as liecnças para mais autocaravanistas usufruirem destes espaços de pernoita. Se assim for, talvez que o promissor CAB- Circulo de autocaravanistas da blogo-esfera, http://www.cab-circulo.blogspot.com/ possa organizar aqui uma reunião dos bloguistas e webmasters de autocaravanismo.com gente bem formada, interessada e interessante como são os seus membros!
O tempo entretanto escasseava, e às 17h havia reunião de trabalho em Lisboa, no escritório e com mais três advogados. Portanto, ao caminho. Optamos por seguir via Aviz em direccção a Mora. Aqui almocinho no concelebrado Afonso, não na sala de restuarante que o tempo não esta para luxos, mas na zona do café de escolha mais reduzida de combinados...e lá foram uma sopa e uns ovinhos de codorniz cozidos, de coentarda, um prego no prato com ovo, e umas tirinhas de febras, coentradas também, bebidas, café, uma sobremesa sericaia, e passou-se mais uma azulinha e mais uns “ouritos”.
A seguir a recta para Fronteira, com passagem da estrada pelo parque de ecoturismo da Ribeira Grande, com piscians, rio e restaurante mas sem se divisar grande espaço para autocravanas, e foi depois, a rota batida para Alenquer, regresso pela ponte da ida, retoma da viatura, passagem por Vila Franca para apanhar e dar boleia a um parente, e depois um curto stop-over no escritório, enquanto a consorte seguia motorizada para casa com companhia, segue o redactor para a reunião, ao regresso à realidade, que 24h de interregno de autocaravana bem compensaram.
Quanto a custos, praticamente só há a averbar três refeições, portagens, a entrada na Coudelaria que a olhómetro, no total não passam a barreira das cinco azulinhas. E nada de gasóleo....porque a volta não exigiu reabastecimento...O combustível da ultima viagem, de Ayamonte deu para o regresso a Alenquer da ultima viagem, e esta volta sem riscos...por essas e por outras, é que um depósito de 100L de capacidade tem as suas vantagens....
Resta agora recordar pelas fotografias esta pequena sortida, e por este texto partilhar a experiencia com os leitores que queiram dela retiraralguma dica para outras viagens

Crimes e aldrabices na Internet contra os autocaravanistas














Os crimes na internet aumentam com a sua utilização, e para além dos casos de injúrias, difamações, ameaças, e devassas que possam ser praticados, (cuja investigação compete ao Ministério Público entre nós) e que a lei penal portuguesa prevê e pune, há vários outros casos que visam burlar possíveis compradores ou vendedores de autocaravanas.

Por vezes os aliciadores até (dizem) ...oferecem autocaravanas...

Cuidado pois, e atente-se a mais este alerta que vem de França de Marc Petremann, do neewsgropus do yahoo sobre Camping -Cars. As origens reais deste anúncios fraudulentos são frequentemente dos submundos do Benin, do Togo, da Costa do Marfim e da Nigéria. Nem vale a pena responder, não vá assistir-se a plágios, usurpações ou desvios de utilização dos mails...


Un exemple très récent:
Vente achat camping-car...

panoramique baie Heki sur salon (luminosité) turbovent sur chambre

romeo. janette@yahoo.fr. Contacter M.Romeo, Mail :romeo.janette@yahoo.fr,

Téléphone : ...lesiteducc.ouvaton.org/vente-achat.php

L'adresse mail romeo.janette@yahoo.fr est celle d'un arnaqueur qui a placé son annonce depuis le TOGO!

Messieurs les webmasters réagissez - ne vous rendez pas complices

- les méthodes doivent être radicales:

- filtrer les adresses IP,

- ou interdire les adresses de contact en hotmail gmail yahoo, etc....

- rendre les annonces payantes (système ALLOPASS),... solutions à appliquer au choix....

Les arnaqueurs réalisent des bénéfices de 3000 à 20000 euros/mois.


Tous les scénarios sont bons pour abuser de la crédibilité des victimes.

dernier en date: "vous payez un acompte de 500 par western Union. Vous gardez le code secret. Mon livreur viendra vous montrer le véhicule. Si c'est OK, vous me donnez le code et payez le solde...". sauf qu'entretemps le destinataire du mandat Western Union a empoché l'acompte et ne montrera jamais le véhicule - celui n'existant pas !!!! -.

Vous croyez que le phénomène est épisodique?

Alors allez dans Google et tapez "donne choit york", "donne gris du gabon", "donne camping-car".... certains sites d'annonces présentent 80% d'arnaques!!!!

Et leurs webmaster ont l'air de s'en foutre complètement.Vous êtes webmaster d'un site dédié au camping-car. Soyez responsable et ne vous décrédibilisez pas.... Imaginez un instant qu'une victime aille porter plainte et déclare "c'est après avoir répondu à une annonce sur le site xxxxxxx.yyy...". Imaginez que vous soyez convoqué par un juge d'instruction... Que répondriez-vous si on vous demande quelles précautions vous avez pris?

terça-feira, novembro 25, 2008

site inglês para autocaravanistas: um modelo para Portugal


útil Site inglês com algum humor para autocaravanistas
(bem humorados..claro!)
Este site contem de forma clara e acessivel varios links de interesse, incluindo para venda de livros e guias, foruns, chats, anúncios de compra e venda, notas de apreciação de AS e parkings para autocaravanas, relatos de viagens, galeria de fotos, FAQ, etc etc...

Os nossos votos são,
agora que se aproxima o NATAL....
- Que o autocaravanismo em Portugal possa crescer e desenvolver-se até ter capacidade com a maturidade economica e social dos seus intervenientes, para se poder vir a ter um site similar, e que seja útil e agrade a autarcas, autocaravanistas, comerciantes do sector, parques de campismo, etc....

segunda-feira, novembro 24, 2008

constituição do CAB- circulo de autocaravanistas da Blogo-esfera




Vivam os autocaravanistas de boa vontade:
nasceu o

CAB - circulo de autocaravanistas da blogo-esfera!


Com o patrocínio deste Blog Newsletter Autocaravanas & Camping-cars, realizou-se o I encontro de autocaravanistas bloguistas, que foi sendo preparado publicamente através do blog dedicado, e aberto em www. clube-ac-blogo-esfera.blogspot.com. Aqui, ao longo das semanas foram sendo divulgados, com total transparência, documentos de trabalho e reflexão, bem como projectos de logotipos, que permitiram na data agendada um trabalho sério e muito participado, que envolveu 18 participantes e ainda 9 mensagens de apoio, de quem não quiz estar ausente, mas não pôde estar presente.

Resta sublinhar o ambiente de excelente convívio autocaravanista, e a sessão de trabalho que decorreu durante mais de três horas consecutivas.

As fotos informais dão uma ideia do ambiente vivido a 22 de Novembro nas instalações do Alenquer Camping, em cujas salas decorreu o evento, e que dispõe de uma estação de serviço para autocaravanistas a devidamente certificada pelo CPA desde 17 de Janeiro de 2007.









Serve pois a presente nota para informar a comunidade autocaravanista que consulta este Blog Newslwtter, da constituição do CAB- Circulo de Autocaravanistas da Blogo-esfera,com e-mail proprio circulo.cab@gmail.com e que foi aprovada em 22 de Novembro nos termos da declaraçao que abaixo de reproduz:






DECLARAÇÃO DE ALENQUER


Os participantes presentes, no “I Encontro de Cyber Autocaravanistas Bloguistas”, reunidos em Alenquer em 22 de Novembro de 2008:



I

Congratulam-se


com o desenvolvimento do autocaravanismo, modalidade de turismo itinerante, quer entre os portugueses, quer entre os estrangeiros, expresso nas crescentes visitas a Portugal.


II

Consideram dever estudar


o desenvolvimento do autocaravanismo, entendido como uma forma legitima de turismo itinerante, para que possa ser valorizado pelas autoridades públicas e não ser discriminado negativamente, bem como defendem a criação de melhores condições de estacionamento das autocaravanas, junto dos centros urbanos e na proximidade de locais de interesse turístico e cultural.


III

Registam a espontaneidade,


maioritariamente favorável, de uma emergente opinião pública civicamente responsável e identificada com o tema do autocaravanismo que pratica e divulga os princípios do Respeito Mútuo aprovados:


Respeitar a natureza e o património cultural.

Evitar a formação de concentrações de ACs.

Só estacionar em lugares apropriados.

Privilegiar o comércio tradicional local.

Estar e ser discreto e cortês com todos.

Inter-agir amigavelmente com o próximo.

Tentar cumprir e manter estes princípios.

Observar sempre o bom senso e bom gosto.


IV

Saúdam todos os autocaravanistas


conscientes, que pela prática, conforme as regras de ética e comportamento adoptadas internacionalmente e também entre nós, que constituem valores de referência exemplar para a divulgação e aceitação generalizada do autocaravanismo, designadamente pelos efeitos benéficos na correcção da sazonalidade, e valorização dos recursos turísticos culturais do interior.


V

Manifestam o seu compromisso


e disponibilidade para através dos conteúdos que elaboram ou divulgam nos meios ao seu alcance, intensificarem a valorização de textos favoráveis ao autocaravanismo itinerante, para melhor acessibilidade à informação objectiva, quer por parte do público em geral e autocaravanistas, quer por parte da comunicação social, quer ainda para obtenção das autarquias locais da criação de parques de estacionamento e pernoita, com estações de serviço de apoio às autocaravanas.


VI

Resolvem ainda,


a) Constituírem-se em Net work informal de intercâmbio de informações relevantes para o autocaravanismo com vista a no seu conjunto apoiarem a criação de um Observatório não Governamental para o Autocaravanismo Itinerante ONGAI.


b) Estabelecer que a adesão ao CAB, através de um representante, está aberta a todos os espaços na internet (blogues, fóruns, websites…) que o desejem.


c) Exortar os autocravanistas a uma maior intervenção pública e cívica na divulgação do autocaravanismo.


VII

Declaram que adoptam


uma estrutura informal de associação aberta, sem personalidade jurídica, nem fins lucrativos, de tipologia informal, sob a denominação de “CAB – Circulo de Autocaravanistas da Blogo–Esfera” e que


a) disporá de um espaço Web próprio identificado pelo logótipo adoptado,

b) reunirá em principio quadrimestralmente

c) e designam para coordenar os destinos do CAB no próximo ano:


- Diogo Ferreira (Blog MIDAP)

- Luís Decarvalho (Blog Newsletter)

- Rui Narciso (Portal Papa Léguas)

sexta-feira, novembro 21, 2008

Distribuidor americano de autocaravanas e material de campismo aposta em publicidade

O maior revendedor americano de autocaravanas
e material de campismo
é agora o principal patrocinador da corridas de
competição NASCAR ( de camions) nos EUA


ver mais em: http://www.us-racing.com/Info.php?ID=3080

quarta-feira, novembro 19, 2008

Comunicado do MIDAP sobre reuniao de trabalho com o ACP


Teve lugar na segunda-feira, dia 17 de Novembro uma extensa reunião de trabalho tripartida, com o representante do ACP, o Presidente do MIDAP e também com a presença do secretário do I Encontro de Autocaravanistas da Blogo-Esfera.

Esta reunião teve resultados muito positivos e práticos, que entram em operacionalidade imediata, desde a presença logo assegurada de um representante do ACP no I Encontro de autocaravanistas da Blogo-Esfera que terá lugar a 22 de Novembro, em Alenquer, até a indicação de um elemento de ligação ao MIDAP para estudo e cooperação em novas iniciativas, de que destaca tudo o que tem directamente a ver com o Desenvolvimento do Autocaravanismo em Portugal, e que possa contar com o apoio do ACP e demais interlocutores deste sector.
O ACP, a maior associação de consumidores de utilidade publica reúne hoje mais de 212.000 associados da área do automobilismo e tem vindo a desenvolver subsecções de actividade mais especializada, estando portanto para muito breve a relativa ao autocaravanismo, e o lançamento de novos produtos de interesse para este segmento, nomeadamente uma novo GPS com software inovador.

Recorda-se aliás que o ACP abriu recentemente uma garagem de parqueamento de autocaravanas no Norte, e que tem vindo a dedicar-se ao estudo de base dos problemas do Autocaravanismo, como resulta claro do inquérito, que oportunamente lançou, entre os seus associados sobre este tema.

Durante a reunião forma avançadas diversas sugestões ao ACP, que aliás mereceram o melhor acolhimento, como seja os mapas do ACP passarem a incluir a localização das áreas de serviço e estacionamento privilegiado destinado a autocaravanas, o lançamento de um serviço de venda de autocaravanas usadas, como já se pratica actualmente com automóveis, seja de lote seleccionado pelo ACP, seja mesmo entre particulares, desde que previamente certificadas por uma entidade idónea e independente.

Igualmente foi mostrada receptividade por parte do ACP em incluir no web site do Clube uma pagina dedicada ao autocaravanismo, e disponibilizado o apoio ao Congresso ou Seminário de autocaravanismo que o MIDAP se propõe promover durante o primeiro semestre de 2009, para alem do envolvimento directo em outras acções que sejam de interesse no domínio da Prevenção e Segurança Rodoviárias.

Finalmente, foi decidido prosseguir com este tipo de reuniões e contactos entre os três participantes nesta reunião de trabalho, do que só há a esperar, confiadamente, novos contributos para o Desenvolvimento do Autocaravanismo em Portugal

terça-feira, novembro 18, 2008

Portaria e opiniao sobre regulamento de parques de campismo e areas de serviço de campismo com autocaravanas

Portaria sobre Campismo (não sobre estacionamento de AC)
Portaria n.º 1320/2008. D.R. n.º 223, Série I de 2008-11-17.
Presidência do Conselho de Ministros e Ministérios da Economia e da Inovação e da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das PescasEstabelece os requisitos específicos de instalação, classificação e funcionamento dos parques de campismo e de caravanismo.




Extractos e auxiliares de leitura:


Preâmbulo:
O Decreto -Lei n.º 39/2008, de 7 de Março, que aprovouo novo regime jurídico da instalação, exploração e funcionamentodos empreendimentos turísticos, determina,no seu artigo 19.º, que são parques de campismo e de caravanismo os empreendimentos instalados em terrenosdevidamente delimitados e dotados de estruturas destinadasa permitir a instalação de tendas, reboques, caravanas ou autocaravanas e demais material e equipamento necessários à prática do campismo e do caravanismo.
De acordo com a alínea b) do n.º 2 do artigo 4.º do mencionadodiploma, os requisitos específicos da instalação, classificação e funcionamento dos parques de campismo e de caravanismo são definidos por portaria conjunta dos membros do Governo responsáveis pelas áreas do turismo,da administração local e do desenvolvimento rural.Assim: Ao abrigo do disposto na alínea b) do n.º 2 do artigo 4.º do Decreto -Lei n.º 39/2008, de 7 de Março, manda o Governo,pelos Secretários de Estado Adjunto e da AdministraçãoLocal, do Turismo e do Desenvolvimento Rural e das Florestas, o seguinte:


SECÇÃO I

Disposições gerais

Artigo 1.º

Objecto

A presente portaria estabelece os requisitos específicos de instalação, classificação e funcionamento dos parques de campismo e de caravanismo.
.......

Artigo 8.º

Delimitação

1 — O terreno dos parques de campismo e de caravanismo deve ser vedado de modo a preservar a segurança e tranquilidade dos campistas e caravanistas.

2 — As vedações devem utilizar materiais que não ponham em risco a integridade física dos utentes, sendo proibida a utilização de materiais cortantes.

3 — Nas vedações devem existir portões de entrada e saída em número suficiente, nos termos da legislação em vigor, a definir pelo plano de emergência, e devidamente sinalizados, com a largura mínima de 3,5 m, para possibilitar o acesso ao parque de veículos de socorro e emergência.
......
artº 16º
....

4 — É interdita a instalação de muros artificiais à voltadas tendas, caravanas, autocaravanas ou outros equipamentossimilares utilizados pelos campistas e caravanistas, excepto quando os muros se destinem a suporte de terras.
.....

SECÇÃO II

Disposições específicas

SUBSECÇÃO I

Parques que admitam caravanas e autocaravanas

Artigo 27.º

Estações de serviço

1 — Os parques que admitam caravanas e autocaravanas devem dispor de estações de serviço na proporção de uma para cada 30 unidades, localizadas em zona do parque defácil acessibilidade.

2 — As estações de serviço devem estar revestidas com materiais impermeabilizados e dispor de equipamento próprio para:

a) Escoamento de águas residuais;

b) Esvaziamento de WC químico/sistema de lavagem e despejo de cassetes sanitárias;

c) Abastecimento de água potável;

d) Despejo de resíduos sólidos urbanos.
Artigo 28.º

Superfície de terreno destinada à instalaçãode caravanas e autocaravanas

1 — Nos parques que admitam caravanas e autocaravanas, a superfície de terreno destinada à instalação deste equipamento deve ter uma área mínima de 50 m2 e pode dispor dos seguintes equipamentos:

a) Instalação eléctrica;

b) Ponto de água;

c) Esgoto.

2 — Quando a superfície de terreno destinada à instalaçãode caravanas e autocaravanas disponha dos equipamentosprevistos no número anterior, as estações de serviço aque se refere o n.º 1 do artigo anterior passam a ser obrigatóriasna proporção de uma para cada 100 unidades.


SUBSECÇÃO II

Espaços destinados exclusivamente a autocaravanas

Artigo 29.º

Áreas de serviço

1 — São áreas de serviço os espaços sinalizados que integrem uma ou mais estações de serviço, equipadas nos termos do artigo 27.º, destinados exclusivamente ao estacionamento e pernoita de autocaravanas por período não superior a setenta e duas horas.

2 — As áreas de serviço que não se encontrem integradas em parques de campismo e de caravanismo ficam obrigadas apenas ao cumprimento do disposto nos artigos7.º, 8.º, 10.º, n.os 1, 2, 3 e 5, 12.º, 14.º, 20.º e 24.º a 26.º da presente portaria, com as necessárias adaptações.

3 — As áreas de serviço não integradas em parques de campismo e de caravanismo devem dispor de serviço de recepção presencial ou automático disponível vinte equatro horas por dia.
.....

Artigo 32.º

Parques de campismo rural

1 — Se os instrumentos de gestão territorial aplicáveis à data da entrada em vigor da presente portaria permitirem a existência de parques de campismo rural, os terrenos quelhes são destinados, integrados ou não em explorações agrícolas, não podem ter uma área superior a 5000 m2,devendo os parques que aí venham a ser instalados cumpriros requisitos previstos nos números seguintes.

2 — A capacidade máxima dos parques de campismo rural não pode exceder as 30 instalações, tendas, caravanas ou outros veículos habitáveis, nem o número de 90 campistas.

3 — Sendo a área do parque inferior a 5000 m2, o númerode instalações, tendas, caravanas ou outros veículos habitáveis deve ser proporcionalmente reduzido, de talforma que a cada instalação corresponda uma área aproximadade 150 m2 e a cada campista a de 50 m2.

4 — Os parques de campismo rural devem assegurar o seguinte:

a) Fornecimento de energia eléctrica;

b) Fornecimento de água potável;

c) Instalação de receptáculos para lixos em locais apropriadose a respectiva remoção;

d) Escoamento eficaz de águas residuais e de esgotos;

e) Sistema de segurança contra riscos de incêndio, conforme com as normas legais e regulamentares aplicáveis;

f) Ligações telefónicas, postais e de socorros médicos apelo menos 5 km de distância da sua localização;

g) Equipamento de primeiros socorros;

h) Fácil acesso a ambulâncias.

5 — As instalações sanitárias dos parques de campismorural devem obedecer ao disposto no artigo 15.º da presente portaria.

6 — Os parques de campismo rural devem dispor deum espaço de utilização comum destinado à lavagem eao tratamento de loiça e de roupa, protegido por coberturaeficaz.

7 — Os parques de campismo rural devem ter umarecepção com as características previstas no artigo 20.ºda presente portaria.

8 — Os utilizadores dos parques de campismo ruralficam sujeitos às disposições da presente portaria relativas aos deveres dos campistas e caravanistas.

........................

opinião:

publicada no forumCPA

em 19 de Novembro de 2008

DecarvalhoSócio do CPA
Hero MemberSexo: Mensagens: 862Sócio Nº 1156
ainda a nova portaria « Responder #52 em: Hoje às 06:35 »

Ora vivam...e em particular o errante.


Para evitar mais confusões convem entre os autocaravanistas e agora, referir a portaria como a portaria do campismo com autocaravanas e nao a portaria do autocaravanismo.Devia pois existir um pacto entre todos os que escrevem no sentido de neste forum, e nos demais locais onde convergem leituras de autocaravanistas sublinhar que os autocaravanistas podem ou não, usar parques de campismo. que as autocaravanas podem ser ou não, meios de se fazer campismo.


Deste modo o autocaravanismo não se esgota na portaria, nem a portaria em rigor se destina ao autocaravanismo. Falar em autocaravanas é um coisa, falar em autocaravanismo uma outra.o autocaravanismo ta l como muitas outras palavras tem um conteúdo polissémico.tal como uma faca: é um talher, ou é uma arma?- pois pode ser as duas coisas!


Se me permitem pois uma (ultima) opiniao:

a portaria é so para campismo.

- campismo em parques de campismo, aqui a autocaravana é uma instalaçao campista....

- campismo em areas de serviço de campismo, aqui a autocaravana é uma....autocaravana

- campismo em parques ruraris em que as autocaravanas se chamam veiculos habitaveis......


Quem faça campismo deve obrigatoriamente usar um daqueles elementos da oferta campista.quem nao faça campismo,ou seja turismo de autocaravanismo itinerante,não constui a procura a que visa responder a oferta consagrada na portaria.


Trata-se de outra coisa, o autocaravanismo propriamente dito, não campista.E ele necessita de :

- areas de acolhimento para pernoita de autocaravanas,

- estacionamentos para autocaravanas,

- estaçoes de serviços para autocaravanas, ( em conjunto ou isoladamente.)


O movimento autocaravanista em minha opiniao, no seminario agendado pelo MIDAP, ou em congresso cada vez mais inadiavel, a meu ver, devia :

-adoptar um nova fraseologia, para evitar confusões com terminologias legais e por vezes tontas como é o caso de veiculo habitavel... ou seja, devia haver um pacto para evitar (agora) o termo area de serviço! e usar ( com ou sem siglas):


area de estacionamento de autocaravanas - AEA,

area (de acolhimento) para pernoita de autocaravanas para pernoita - APA,

estaçao de serviço para autocaravanas- ESA


Portanto....as actuais AS da Aldeia da Luz, Alcobaça, são APA areas de pernoita para autocaravanas, nao são areas de serviço (das agora previstas na portaria do campismo) para autocaravanas porque nao se destinam ao campismo de autocaravanas, estao fora da portaria..............


E as camaras, institutos publicos, e juntas de freguesia são livres de continuar a construir e oferecer este tipo de quipamenntos que podem ser apenas,um local de estacionamento, como é , por exemplo o parque de autocarros de turismo, do Museu de Conimbriga aberto as autoacravanas para pernoita. Estes locais nao precisam ser delimitados, em ter recepção etc....desde que não preendam acolher autocaravanas que queiram fazer campismo (ultrapassar no exterior do veiculo o espaço de estacionamento)


Óbidos SIM, (de iniciativa particular, como podia ser muncipal) de acordo com a portaria.....é agora um problema para do seu empresário e para a CM. OU continua ou então reconverte-se em parque de estacionamento simples, sem permitir o campismo...Mas mesmo como uma area de serviço da portaria, a meu ver pode susbtituir a recepçao por meios automaticos...um simples parquimetro e um fiscal que diariamente por la passe, para se assegura do respeito pelo limite das 72h...e do pagamento das receitas devidas..


O ser pago ou nao, ser gratuito ou oneroso, é um pormenor não qualificativo do essencial dos conceitos. E qualquer parquimetro (mesmo gratuito) resolve o problema do controle de horas...pelo ticket. Isto é, as tais novas AS de campismo, podem ou não ter barreiras de entrada, podem ou não ser gratuitas, e funcionar com moedeiros...ou fichas, ou multibanco.


O que importa mesmo, é que para o controle da permanencia maxima de 72 horas de campismo nestas AS as autocaravanas a que se destinam, tenham de exibir os tickets (ou talões) de estacionamento com data hora emitidos por ex, ou manualmente por um funcionario muncipal que por lá circule esporadicamente, ou por um parquimetro...aliás, o estacionamento à superficie, com parquimetros, têm recepção? claro que não, bastam as rondas de fiscalizaçao dos inspectores municipais, ou dos concessionarios que controlam as horas no talão posto no para-brisas, e depois multam, ou mandam a policia imobibilizar, ou mesmo rebocar o veiculo...


Por esses motivos todos, e no que fica curto este espaço para mais detalhe, a portaria tem a vantagem evidente de pela primeira vez assumir que as autocaravanas possam fazer campismo fora dos parques de campismo, desde que utilizem ate 72h as novas areas de serviço.


E isto vai ser de extrema importancia para certas regiões do Pais, como é o caso do Algarve. Quem vai agradecer é a CCDRA e todos os autocaravanistas que queiram fazer, ou precisem fazer campismo.


(Entre parenteses...no inquerito feito na Newslleter que assino, a maioria esmagadora dos autocaravanistas que recorre a parques decampsimo, declara que o faz por razões de segurança.)


Por outro lado, a portaria nao regula, não tinha, nem podia regular o que não é campismo, por falta de lei habilitante. Assim, o movimento autocaravanista tem pela frente muito estudo e trabalho a fazer, e que não passa, nem por FRAAs /efe-erre-ás) , nem por petições com pretende o amigo amenezes, nem por manifestações ou desfiles de manifestação de força com autocaravanas.


Respeito (e dai esta resposta) mas discordo pois, de temores, insinuações, contraditórios e polémicas estéreis, que sejam diversas desta minha opinião, que obviamente vale o que vale, mas que não é lançada, nem como provocação, nem como arma de arremesso, nem como forma de injuriar ou procurar difamar, ofender, ridicularizar, ou humilhar quem quer que seja.


Aliás, quando se discutem ideais, ideias, conceitos, filosofias e teorias, sempre se eleva mais o nivel, do que quando se discutem pessoas, ou apenas coisas. Por educação, e deformação profissional, não sigo o biblico - olho por olho, dente por dente. Se a contenção pessoal falece, se as regras de convivio social falham, se o moderador está ausente, ha sempre o recurso ao patamar judicial que é um dos pilares do Estado de Direito.


Ora boas voltas e reviravoltas, inclusive dos neurónios....

Diabéticos em França têm apoio de serviços medicos em autocaravana



Pas de dépistage mais de l'information et des conseils pratiques. La Maison du diabète a installé son annexe itinérante jusqu'à demain à Lens.
Un bon moyen d'en savoir plus sur l'excès de sucres dans le sang dont le type 2 (le plus répandu) apparaît de plus en plus tôt, souvent vers la quarantaine.
Ne cherchez pas les petits appareils qui vous piquent le bout du doigt pour relever votre taux de glycémie. L'opération de sensibilisation au diabète qui dure toute cette semaine, devant la mairie de Lens, ne propose pas de test de dépistage. Une infirmière et une diététicienne de la Maison du diabète sont à disposition du public, en particulier des personnes atteintes par cette maladie chronique, pour les aider à mieux vivre au quotidien et à mieux gérer cette maladie.

Béatrice Hanicotte, infirmière, et Séverine Vincent, diététicienne, reçoivent les personnes sur ou sans rendez-vous, dans le camping-car de la Maison du diabète, association installée à Marcq-en-Baroeul (59), qui a une antenne à Liévin. C'est la première fois que ce véhicule fait escale à Lens, trois semaines après son lancement à Sains-en-Gohelle.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Mais um Blog de autocaravanismo em Português de Paula Vidigal

Mais um Blog português...

de Paula Vidigal,

veja mais em

http://viajantedecasaascostas.blogspot.com/


A vitalidade dos autocaravanistas vai fazendo caminho e de qualidade!

sábado, novembro 15, 2008

dia 22 de novembro: I Encontro de cyber-autocaravanistas, bloguistas e webmasters


Bloguistas, webmasters, e cyber-autocaravanistas produtores de conteúdos aderem ao I Encontro para discutir questões da actividade de produção de conteúdos, dia 22 de Novembro, sábado, e aproposta de criação do CAB- Clube de autocaravanistas da Blogo-Esfera
Ao todo foram ja recenseados 31 web sites de foruns, blogs e páginas pessoais relacionadas com o autocaravanismo, numa evidente demonstração da pujança e pluralismo dos autocaravanistas portugueses, o que muito contribui para uma atitude do sector cada vez mais consistente e positivamente actuante. Vários destes autores de textos ou informações (videos e fotos) sobre autocaravanismo (15 à data) ja se acham inscritos para O I Encontro noticiado neste post.
Os respectivos links acham-se reunidos no web site experimental em:
Agradecemos naturalmente todos mails que nos enviem com mais sugestoes de inclusão de outros web sites não listados . Trata-se de um serviço a causa do Autocaravanismo!


Assim, vai realizar-se na zona da grande Lisboa, no Alenquer Camping, dia 22 de Novembro, sábado, um almoço e reunião de autocaravanistas com responsabilidades em editar conteúdos ou gerir:



- blogues,

- foruns

- ou web sites sobre autocaravanismo.


Objectivo nº1
o conhecimento mutuo
Objectivo nº 2
contribuir para a pluralidade construtiva do Movimento Autocaravanista
Objectivo nº 3
Ponderar acções de cooperação, intercâmbio e eventuais acções conjuntas


Prograna Provisório:
data: sábado 22 de Novembro local: sala de reuniões do bar do alem, do alenquer camping (www.dosdin.pt/camping)
- 12.30-13.00 registo
- 13.00h tomada de aperitivo 13.15h almoço (ementa unica a fixar, preço tudo incluido 15 euros/pessoa)
- 14.45h inicio da reuniao - distribuição de documentação - intervenções - discussão de textos
- 16.30h coffee break-
- 17.00h adopção de conclusões.

Como a reuniao tem lugar no Alenquer Camping & Bungalows *** , que mantem desde 2007 um protocolo com o CPA, assinado por ocasiao da certificaçao da AS para autocaravanas, na data da comemoração do 17º aniversario do clube, a pernoita em autocaravana terá o preço especial de 5 euros sem electricidade, por veículo. (de todos os participantes inscritos) seja para a noite de véspera (sexta feira dia 21 de Novembro, seja para a noite do evento de 22 de Novembro, sábado.)
mais escalrecimentos através do e-mail de contacto: lnc@dosdin.pt

quinta-feira, novembro 13, 2008

Um sonho Americano comum: Visitar a Europa em Autocaravana

Aqui ficam dois textos...


1) My dream - Tour Europe in a motorhome.

The very first time I have dreamt of traveling around in RV’s or motorhomes was after I watched the Children’s Television Series of the 80’s, Charlie Chalk. In the series, the main character was Charlie the clown who lived on an Island. He had a home that looked like a caravan or motorhome. That was when I was around 6 or 7.

Ever since that time I always wanted to go to places in a motorhome. Now that we are in Europe, we have planned to travel around this continent before we head back to Asia or some other part of the world. We have decided that to travel by car would be more adventurous, and convenient. However, our problem would be the accommodation. The traveling wouldn’t cost much but the accommodation would. Especially when we go about as a family.


That was when I thought of an RV. Imagine taking the comfort of your very home along with you on the road. Too tired to drive on? Just pull over at a “Resting area” by the highway, and have a rest on a real comfortable bed.

Have you ever found yourself desperately in need to find for a wc ? And you couldn’t find one for miles? One of these would have been darn convenient then. A wc in an RV.

Save even more by cooking your own food. Fresh home cooked food where ever you go. Here is a cute kitchen where you can cook delicious food the way you like it.

With all these advantage in mind, yes I really do hope one day we would be able to tour in an RV. There is one website of one of Europe’s biggest dealers of American motorhomes since the 70’s. Travelworldrv.co.uk. They sure have a huge variety of new and used RV’s and motorhomes. So I have been browsing the website and found that some of the motorhomes are very luxurious. Not only it looks like a home but some even look like you are driving a hotel room along with you.
Sure do hope that our plan to tour some parts of Europe would materialize within this few years time.

Ver mais em:


2)

Well if I owned an RV I would like to tour most of the world. I would start in Europe with countries such as France, Spain, Germany, Italy and Greece to experience each capital city and the other attractions on offer also to experience each unique culture. Then I would move onto Egypt to see the Pyramids and Sphinx. I would definitely have to visit Israel for it's historic religious values.
Ver mais em:

Ecos dos 50 anos da Hymer na Alemanha




The array of activities marking Hymer’s 50th anniversary came to a spectacular climax with a three-day mega event taking place from 29th to 31st May 2008. Some 2,000 motorhomes and caravans with over 4,000 participants from 21 nations travelled to Upper Swabia to attend the closing extravaganza of the “50 years Hymer ” anniversary in Bad Waldsee and Friedrichshafen.


1,500 motorhomes were sited around the exhibition grounds in Friedrichshafen, while 500 (mainly) caravans camped at the Gitzenweiler Hof, Gohren and Wirthshof campsites. For two days and three nights Hymer presented a top-notch programme. During the day the guests had the opportunity to tour Europe’s most advanced manufacturing facilities for motorhomes and caravans in Bad Waldsee.


There were over 250 guided tours personally escorted exclusively by Hymer staff, giving the visitors insight into many details and background information concerning the production of leisure vehicles. In addition, the new Hymer sales branch and the Movera subsidiary for accessories met with great interest among the guests.These events were flanked by an attractive “mini exhibition” in Friedrichshafen. In one hall there was a display of Eriba caravans and Hymer motorhomes - past and present. Also exhibited were aircraft which marked the start to Erwin Hymer’s career.In another hall over 100 Hymer partners, accessories suppliers, campsites and other service providers presented their products and spectrum of services. Outdoors a professional safe driver training course was held.To give easy access to the line-up of daytime and evening events for all the guests, Hymer had organised an area-wide bus shuttle service between the campsites, the companies in Bad Waldsee and the exhibition centre.


Under the direction of Omnibus Müller in Bad Waldsee, over 40 buses from numerous regional bus tour operators were in service from 8 in the morning until 2 at night every day. The largest hall, A1, over 10,000 square metres in size, was the scene for culinary delights and a first-class light entertainment programme on the three evenings of Thursday, Friday and Saturday. On average over 5,000 persons including additionally invited guests were entertained every evening.To present the programme to this huge audience on the large stage with excellent sound and vision, over 20 kilometres of cable were laid, 72 loudspeakers were installed, four big screens were set up and over 800 spot lights were fitted by Maurer Veranstaltungstechnik, the provider of events technology.


The volume of electricity for this event amounted to approximately 550,000 watts. Five 40-tonne articulated lorries were needed for the technical equipment and 38 technicians were on site to see to its operation.The atmosphere was equally charged - with excitement - for the stage programme: the personal addresses by Erwin Hymer, the Managing Director Hans-Jürgen Burkert and Director Michael Tregner won great applause.


The light entertainment programme featuring many regional groups from Upper Swabia as well as concerts by Michael Holm and the “Stars in Concert” from Berlin also delighted the audience.The overall coordination of the event took over 18 months and was attended to exclusively by around 20 members of Hymer staff in cooperation with specialist service companies. A deluge of commendatory phone calls, e-mails and letters of thanks from the participants in these celebrations showcases once again: projects and products “made by Hymer” are in a class of their own.

quarta-feira, novembro 12, 2008

Clube francês de autocaravanistas reune mais de 50% dos socios em assembleia geral


Les camping-caristes Nord-Picardie
en week-end chez Mireille

Quatre-vingt-treize équipages ont envahi le camping berckois.
BERCK-SUR-MER


Pour leur première assemblée générale à Berck, le Camping-car Club Nord-Picardie (CCCNP) a fait halte chez Mireille, chemin Genty, de vendredi à lundi matin. Le dimanche était consacré aux bilans, projets et votes statutaires, avant qu'un repas ne réunisse tout le monde dans la salle du restaurant.
Le rassemblement avant les agapes a eu lieu devant le parking de l'établissement où sont rangés les 93 véhicules dans un ordre parfait, quasi-militaire.

Trois cents équipages à Arras (7 a 11 de Junho de 2009)
Ce faisant, les camping-caristes montrent le sérieux de leur passion. Le club a été fondé en 1980 et totalise 192 adhérents représentant le grand Nord-Ouest.
Le président, André Duprez, vient de Brezolles, en Eure-et-Loire. Il indique : « Nos projets sont de toutes natures et visent en particulier le tourisme et les découvertes. Le club sera présent parmi les 300 équipages annoncés à la rencontre fédérale qui aura lieu à Arras, du 7 au 11 juin prochain. Il y aura une prolongation de cinq jours dans la région Nord-Picardie, bien entendu ».
Une parution trimestrielle, L'Étape, que tous les passionnés peuvent consulter, retrace la vie du club.

Une participante a apporté la conclusion commune à tous : « Nous avons vécu un beau week-end d'automne à Berck, plein de soleil et de souvenirs . »

terça-feira, novembro 11, 2008

segunda-feira, novembro 10, 2008

MIDAP e os SURFISTAS AUTOCARAVANISTAS

o MIDAP ao trabalho....

Movimento Independente para Desenvolvimento do Autocaravanismo

(www.midap.blogspot.com)

sexta-feira, novembro 07, 2008

outro Bloguista e autocaravanista português, com fotos



Começa assim o Blog do autocaravanista Luis Camelo que pode ser visto em:

http://luiscamelo.planetaclix.pt/

TUDO TEM UM INÍCIO

Verão quente de 1973...uma filha pequenota, mas com demasiada energia para queimar nos fins de semana;a solução encontrada foi acampar. Então, experimentamos com uma tenda e, o certo, é que de imediato ficamos "CAMPISTAS MILITANTES" pois sentimos que o campismo era o local que mais se ajustava à nossa maneira de ser.


Em 1975 nasceu o segundo filho e então, houve necessidade de melhorar o material...compramos uma caravana "tipo caracol", mas que luxo!... os anos foram passando e o Caracol, lentamente(20 anos) foi embora , e chegou uma FLY...


Finalmente em 2004 compramos a "DESEJADA AUTOCARAVANA"´, que mais facilmente, nos leva à descoberta de novos horizontes.
Chegou a Fly, mais cómoda, mais leve... e com ela, havia mais vontade de acampar em sítios diferentes. Fizemos diversos percursos, bastante interessantes e que contribuíram para o enriquecimento do nosso saber.

quinta-feira, novembro 06, 2008

PELO ESTACIONAMENTO PERMITIDO e REGULAMENTADO das AC

A Newsletter apoia o estacionamento permitido e regulamentado das autocaravanas e apela às entidades responsáveis pelo comércio tradicional urbano, e aos autarcas e demais decisores públicos, para que criem condições ao turismo itinerante, nacional e estrangeiro que pratica o autocaravanismo todo o ano, e que assim pela utilizaçao de restaurantes, lojas de artesanato, e demais formas do comércio tradicional, contribui activamente para a dinamização da economia de proximidade, e impulsiona o desenvolvimento economico e social descentralizado e auto sustentado.

Ora vejam em francês.....


terça-feira, novembro 04, 2008

Blog de autocaravanista todo o terreno



Uma das razões principais pelas quais me lancei neste projecto: apaixonei-me por este estranho camião no qual espero poder vir a concretizar o sonho de uma longa viagem por este mundo! Informação técnica, relatos dos seus proprietários bem como muita informação adicional num unico endereço. ESPERO QUE APRECIEM!




Explica ainda o autor:


Este blog é o resultado de muita pesquisa na preparação de uma viagem em familia a bordo de um camião 4x4 que nos propomos fazer de Lisboa a...


Aqui podem encontrar links de páginas com informação sobre veículos, equipamentos, preparação e informação local bem como relatos e forums de outras aventuras. Esta página fornece os links para as 7 categorias principais (ainda só publicadas 3) onde encontrarão informação mais especifica sobre cada uma delas. Usem, comentem e informem de maneira a podermos mantê-lo tão util quanto desejamos.

segunda-feira, novembro 03, 2008

Novo mini camper para Jovens em Citroen NEMO Romahome

ver mais em:
Autocaravanismo barato em micro camper Citroen
ou mesmo em mini autocaravanas Citroen


Based on the equally groundbreaking micro-commercial Citroen Nemo recently named International Van of the Year, the R10 is a single berth motorhome that can be used for everyday transport. The R10 Solo creates a whole new genre of small, efficient, minimalist motorhomes that will be much faster point-to-point than their fat-bottomed brethren and deliver 63mpg/4.5 l/100 km on the combined cycle.

Powered by an ultra-economical 70hp Citroen1.4HDi diesel engine with Sensodrive automatic, the Nemo’s unique operational, running-cost and environmental benefits pale beside the places the R10 can go - congested streets and multi-storey car parks are no problem for a vehicle just 12 ft 7 ins in length with a height of 6 ft 3 ins. When the roof is elevated, the Romahome gives an internal height of 6 ft 6 ins.


The R10 is a new class of motorhome, and it is based on one of the truly landmark vehicles of 2008, the Citroen Nemo. The light commercial segment has always been focussed on the greatest load volume and hence there has been no true “mini” segment until the Nemo.


sábado, novembro 01, 2008

Espanha avança com manual de acolhimento de turismo em autocaravana

Para saber mais, e tudo de tudo...

El "GREMI DE COMERCIANTS DE CARAVANING DE CATALUNYA" (GREMCAR) ha sufragado la edición impresa del dosier La Acogida del Turismo en Autocaravana".

El trabajo del equipo que mantiene este portal ya está disponible en una atractiva y práctica edición impresa muy adecuada para ser presentada a autoridades y entidades. La nueva presentación, junto con el soporte explícito del GREMCAR, confiere un valor añadido a los ya de por si interesantes contenidos del dosier, facilitando más si cabe la ia relación con las entidades interesadas. Una buena presentación aporta seriedad e imagen al proyecto de creación de una área de acogida, y el soporte de una asociación empresarial como es el GREMCAR resulta una ayuda inestimable.

Durante la reciente edición de la Fira del Caravaning se mantuvieron contactos con la Administración Autonómica catalana por parte del GREMCAR, y nuestro dossier tuvo un papel importante como carta de presentación.

O folheto em causa pode ser obtido aqui: