domingo, julho 15, 2012

Netas -Inesita e Carolina, a caminho da Homenagem da co-piloto Avó Vera em Pedrógão do Alentejo

Discurso de agradecimento ao lado da Presidente
da Junta de Freguesia de Pedrógão a 14 de Julho/12

Desta vez a saida de autocaravana valeu, não pelo percurso, nem pelas refeições, paisagens ou monumentos,  mas sim, pelo motivo e pelo destino: Ou seja, a Homenagem à recentemente falecida Avó Vera, nas novas infraestruturas do Parque de Autocravanas de Pedrógão, incuindo:



A cadeira das 2 netas Inês e Carolina

- ciclovia
- parque de merendas
- inicio da Quinta Pedagógica
- Miradouro do Guadiana (dito do Grão-Mestre e Cadeira de Salomão).


O destino da viagem é neste caso, o próprio caso desta crónica. Ora, com vista ao registo do encontro "mixed" de autocaravanistas e de amigos não autocaravanistas, da homenageada, juntam-se agora mais fotos do que texto, para recordar um evento que calou fundo em todos quantos o presenciaram, e que justo é aqui reportar para memoria futura, incluindo a de todos aqueles ausentes, que se manfistaram com carinho e interesse.

Carolina e Inesita em almoço depic nic

Assim, a 13 de julho, 6F de manhã, um avô e uma neta Carolina, saem em viatura de Lisboa com um farnel extra preparado pela Tia Joana. Rumo a Alenquer buscar a autocaravana, e depois ate Vila Franca de Xira buscar a Inesita neta, para logo de seguir pelas nacioanis ate a bifurcaçao da auto-estrada em direccção a Coruche. Próxima paragem, já só a cerca de 4Km de Evora, para um almoço nas mesas de pic nic do parque de merendas de beira de estrada. A seguir, uma paragem tecnica na Agriloja de Evora, com mercas para Pedrógão, e finalmente entrada no parque de turismo de autocaravanas...onde já lá estavam os autocaravanistas em representação do CAS (Vasco Nazario) e do CAB (João Firmino) além do Capitão Hadock.na sua nova Benimar.



Fica jaáo relato do regresso, sem historias, pelo caminho inverso ao da ida, e com alteraçao do local de pic nic de almoço, pouco antes de Montemor-o-novo, em outro parque de merendas, junto a uma fonte, e depois a progressão até ao Alenquer Camping.

A meio caminho da parede da barragem entre a margem
direita e a esquerda do Guadiana

Durante o encontro de 13 a 15 de Julho assinalam-se os TOP MOMENTS, por ordem cronologica:

13 de Julho 6F

- início do convivio amigo entre autocaravanistas
- passagem pedestre pela parede da Barragem de Pedrógão da margem direita do Guadiana para a margem esquerda, e viceversa, por especial autorizaçao da EDIA.
Autocaravanismo a 100%..toldo aberto e cadeiras e mesas fora, tudo legal e legitimo!
no Parque de autocravanas de Pedrogão (portaria 1320/2008)
-pre-inauguração familiar com as duas netas,  da ciclocia, do parque de merendas, do miradouro.
- "batismo" dos pimeiros residentes da Quinta pedagógica, os burros genuinos mirandeses, ele como Crazy, e ela como Jessy, e o Cabrito como Boné e a cabra como Xoné. E início do processo de habituaçao a degustação de cenouras...
Inesita, Carolina Jessy e Crazy


Marcação da sinalizaçao para caminhada pedestre ate ao Miradouro do GM

-recepção ao longo do dia e da noite dos autocaravanistas que foram chegando, entre eles Daniel Beja em representaçao do CAI, Filipe Seco pelo MIDAP, Encarnaçao Santos Presidente do TCA. Infelizmente o Clube Hymer inscrito, não deu (decerto apenas por desatenção) um ar da sua graça, nem justificou a  sua ausencia...

14 de Julho


-chegada do padeiro as 9h

Fila para comprar pão na carrinha que veio ao parque

- diversas visitas guiadas ás infarestruturas anexas ao parque de AC
- Chegada de família e dos amigos motorizados sem ser em AC,
- Chegada dos demais participantes
- pelas 12h15 início da cerimonia de descerramento de duas composições de azulejo no início da ciclovia (Ciclovia Avo Vera e poema post mortem)
- Intervenção da Presidente da Junta de Freguesia de Pedrógão,Dona Peregrina Paixão
- Entrega de livros para o Centro de Dia de Pedrógão, em memoria da homenageada
- Versos lidos pela autora Maior Oliveira, em honra da Vera:

Vera Nandin de Carvalho,
viemos homenagear.
É de louvar o seu trabalho,
não deixará de brilhar.
Obrigada para sempre,
lembramos com emoção,
ficarás eternamente
no povo, e no coraçao.

- Cante Alentejano do Grupo Feminino Coral de Granja
- Almoço no Restaurante Charrua, em Pedrógão, com nova atuaçao do Coral de Cante.
- Tarde de confraternização e utilizaçao de todas as infraestruturas existentes
- Lançamento de redes de pesca  pelo Mestre Rosa no regolfo da Orada
Lançando as Redes para douradas, bogas, carpas, achigãs...

-Jantar de convivio informal com carnes assadas na churrasqueira do Parque
- percursos noturnos pedestres ao longo da ciclovia e alimeentação de Crazy e Jessy
-demonstraçao do sitema de iluminçao solar do parque a Presidente da Junta de Freguesia
- lançamento de fogo de artificio no minuto de silêncio, pelo AC e comandante Clemente Mitra, e com apresença de Presidente da Junta de Freguesia.

 
15 de Julho

- Chegada de Mestre Rosa como resultado da pescaria fluvial e venda depeixe fresco e vivo,

- passeios pedestres e ciclistas diversos e nova alimentaçao dos burricos
- recolha das ultimas fotos
- toilette de varias AC, as estação de serviço do parque,
-Partidas e despedidas

aspecto parcial do almoço no Charrua

AGRADECIMENTO

Meus, da Minha Família, e meus Amigos.



Exma. Sra. Presidente da Junta de Freguesia de Pedrógão do Alentejo.





- Começo por agradecer a todos e a cada um, a vossa vinda hoje até aqui. Este momento não é nem um acontecimento alegre ou festivo, nem uma cerimónia triste ou fúnebre, mas sim, a saudável celebração em convívio, com partilha de afetos de saudade, como homenagem à minha mulher Vera, que um invencível e maligno cancro levou a 1 de Março.



-Não há palavras eloquentes bastantes para relembrar a sua memória, mas a vossa presença amiga permite honrá-la, e testemunhar solenemente, nesta obra de pedra e cal, o reconhecimento pela inspiração determinante da Vera na minha vida, na vida da minha família, e no círculo dos nossos amigos e conhecidos, influência preservadaatravés da sua intervenção indispensável nas nossas realizações e que, como estas que hoje inauguramos, sempre tiveram uma dimensão social, não economicista, e filantrópica.


- Hoje, nesta justa homenagem, simples mas sincera, inauguramos pela Vera, alguns investimentos e infraestruturas: - uma ciclovia, a ponte She and Me, a ponte dos 5 irmãos, e a ponte das 2 netas. Inauguramos ainda um parque de merendas, o miradouro sobre o Guadiana, e o início de uma quinta pedagógica, com um charco e pateira, e já com um casal de burros mirandeses, e outro de cabras alentejanas


Estas obras não servirão apenas aos autocaravanistas, nacionais e estrangeiros, que nos visitem em turismo, mas também, como zona de lazer serão abertas para as populações locais, mediante protocolo a celebrar com a Junta de Freguesia de Pedrógão.


- A todos os presentes, manifesto o meu grande - Bem Hajam! Pelo apoio e carinho dispensados, e também exprimo aos ausentes que se manifestaram, a minha gratidão sentida e sincera, ainda com uma palavra especial para a Sra. Presidente Peregrina Paixão, pelo seu incentivo, e ao nosso guarda Miguel Pereira, pela sua dedicação e esforço. Uma última palavra ainda, de conforto para a minha família direta, forte e unida - as minhas filhas: Patrícia, Marta, e Joana, os meus filhos: João e Bruno, e também para as minhas netas Carolina e Inês, com o voto, para que durante muitos anos aqui voltem, à procura de uma felicidade pessoal, que eu encontrei como braço direito da Vera, a minha querida ametade, e que perdi neste Mundo.


- Vamos agora escutar a terminar, o Cante Alentejano do grupo exclusivamente feminino da Granja, para assinalar este Momento em terras alentejanas bem-amadas pela Vera, e que ao final do dia será concluído ao sol posto, com o envio simbólico de mil beijos de Luz, para a estrela do céu que representa o seu espirito, num minuto de silêncio, com fogo-de-artifício.


- Para terminar peço que me acompanhem numa última invocação da magia da sua lembrança, repetindo três vezes comigo em memória da imagem da Vera, esta tríplice saudação:


Vivat, Vivat, semper Vivat!


Vivat, Vivat, semper Vivat!


Vivat, vivat, semper Vivat

4 comentários:

Graça e Renato disse...

Com o coração estivemos com vcs em todos estes momentos. Ainda iremos aí... carinhosamente...

Anónimo disse...

Com uma lágrima no coração pelas suas palavras deixo-lhe um forte abraço.
João Farrim

Edurana disse...

amigo: o que precisa de ouvir neste momento é que o espaço é lindo. Tudo farei para brevemente o visitar.
Um abraço

Ana Narciso disse...

Há casais assim cuja ligação ultrapassa os limites da nossa condição humana. Felizes os que podem ver e acompanhar esta caminhada... sinto-me uma privilegiada . Um abraço.